sábado, 19 de julho de 2014

Reunião dos Biblistas Mineiros em 2014

No dia 15 deste mês de julho estivemos reunidos na FAJE - Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia -, em Belo Horizonte, MG, iniciando o debate sobre o próximo número da revista Estudos Bíblicos.

Depois de uma manhã inteira de sugestões e debates, concluímos pela abordagem do tema do sacrifício no próximo número de Estudos Bíblicos produzida pelos Biblistas Mineiros e que será publicada em 2016.

Estavam presentes:
  • Airton José da Silva - Professor no CEARP / Faculdade de Teologia da Arquidiocese de Ribeirão Preto, SP
  • Elisabete Corazza - Irmã Paulina, Diretora do SAB e animadora no Projeto Teologia Viva da Arquidiocese de Belo Horizonte
  • Jaldemir Vitório - Diretor da FAJE e Professor na mesma instituição
  • Johan Konings - Professor Emérito da FAJE
  • José Luiz Gonzaga do Prado - Professor da Faculdade Católica de Pouso Alegre, MG
  • Leyde Maria Maroni Leite - Formação na PUC Minas e CEBI, Assessora Bíblica na região de Belo Horizonte
  • Maria de Lourdes Augusta - Religiosa das Pequenas Irmãs da Divina Providência – Professora de Teologia em Mariana, MG
  • Neuza Silveira de Souza - Professora de Pastoral na PUC Minas
  • Paulo Jackson Nóbrega de Sousa - Professor na FAJE e na PUC Minas
  • Telmo José Amaral de Figueiredo - Doutorando em Letras Hebraicas pela FFLCH/USP, em São Paulo
  • Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa - Professora na Faculdade de Letras da UFMG
  • Wolfgang Gruen - Ex-Professor da PUC Minas e do ISTA, Assessor Bíblico-Catequético e de Ensino Religioso
  • Zuleica Aparecida Silvano - Irmã Paulina, Assessora do SAB, Professora licenciada da FAJE

Ausências justificadas: Luís Henrique Eloy e Silva e Pascal Peuzé.

Tomando como temática básica o sacrifício, escolhemos os seguintes textos e abordagens para serem trabalhados, até julho do próximo ano, pelos membros de nosso grupo:
  • Contextualização da escolha da temática do sacrifício e a hermenêutica adotada em nossos estudos - Telmo José Amaral de Figueiredo
  • O sacrifício de Abraão e Agamenon - Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa
  • Sacrifício e expiação em Levítico - Paulo Jackson Nóbrega de Sousa
  • Is 1,10-20 e Is 66: a crítica profética ao Templo, lugar do sacrifício – Jaldemir Vitório
  • Jeremias 7 e 26: a crítica ao Templo, lugar do sacrifício – Airton José da Silva
  • Os 6,6 – Neuza Silveira de Souza e Maria de Lourdes Augusta
  • Salmos 50 e 51: o sacrifício de louvor - Leyde Maria Maroni Leite e Jacil Rodrigues de Brito
  • Jesus como sacrifício de expiação em João - Johan Konings
  • Jesus como sacrifício de expiação em Paulo - Zuleica Aparecida Silvano
  • Filipenses 2: abrindo caminhos para a superação dos pecados – José Luiz Gonzaga do Prado.

Além disso debatemos outros assuntos:
  • A ABIB, sua identidade, os desafios que enfrenta e o seu próximo Congresso em Vitória, ES
  • O Seminário do PIB para professores de Bíblia em 2015
  • Análise e troca de impressões e informações sobre recentes e futuras edições da Bíblia no Brasil, como a das Paulinas, CNBB, Pastoral etc
  • Johan Konings nos apresentou os cinco últimos lançamentos da Coleção Bíblica da Loyola, da qual ele é o responsável e nos falou também dos próximos lançamentos
  • Comentamos brevemente o livro de ZABATIERO, J. P. T. Uma história cultural de Israel. São Paulo: Paulus, 2013, 296 p. - ISBN 9788534937597
  • O Congresso Internacional da SBL em Buenos Aires em 2015, sendo que o colega Cássio Murilo Dias da Silva, da PUCRS, - que estava nos visitando - está recolhendo adesões de biblistas brasileiros que tenham intenção de fazer uma comunicação neste evento. Quem estiver interessado, favor entrar em contato com ele, imediatamente, através do e-mail cassiomu@gmail.com. Há interesse por parte da SBL de que haja uma sessão, no Congresso, em língua portuguesa
  • Assembleia da FEBIC - Federação Bíblica Católica: de 17 a 21 de junho, celebrando os 50 anos da Dei Verbum

Em meio aos nossos debates, falou-se, com ênfase, de um certo cansaço ou descaso com as áreas especificamente teológicas e bíblicas no Brasil, com nítida preferência de estudiosos e entidades - inclusive teológicas e  bíblicas - pelas Ciências da Religião. Talvez seja necessário chamar a atenção para o fato de que os Estudos Bíblicos não podem ser delegados (somente) às Ciências da Religião e a seus especialistas, pois possuem sua própria metodologia, reconhecidamente complexa e rigorosa, exigindo anos de estudo para um razoável domínio. Questionou-se também, se a percepção desta crise, além de conhecidos fatores eclesiais existentes e persistentes, tem relação com o estatuto teórico da Teologia, de uns anos para cá convidada oficialmente a integrar, no Brasil, o grande concerto da academia, ao lado das outras Ciências Humanas.


Fonte: além de minhas anotações pessoais, servi-me do relato feito por Telmo José Amaral de Figueiredo, Coordenador/Secretário do grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário