terça-feira, 10 de junho de 2014

Oriente Médio: sinais emblemáticos de Francisco

Na diplomacia, você vive de sinais emblemáticos (Lejeune Mirhan)

O encontro promovido pelo papa Francisco entre os presidentes de Israel, Shimon Peres, e da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, no Vaticano, para falar sobre a paz, e a visita papal à Terra Santa no final do mês passado são emblemáticos, avalia o sociólogo, professor, escritor e arabista Lejeune Mirhan, em entrevista a Opera Mundi. Para ele, Francisco "avançou mais do que qualquer outro líder do Vaticano" para fomentar o diálogo entre israelenses e palestinos. O fato de Francisco ter quebrado o protocolo ao descer do papamóvel e rezar pedindo paz no muro da Cisjordânia, conhecido como "Muro da Vergonha”, que separa Israel da Palestina, durante sua visita à região, “carrega muito significado. Esta atitude vale por dez anos de intifada”, disse Lejeune, referindo-se ao tipo de protesto comum na Palestina, em que pessoas atiram pedras contra o muro.

Leia: Visita do papa a 'Muro da Vergonha' vale por dez anos de intifada palestina, diz especialista

Fonte: Vanessa Martina Silva: Opera Mundi - 10/06/2014

Leia Mais:
Francisco na Palestina
Um papa que faz reis e presidentes rezarem

Nenhum comentário:

Postar um comentário