quinta-feira, 31 de agosto de 2006

O estudo do livro do Eclesiastes é o desafio para o Mês da Bíblia de 2006

Há muitos recursos para o estudo do livro do Eclesiastes ou Coélet. Na página da CNBB, por exemplo, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Biblico-Catequética propõe o Livro Mês da Bíblia (formato pdf).

Na Apresentação do Livro, diz a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética:


Com alegria colocamos em suas mãos uma sugestão para a Celebração do Dia da Bíblia (...) O Projeto Nacional de Evangelização propõe para este ano, no mês de setembro (...) o Livro de Eclesiastes (...) O mês de setembro, reconhecido nacionalmente como o mês da Bíblia, é para nós uma grande riqueza. Ele possibilita preparar, vivenciar e testemunhar com entusiasmo e empenho as Celebrações em nossas comunidades, bem como fortalecer os Círculos Bíblicos e Grupos de Reflexão que buscam na Bíblia a força na missão de evangelizar e ser evangelizado.

Na mesma página podem ser acessados também:

  • Mês da Bíblia (formato word)
  • Capa Mês da Bíblia (formato pdf)
  • Brochura Mês da Bíblia (formato pdf)
  • Celebração para o encerramento do Mês da Bíblia (formato word)

Subsídios populares:

Carlos MESTERS e Francisco OROFINO, O Varal da Vida: chave de leitura para o livro do Eclesiastes, São Leopoldo: CEBI, 2006, 52 p.

CENTRO BÍBLICO VERBO, Come teu pão com alegria! Entendendo o livro de Eclesiastes. São Paulo: Paulus, 2006, 163 p.

Darci Luiz MARIN (Redator), Eclesiastes: viver bem o presente. Vida Pastoral, São Paulo: Paulus, ano 47, n. 250, setembro-outubro de 2006.

Gilvander MOREIRA, Western CLAY, Rogério DE ALMEIDA, Jacir DE FREITAS e Adilson SCHULTZ, O povo sabe das coisas: Eclesiastes ilumina o trabalho, a vida e a religião do povo. São Leopoldo: CEBI/Contexto Editora, 2006, 126 p.

Ivo STORNIOLO e Euclides M. BALANCIN, Como ler o livro do Eclesiastes: trabalho e felicidade. 4. ed. São Paulo: Paulus, 1997, 48 p.

SAB, Come teu pão com alegria: Eclesiastes. São Paulo: Paulinas, 2006.


Subsídios acadêmicos:

Haroldo DE CAMPOS, com uma colaboração especial de J. Guinsburg, Qohélet / O-Que-Sabe. Eclesiastes: poema sapiencial. 2. ed. Transcriado por Haroldo de Campos. São Paulo: Perspectiva, 2004, 248 p.

Ivo STORNIOLO, Trabalho e felicidade: o livro de Eclesiastes. São Paulo: Paulus, 2002, 152 p.

José VÍLCHEZ LÍNDEZ, Eclesiastes ou Qohélet. São Paulo: Paulus, 1999, 512 p.

Lilia LADEIRA VERAS, Um primeiro contato com o livro do Eclesiastes ou o livro Coélet. RIBLA 52, 2005/3, Petrópolis: Vozes, p. 119-139 (com três páginas de bibliografia no final).

Robert MICHAUD, Qohélet et l'hellénisme. Paris: Du Cerf, 1987, 224 p.


Para conhecer a época em que foi escrito o Eclesiastes, recomendo o meu texto de História de Israel no item 7. Os Ptolomeus Governam a Palestina. No final deste item abordo a questão da administração ptolomaica da Palestina.


Por outro lado, já andei escrevendo algumas linhas sobre o Eclesiastes. Foi em meu artigo Judaísmo e Helenismo: encontro e conflito. Estudos Bíblicos, Petrópolis: Vozes, n. 48, 1996, p. 9-18.

Este número da revista trata da Sabedoria e, além de meu artigo, podem ser lidos os artigos de Walmor Oliveira de Azevedo, Emanuel Messias de Oliveira, Wolfgang Gruen, Romi Auth, Western Clay Peixoto, Rosana Pulga, Rodrigo P. Silva e Benjamim Carreira de Oliveira. Todos fazem parte do grupo dos "Biblistas Mineiros".

Nenhum comentário:

Postar um comentário