terça-feira, 19 de agosto de 2014

Já entendi: suspendo minha fala

:: Dilma já enfrentou torturadores piores que os do Jornal Nacional - Eduardo Guimarães: Blog da Cidadania 18/08/2014
Mas se Dilma não cedeu nem à tortura física da ditadura, não seriam um mauricinho e uma patricinha de quinta que iriam dobrá-la.

:: Serenidade de Dilma desmascara histeria do Jornal Nacional -  Dayane Santos: Vermelho 19/08/2014
Educadamente Dilma finalizou: “Obrigado, Bonner, eu quero dizer que acredito no Brasil. Eu compreendo, vou suspender a minha fala”, encerrou Dilma, com classe, diante dos entrevistadores que se mostraram em pleno ataque de nervos.

:: Globo deu seu recado: faz campanha contra Dilma -  Ricardo Amaral: Brasil 24/7 - 19/08/2014
A credibilidade do jornalismo da Globo saiu mais uma vez arranhada pelos esgares de William Bonner e Patrícia Poeta. As expressões de contrariedade, os dedos em riste e as interrupções grosseiras falaram mais ao telespectador do que o conteúdo de perguntas e respostas. Por algum tempo, tudo que se disser no JN contra Dilma será recebido com suspeita, porque a mensagem mais forte do programa foi: eles não gostam dela. Dilma manteve-se serena durante todo o programa, que contrastou, aos olhos dos telespectadores, com a atitude desrespeitosa e antiprofissional dos entrevistadores. Mesmo restrita a um cerimonial televisivo, foi uma sinalização relevante para uma imprensa cada vez mais assanhada no papel de oposição.

:: A tolice do pinga-fogo do Jornal Nacional - Luís Nassif: Jornal GGN 19/08/2014
Falando para um público telespectador de largo espectro, e com seu tempo restrito, não se vá exigir do Jornal Nacional aprofundamento nas entrevistas com candidatos a presidente da República. Mas não precisaria ser tão primário. O entrevistador imaturo pretende que a entrevista seja uma luta de boxe, da qual só ele sairá vencedor. Grande entrevista, na verdade, é aquela que extrai do entrevistado o máximo de informações relevantes.

Leia Mais:
Manchetômetro: cobertura das eleições 2014 na mídia

Nenhum comentário:

Postar um comentário