quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Modernidade tardia: desafios para a docência do ensino superior


Antes havia um princípio organizador, que dava as coordenadas dos procedimentos – a religião. Tal princípio se diluiu em três grandes princípios: a) técnico econômico funcional; b) esfera governamental, c) esfera cultural. A crise se instala quando o hedonismo surge como princípio global.


"Com o tema Modernidade tardia: desafios para a docência do ensino superior, o psicólogo José Paulo Giovanetti proferiu a conferência de abertura da formação docente dos professores da Unisinos na noite de 25-02-2013, no Auditório Central da Instituição.

Entre as constatações expostas, Giovanetti falou sobre o individualismo que é característico do sujeito moderno, bem como seus desdobramentos. Esse sujeito vive numa sociedade que apresenta sintomas como a depressão e a angústia. Contudo, é preciso procurar aquilo que está abaixo desse iceberg aparente, provocou. É necessário atentar que o jovem que hoje chega à sala de aula já nasceu dentro da modernidade tardia, nos idos dos anos 1990, o que é decisivo para seu modo de ser e estar no mundo. E é esse o grande universo dos alunos que chegam à universidade em nossos dias.

Através de uma análise fenomenológica da sociedade, Giovanetti apontou os paradigmas de pensamento hoje. O paradigma antigo justificava as ações a partir da realidade externa, como no caso da religião, por exemplo. Na modernidade o indivíduo é o centro da organização, e por isso é fundante do que se segue. O projeto da modernidade, acrescenta, é marcado pela imanência da razão, ou seja, só tem valor aquilo que pode ser por ela explicado. Outro de seus traços é a afirmação da subjetividade, isto é, o sujeito é o centro de todas as referências.

Procedendo uma análise sociológica das características da sociedade contemporânea, Giovanetti pontua que a modernidade tardia refere-se aos últimos 50 anos, tendo iniciado, portanto, nos anos 1960. Suas características são o consumo, o espetáculo, o simulacro, o lazer e a virtualidade. Antes havia um princípio organizador, que dava as coordenadas dos procedimentos – a religião. Tal princípio se diluiu em três grandes princípios: a) técnico econômico funcional; b) esfera governamental, c) esfera cultural. A crise se instala quando o hedonismo surge como princípio global.

A respeito da sociedade do consumo, tópico caro ao sociólogo Jean Baudrillard, o palestrante mencionou que não se consomem objetos, somente, mas pessoas, inclusive. As leis da sociedade do consumo  são a) escolher (você não pode deixar de escolher) e b) comprar (compre hoje, pague amanhã).

Quanto à sociedade do espetáculo, Giovanetti menciona a superficialidade (glamurização) e o passageiro (efêmero) como suas marcas indeléveis. E o pesquisador é enfático ao afirmar que os fenômenos contemporâneos que apontam para uma nova sensibilidade são a) sociedade centrada no eu, b) pura indiferença, c) sedução non-stop e d) fenômenos extremos.

'Na pós-modernidade vivia-se uma época de liberação que gerou a era do vazio. Na hipermodernidade vivemos uma vida light que gera a era do consumo', observa Giovanetti".


Leia o texto completo da reportagem de  Márcia Junges, publicada em Notícias: IHU On-Line: 27/02/2013.


José Paulo Giovanetti é graduado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira, e em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. É especialista em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, mestre e doutor em Psicologia pela Universidade Católica de Louvain, na Bélgica. Leciona na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, FAJE.

Resenhas na RBL - 26.02.2013


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Jeffrey Brodd and Jonathan L. Reed, eds.
Rome and Religion: A Cross-Disciplinary Dialogue on the Imperial Cult
Reviewed by Edmund Cueva

Michael Cameron
Christ Meets Me Everywhere: Augustine's Early Figurative Exegesis
Reviewed by Blossom Stefaniw

Melissa A. Jackson
Comedy and Feminist Interpretation of the Hebrew Bible: A Subversive Collaboration
Reviewed by Kathryn D. Blanchard

Tremper Longman III
Introducing the Old Testament: A Short Guide to Its History and Message
Reviewed by Trent Butler

Dennis R. MacDonald
Two Shipwrecked Gospels: The Logoi of Jesus and Papias's Exposition of Logia about the Lord
Reviewed by John Kloppenborg
Reviewed by James F. McGrath

Steve Moyise
The Later New Testament Writings and Scripture: The Old Testament in Acts, Hebrews, the Catholic Epistles, and Revelation
Reviewed by Amy Peeler

James D. Nogalski
The Book of the Twelve: Hosea-Jonah
Reviewed by Beth Stovell

Kathleen M. Rochester
Prophetic Ministry in Jeremiah and Ezekiel
Reviewed by Wilhelm J. Wessels

Thomas P. Scheck
St. Jerome's Commentaries on Galatians, Titus, and Philemon
Reviewed by Gerald Bray


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL - 20.02.2013


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

David R. Bauer and Robert A. Traina
Inductive Bible Study: A Comprehensive Guide to the Practice of Hermeneutics
Reviewed by Justin Marc Smith

Yoram Cohen
The Scribes and Scholars of the City of Emar in the Late Bronze Age
Reviewed by Bryan C. Babcock

Tobias Hägerland
Jesus and the Forgiveness of Sins: An Aspect of His Prophetic Mission
Reviewed by Dion Forster

Urmas Nømmik
Die Freundesreden des ursprünglichen Hiobdialogs: Eine form- und traditionsgeschichtliche Studie
Reviewed by Kyle C. Dunham

Kathleen M. O'Connor
Jeremiah: Pain and Promise
Reviewed by Wilhelm J. Wessels

Russell Pregeant
Reading the Bible for All the Wrong Reasons
Reviewed by Joel Stephen Williams

David Rhoads, Joanna Dewey, Donald Michie
Mark as Story: An Introduction to the Narrative of a Gospel
Reviewed by Michael W. Pahl

Elisabeth Schüssler Fiorenza
Transforming Vision: Explorations in Feminist The*logy
Reviewed by Daniel Darko

Moshe Simon-Shoshan
Stories of the Law: Narrative Discourse and the Construction of Authority in the Mishnah
Reviewed by Joshua Schwartz

Assaf Yasur-Landau, Jennie R. Ebeling, and Laura B. Mazow, eds.
Household Archaeology in Ancient Israel and Beyond
Reviewed by Ralph K. Hawkins


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Mais ebooks gratuitos para Kindle e outros leitores

>> Atualizado em 12.12.2017 - 18h00

:: Amazon do Brasil: Milhares de livros gratuitos - mais de 65 mil -, de vários gêneros e línguas, para Kindle.

:: Biblioteca Digital Curt Nimuendajú: Coletânea digital de artigos e livros raros sobre línguas e culturas indígenas sul-americanas. Iniciativa da rede Etnolinguistica.Org. Textos para download em pdf.

:: Bibliothèque numérique romande: Ebooks gratuitos de literatura, em francês, da Suíça Romanda (= Suíça francesa ou parte francófona da Suíça) e também de regiões vizinhas da França, de outras partes da Suíça ou de outros lugares. Textos em vários formatos, como epub, pdf, mobipocket, doc, odt.

:: Bücher kostenlos - legal - gratis ebooks - free books: Do site Die Perlen des Internets, em alemão, vários endereços para download de livros digitais gratuitos.

:: Canal do Ensino: no ar desde janeiro de 2012, o portal é focado em compartilhar notícias sobre educação e ensino, disponibilizando, entre outras coisas, livros de domínio público, sobre vários assuntos, em formato pdf.

:: Domínio Público: Portal do Ministério da Educação. Obras de vários países. Em pdf e html. Para converter um texto de pdf para mobi (Kindle) use o calibre - visite também o site do programa e veja ainda um tutorial aqui - ou outra ferramenta gratuita.

:: Ebooks libres et gratuits: Ebooks em francês. De vários países. Formatos: mobipocket - pdf - doc - odt - html - epub

:: Ebook Search Engine: Motor de busca de ebooks, gratuitos ou não, e de outros textos em pdf.

:: Feedbooks: Ebooks de vários países em formato epub, pdf e mobi. Há uma seção de livros de Domínio Público, quer dizer, gratuitos. O projeto é de origem francesa, com sede em Paris.

:: JustFreeBooks: Motor de busca - search engine - de ebooks gratuitos. Pesquisa em cerca de 700 sites indexados. Página em inglês, francês e espanhol.

:: Kindle Portugal - Livros Digitais: Livros gratuitos para o Kindle em postagem de 02/05/2011, trazendo vários links para sites onde o download dos livros pode ser feito.

:: Liber Liber: Ebooks gratuitos em italiano em pdf, odt, txt. Encontrei aqui, por exemplo, preciosas fábulas italianas em dialeto.

:: Loyal Books: Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads -  Cerca de 7 mil audiobooks em formato mp3 e ebooks em várias línguas para Kindle, Android e iPhone.

:: Manybooks: Livros, em várias línguas, que podem ser convertidos para duas dezenas de formatos antes de serem baixados. O azw e o mobi, que funcionam com o Kindle, estão disponíveis.

:: Open Culture: 800 Free eBooks for iPad, Kindle & Other Devices - Mais de 800 livros digitais gratuitos, clássicos e em inglês, em sua maioria, para Kindle e outros leitores. Dan Colman, da Stanford University, Califórnia, é o editor chefe.

:: Planet eBook: Livros de literatura clássica, muito bons, todos em inglês, em pdf.

:: Projecto Adamastor: Biblioteca digital que disponibiliza obras literárias portuguesas em formato epub e de forma gratuita. Oferece também uma boa lista de sites para livros digitais gratuitos.

:: Projeto Gutenberg: O Projeto Gutenberg oferece atualmente mais de 50.000 ebooks gratuitos para download. Vários formatos, incluindo o mobi para Kindle. Pode ser acessado em inglês, alemão, francês e português. Veja também a lista de projetos afiliados em Partners, Affiliates and Resources. Os projetos afiliados são organizações que partilham dos mesmos ideais e trazem a marca Project Gutenberg. Em geral, têm um enfoque nacional ou linguístico particular, como o Project Gutenberg Australia ou o Projekt Runeberg.


E mais:

Onde encontrar listas de livros clássicos, não ebooks, mas impressos, para, em seguida, verificar se há versões deles para Kindle ou outros leitores de livros digitais?  E veja também outras dicas úteis sobre ebooks e seus leitores, como, por exemplo, as várias ferramentas para trabalhar com conversão e organização de livros digitais.

:: 15 truques para você usar (de verdade) seu Kindle: Dicas úteis para o uso do Kindle. Por Nadiajda Ferreira: Gizmodo Brasil 20/10/2013.

:: calibre: [Convertor And LIBRary for Ebooks - pronúncia britânica: calíber - cf. sobre o nome aqui]  é um gerenciador gratuito, de código aberto, de ebooks, com um grande número de recursos, como organização, edição, conversão de formatos, sincronização do computador com e-readers e outros dispositivos portáteis, como smartphones e tablets. Compatível com Windows XP/Vista/7/8/10, Mac e Linux. Em várias línguas, também em português. Veja também um tutorial, em português, aqui e avaliações aqui. Por Kovid Goyal e equipe.

:: How to convert ePub to Mobi ebook format – for free: 5 diferentes maneiras de fazer a conversão gratuita de ebooks ePub para Mobi: Kindle Previewer (Windows, Mac) - Epub to Mobi (Windows) - calibre (Windows, Mac, Linux) - 2EPUB (online service, browser based) - Free File Converter (online service, browser based). Post publicado em Freewaregenius em 29 de julho de 2013.

:: Revolução eBook: Site e blog de notícias e opinião sobre livros digitais – seus mercados, tecnologias, empresas, autores, leitores, tudo o que disser respeito de algum modo a livros digitais. Em português.

:: Siege of the 'Iliad': Willis G. Regier - The Chronicle of Higher Education -- January 22, 2012:  Homero e as melhores traduções da Ilíada e da Odisseia para o inglês.

:: Timeless Classics Shelf: em Goodreads. Livros clássicos em inglês.

:: The big list of free Kindle tools: Em Freewaregenius.

:: The eBook Reader: muitas informações interessantes sobre o mundo dos livros digitais. Em inglês.

:: Three great ways to find free eBooks online: Gutenberg - Foboko - Manybooks. Em Freewaregenius.

:: Vida Sem Papel: Blog de Cris Ferreira com muitas dicas úteis sobre o calibre, Kindle e outras ferramentas para leitura digital.

:: Vorleser.net:  Para baixar e ouvir literatura alemã em formato mp3. 750+ kostenlose mp3-Hörbücher und Hörspiele legal als Stream oder zum Download.


Miscelânea:

Tropecei também em certo número de sites que não quero incluir diretamente na categoria de ebooks - gratuitos ou não - pois contêm um material variado. Alguns são excelentes textos, mas apenas para leitura online. A maioria é de domínio público, embora alguns não sejam assim tão gratuitos. Há ainda outros, gratuitos, com "todos os direitos não reservados"... Uns estão nas línguas originais, outros são  - bem ou mal - traduzidos... Enfim, são textos em grego clássico, latim, alemão, inglês, italiano, português, russo e algumas outras línguas.

:: 13 bibliotecas digitais gratuitas

:: 29 Places to Get Free Kindle Books

:: 30 sites para baixar livros grátis em inglês

:: Aesopica: Aesop's Fables in English, Latin & Greek

:: Bestiaria Latina Blog

:: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin - USP

:: Biblioteca Digital Camões

:: Bibliothèque Russe et Slave

:: Christian Classics Ethereal Library: Early Church Fathers

:: Kostenlose eBooks

:: La Bibliothèque électronique du Québec

:: Library Genesis

:: Libri eBooks PDF

:: Links na Ayrton's Biblical Page > Editoras

:: Lit2Go

:: Literatura Digital - Biblioteca de Literaturas de Língua Portuguesa

:: Marx/Engels Collected Works (MECW)

:: Marxist Internet Archive eBook Collection

:: Nos livres : catalogue de livres électroniques du domaine public francophone

:: Projekt Gutenberg-DE Spiegel Online

:: Sites para obter audiobooks - gratuitos ou não

:: The Classics Page

:: The Latin Library

:: Universia  


Leia Mais:
E-Books gratuitos para Kindle
Download de livros de Bíblia no Projeto ICI da SBL  - Centenas de livros gratuitos em pdf, que, eventualmente, podem ser convertidos para outros formatos compatíveis com leitores digitais que não formatam bem o pdf, como é o caso do Kindle


>> Alerta
Ao fazer buscas no Google por free kindle books ou livros grátis para kindle, por exemplo, é preciso tomar cuidado com sites golpistas que oferecem livros gratuitos, mas exigem, de alguma maneira, o pagamento de certa quantia do interessado... Para ficar melhor informado, leia o texto Free Kindle Books, do Projeto Gutenberg, especialmente o item Free Kindle Books Scams Warning.


>> Uma dica
Se um site estiver fora do ar [down], verifique se é só para você ou para todo mundo com o Down For Everyone Or Just Me?

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Igrejas cristãs e ditadura brasileira


Colaboração com a ditadura preocupa igrejas cristãs

As Igrejas Cristãs que atuam no Brasil de forma ecumênica deverão dispor ainda este ano de informações sobre a colaboração de padres, bispos, pastores e leigos com a repressão política durante a ditadura de 1964. Um grupo de pesquisa, integrado por cientistas sociais e políticos, além de líderes eclesiásticos, já está dando os primeiros passos para realizar essa tarefa.

Antes mesmo de serem iniciados os trabalhos, já foram identificados vários colaboradores, entre os quais três arcebispos já falecidos. São eles o ex-arcebispo de Belém (PA), d. Alberto Gaudêncio Ramos e seus colegas, da corrente tradicionalista da Igreja, d. Geraldo Sigaud, de Diamantina (MG), e d. Antônio de Castro Meyer, de Campos (RJ), um dos fundadores, ao lado de Plínio Corrêa de Oliveira, da organização de extrema-direita Tradição, Família e Propriedade, a TFP.

D. Alberto era uma das principais fontes de denúncias contra os seus colegas e subordinados, na Igreja Católica da Amazônia. Já d. Sigaud liderou uma campanha contra seu colega d. Pedro Casaldáliga, de São Félix do Araguaia e contra d. Tomás Balduíno, da ordem dominicana, de Goiás Velho/GO. Com base em dossiês preparados por Sigaud e Meyer, o governo militar decidiu expulsar Casaldáliga do Brasil. Para a ditadura, d. Pedro, por ser catalão, estava proibido de denunciar problemas brasileiros, como o fez em uma carta em que denunciava o caráter escravocrata do latifúndio na região amazônica.

A ameaça de expulsar Casaldáliga provocou uma discreta, mas objetiva e imediata reação do papa Paulo VI. Em reunião com seu staff, declarou que pela primeira vez na história da diplomacia do Vaticano, a Igreja poderia romper as suas relações com o Brasil. A ameaça abortou, de acordo com o relato do ex-cardeal arcebispo de São Paulo, d. Paulo Evaristo Arns.


Leia o artigo completo, escrito por Dermi Azevedo e publicado na Carta Maior em 24/02/2013.


Leia Mais:
Comissão Nacional da Verdade
Igreja e ditadura - Notícias: IHU On-line

Yoani Sánchez


40 perguntas para Yoani Sánchez durante sua turnê mundial


1. Quem organiza e financia sua turnê mundial?

2. Em agosto de 2002, depois de se casar com o cidadão alemão chamado Karl G., abandonou Cuba, “uma imensa prisão com muros ideológicos”, para imigrar para a Suíça, uma das nações mais ricas do mundo. Contrariamente a qualquer expectativa, em 2004, decidiu voltar a Cuba, “barco furado prestes a afundar”, onde “seres das sombras, que como vampiros se alimentam de nossa alegria humana, nos introduzem o medo através do golpe, da ameaça, da chantagem”, onde “os bolsos se esvaziavam, a frustração crescia e o medo se estabelecia”. Que razões motivaram esta escolha?

...

38. Em sua opinião, é normal que os Estados Unidos financiem uma oposição interna em  Cuba para conseguir “uma mudança de regime”?
...

40. Quais interesses se escondem atrás de sua pessoa?


Leia as 40 perguntas.

Por Salim Lamrani. Em Opera Mundi - 18/02/2013.


Salim Lamrani é Doutor em Estudos Ibéricos e Latino-americanos da Universidade Paris Sorbonne-Paris IV. Professor titular da Université de la Réunion e jornalista, especialista nas relações entre Cuba e Estados Unidos. Seu último livro se intitula État de siège: Les sanctions économiques des États-Unis contre Cuba - Une perspective historique et juridique. Paris: Estrella, 2011 - ISBN 9782953128420.


Leia Mais:
Blogueira Yoani Sánchez é colaboradora do Instituto Millenium - Carta Maior: 07/02/2012
Cuba: 50 verdades que Yoani Sánchez ocultará - Salim Lamrani: Opera Mundi 28/02/2013 (atualização)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ética profética para um mundo sustentável


Este é o tema do Seminário Regional da ABIB - Associação Brasileira de Pesquisa Bíblica - que acontecerá em 16 de março de 2013, sábado, das 09h00 às 17h00, na FATIP - Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente, em São Paulo, capital.


PROGRAMAÇÃO:
  • 8:00 Credenciamento
  • 9:00 Abertura e Conferência principal: “Ética profética para um mundo sustentável” Prof. Dr. Rainer Kessler (Marburgo, Alemanha / UMESP)
  • 10:30 Intervalo
  • 11:00 Reação: Prof. Dr. Jaldemir Vitório (FAJE – Belo Horizonte)
  • 11:30 Reações do público em geral
  • 12:00 Apresentação da ABIB – História e Perspectivas
  • 12:30 Intervalo – Almoço
  • 13:30 Mesa Redonda: “Profetismo: rumos atuais da pesquisa”  -  Rainer Kessler; Jaldemir Vitório; Rafael Rodrigues da Silva; Monika Ottermann
  • 15:00 Intervalo
  • 15:30 Reações do público em geral
  • 16:00 Atividade coletiva em preparação ao “Dia de Debate” em maio de 2013
  • 17:00 Encerramento


ENDEREÇO:
Rua Genebra, nº 180, Bela Vista - Travessa da Rua Maria Paula entre os viadutos Dona Paulina e Jacareí. Metrô: Sé ou Anhangabaú. Fone: (11) 3106-2026.

COLABORAÇÃO:
R$ 10,00 por participante com direito a certificado.

Resenhas na RBL - 09.02.2013


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Martin Bauspieß
Geschichte und Erkenntnis im lukanischen Doppelwerk: Eine exegetische Untersuchung zu einer christlichen Perspektive auf Geschichte
Reviewed by Nils Neumann

Darrell L. Bock
A Theology of Luke and Acts: God's Promised Program, Realized for All Nations
Reviewed by Ulrich Busse

Aaron Demsky
Literacy in Ancient Israel [Hebrew]
Reviewed by David A. Glatt-Gilad

Daniel Durken, ed.
The New Collegeville Bible Commentary: New Testament
Reviewed by Ernest Van Eck

Daniel K. Falk, Sarianna Metso, Donald W. Parry, and Eibert J. C. Tigchelaar, eds.
Qumran Cave 1 Revisited: Texts from Cave 1 Sixty Years after Their Discovery: Proceedings of the Sixth Meeting of the IOQS in Ljubljana
Reviewed by Samuel Thomas

Lars Hartman
Mark for the Nations: A Text- and Reader-Oriented Commentary
Reviewed by Robert M. Fowler

Benedikt Hensel
Die Vertauschung des Erstgeburtssegens in der Genesis: Eine Analyse der narrativ-theologischen Grundstruktur des ersten Buches der Tora
Reviewed by Michael S. Moore

Rainer Metzner
Kaiphas. Der Hohepriester jenes Jahres: Geschichte und Deutung
Reviewed by Thomas Bergholz

Stanley E. Porter and Jason C. Robinson
Hermeneutics: An Introduction to Interpretive Theory
Reviewed by Anthony C. Thiselton

Allen P. Ross
Commentary on the Psalms, Volume 1: 1-41
Reviewed by Leonard Mare


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

domingo, 17 de fevereiro de 2013

E-Books gratuitos para Kindle

>> Atualizado em 12.12.2017 - 18h00

During my looks around the web, I often run into people looking for free books for their Kindle device and that is why I decided to put up this separate page for free Kindle ebooks, which I believe is the most comprehensive guide for free Kindle ebooks on the web.


No site Gizmo's Freeware. Atualizado em 03.06.2017. Por site.editor.

E não se esqueça: há ebooks gratuitos na Amazon do Brasil.

Leia Mais:
Amazon lança site em português
Dúvidas sobre e-books, Kindle e Amazon? Nós respondemos  - Gizmodo: 06/12/2012
Free eBooks And Audio Books To Read Online Or Download - Gizmo's Freeware: Updated 3rd December, 2017 by site.editor

Especiais sobre a renúncia de Bento XVI


Alguns são mesmo especiais. Outros são apenas resultados de buscas. E há também sites que só tratam do assunto. Em que línguas? Português, espanhol, inglês, italiano, francês e alemão.

:: A Igreja e a História - Carta Maior

:: Benedict Resigns - National Catholic Reporter

:: Démission du pape - La Croix

:: Papa Benedicto XVI - Página/12

:: Papa Bento XVI - CartaCapital

:: Papa Bento XVI - Notícias: IHU On-Line

:: Papst Benedikt XVI - Der Spiegel

:: Pope Benedict XVI - The Guardian

:: Pope Benedict XVI Resigns - BBC

:: Redes Cristianas

:: Religión Digital

:: Renúncia de Bento XVI - Adital

:: Renúncia de Bento XVI - Estadão

:: Renúncia de Bento XVI - G1

:: Renúncia de Bento XVI: análises e opiniões - Brasil de Fato

:: Renuncia Papal - El País

:: Transição na Igreja - Folha de S. Paulo

:: Vatican Insider

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A história dos quatro papas que renunciaram


Quer conhecer a história dos quatro papas que renunciaram antes de Bento XVI?*

Leia o artigo de Frei Betto: Papas também renunciam, publicado na Brasil de Fato em 12/02/2013.

"O papa não adoece, até que morra”, diz um provérbio romano. João Paulo II, homem midiático, não temeu expor–se enfermo aos olhos do mundo. Agora, Bento XVI dá um testemunho de humildade e, admitindo as limitações de seu precário estado de saúde, anuncia que renunciará no último dia de fevereiro.

Na história da Igreja quatro papas renunciaram ao ministério petrino: Bento IX (1º de maio de 1045), Gregório VI (20 de dezembro de 1046), Celestino V (13 de dezembro de 1294) e Gregório XII (4 de Julho de 1415). Bento XVI será o quinto, a partir de 28 de fevereiro.

Sagrado papa aos 20 anos, em 1032, Bento IX não primava pela ética e muito menos pela moral. Sua vida era um escândalo para a Igreja. O povo romano expulsou-o da cidade em 1044. No ano seguinte, voltou a ocupar o trono de Pedro e, meses depois, renunciou. Retornou ao papado em 1047, do qual foi deposto definitivamente no mesmo ano.

João Graciano, padrinho de Bento IX, pagou considerável quantia de dinheiro para que o afilhado lhe cedesse o lugar. Eleito papa em maio de 1045, adotou o nome de Gregório VI e governou a Igreja até dezembro de 1046, quando o afilhado o derrubou sob acusação de simonia.

Morto Nicolau IV, em 1292, cardeais italianos e franceses fizeram do consistório arena de disputas pelo poder, movidos mais por interesses políticos que pelas luzes do Espírito Santo. Após dois anos e três meses de impasse na eleição do novo papa, Pedro Morrone, eremita italiano, de sua caverna nas montanhas enviou carta ao consistório, instigando-o a não abusar da paciência divina.

Os cardeais viram na carta um sinal de Deus e decidiram fazer do monge o novo chefe da Igreja. Pedro Morrone relutou, não queria abandonar sua vida de pobreza e silêncio, mas os prelados o convenceram de que o consenso em torno de seu nome tiraria a Igreja do impasse.

Com o nome de Celestino V, tornou-se papa em agosto de 1294. Menos de quatro meses depois, a politicagem vaticana o levou ao limite de sua resistência. Em consulta a seus eleitores, levantou a pergunta-tabu: pode o papa renunciar?

O colégio cardinalício não se opôs e, numa bula histórica, Morrone justificou-se, alegando deixar o trono de Pedro para salvar sua saúde física e espiritual...

Leia o artigo completo.

* Há divergências entre os historiadores sobre quantos e quais papas renunciaram. Veja outras versões aqui, aqui, aqui aqui.

A renúncia de Bento XVI: artigos e análises

Artigos e análises, alguns úteis, outros nem tanto, para a compreensão do que significa a renúncia de Bento XVI, podem ser vistos aqui, aqui, aqui, aqui e aqui [atualizado em 16.02.2013 - 19h00].

Também na Adital há bons textos.

Leia Mais:
Dopo lo choc, iniziano le consultazioni informali - Vatican Insider: 12/02/2013
Dimissioni del Papa - Google em italiano
O fim de um pontificado de transição: de onde saiu e para onde nos leva? -  Sérgio Ricardo Coutinho [atualização em 14/02/2013 - 23h00]
Especial de Carta Maior sobre a renúncia de Bento XVI [atualização em 16/02/2013 - 19h00]

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Papa Bento XVI anuncia renúncia

O Papa Bento XVI anunciou nesta segunda-feira, dia 11, que renunciará ao pontificado no dia 28 de fevereiro de 2013, às 20h00, horário de Roma.

Eis o texto integral do anúncio:

Caríssimos Irmãos, convoquei-vos para este Consistório não só por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência diante de Deus, cheguei à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idôneas para exercer adequadamente o ministério petrino.

Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando. Todavia, no mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida da fé, para governar a barca de São Pedro e anunciar o Evangelho, é necessário também o vigor quer do corpo quer de ânimo; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para administrar bem o ministério que me foi confiado. Por isso, bem consciente da gravidade deste ato, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20,00 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice.

Caríssimos Irmãos, verdadeiramente de coração vos agradeço por todo o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso do meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. Agora confiemos a Santa Igreja à solicitude do seu Pastor Supremo, Nosso Senhor Jesus Cristo, e peçamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que assista, com a sua bondade materna, os Padres Cardeais na eleição do novo Sumo Pontífice. Pelo que me diz respeito, nomeadamente no futuro, quero servir de todo o coração, com uma vida consagrada à oração, a Santa Igreja de Deus.

Vaticano, 10 de Fevereiro de 2013.

BENEDICTUS PP XVI


O anúncio foi feito em latim. Veja abaixo.

Fratres carissimi

Non solum propter tres canonizationes ad hoc Consistorium vos convocavi, sed etiam ut vobis decisionem magni momenti pro Ecclesiae vitae communicem. Conscientia mea iterum atque iterum coram Deo explorata ad cognitionem certam perveni vires meas ingravescente aetate non iam aptas esse ad munus Petrinum aeque administrandum.

Bene conscius sum hoc munus secundum suam essentiam spiritualem non solum agendo et loquendo exsequi debere, sed non minus patiendo et orando. Attamen in mundo nostri temporis rapidis mutationibus subiecto et quaestionibus magni ponderis pro vita fidei perturbato ad navem Sancti Petri gubernandam et ad annuntiandum Evangelium etiam vigor quidam corporis et animae necessarius est, qui ultimis mensibus in me modo tali minuitur, ut incapacitatem meam ad ministerium mihi commissum bene administrandum agnoscere debeam. Quapropter bene conscius ponderis huius actus plena libertate declaro me ministerio Episcopi Romae, Successoris Sancti Petri, mihi per manus Cardinalium die 19 aprilis MMV commissum renuntiare ita ut a die 28 februarii MMXIII, hora 29, sedes Romae, sedes Sancti Petri vacet et Conclave ad eligendum novum Summum Pontificem ab his quibus competit convocandum esse.

Fratres carissimi, ex toto corde gratias ago vobis pro omni amore et labore, quo mecum pondus ministerii mei portastis et veniam peto pro omnibus defectibus meis. Nunc autem Sanctam Dei Ecclesiam curae Summi eius Pastoris, Domini nostri Iesu Christi confidimus sanctamque eius Matrem Mariam imploramus, ut patribus Cardinalibus in eligendo novo Summo Pontifice materna sua bonitate assistat. Quod ad me attinet etiam in futuro vita orationi dedicata Sanctae Ecclesiae Dei toto ex corde servire velim.

Ex Aedibus Vaticanis, die 10 mensis februarii MMXIII

BENEDICTUS PP XVI

Leia Mais:
Bento XVI anuncia renúncia - Google
Bento XVI anuncia renúncia - CNBB
Bento XVI anuncia renúncia - Sala de Imprensa do Vaticano

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Resenhas na RBL - 03.02.2013


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Claire Clivaz and Jean Zumstein, eds.
Reading New Testament Papyri in Context - Lire des papyrus du Nouveau Testament dans leur contexte
Reviewed by Peter Arzt-Grabner

Tobias Hägerland
Jesus and the Forgiveness of Sins: An Aspect of his Prophetic Mission
Reviewed by William R. G. Loader

Craig S. Keener
Romans
Reviewed by Peter W. Gosnell

Francis Landy
Hosea
Reviewed by Gert T. M. Prinsloo

B. H. McLean
Biblical Interpretation and Philosophical Hermeneutics
Reviewed by Richard S. Briggs

Frederick J. Murphy
Apocalypticism in the Bible and Its World: A Comprehensive Introduction
Reviewed by Adela Yarbro Collins
Reviewed by Marius Nel

Angela R. Roskop
The Wilderness Itineraries: Genre, Geography, and the Growth of Torah
Reviewed by Nathan MacDonald

Mark R. Sneed
The Politics of Pessimism in Ecclesiastes: A Social-Science Perspective
Reviewed by Robert Williamson Jr.

Pablo A. Torijano Morales and Andrés Piquer Otero, eds.
Textual Criticism and Dead Sea Scrolls Studies in Honour of Julio Trebolle Barrera: Florilegium Complutense
Reviewed by Andrea Ravasco


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

O Brasil nas Copas do Mundo segundo os jogadores


Museu do Futebol entrevista craques do Brasil nas Copas

É com alegria, nesta abertura do carnaval, que o 'Deixa Falar: o Megafone do esporte' revela aos leitores uma boa novidade para todos os admiradores do futebol. Craques como Amarildo, Coutinho, Dino Sani, Djalma Santos, Gérson, Ademir da Guia, Edu e Pepe, entre outros, concederam longas entrevistas ao Museu do Futebol. Suas histórias no futebol podem ser vistas através do link divulgado e lidas no belo texto de Bernardo Buarque de Hollanda.

Mais do que interpretações inéditas, furos jornalísticos ou pontos de vista discrepantes, o material agora franqueado ao grande público e aos pesquisadores permitirá o acesso a uma série de histórias, com a narração de casos pitorescos e com inúmeras passagens saborosas que as reminiscências dos jogadores nos dão a conhecer sobre as Copas das quais foram protagonistas.

Leia o texto de Bernardo Borges Buarque de Hollanda na Carta Maior de 09/02/2013 e visite a página do projeto Futebol, Memória e Patrimônio.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Questi sono brutti tempi


Em português: Estes são tempos feios!

Ou como dizemos em Minas: O trem 'tá' feio!


There's no time for us
There's no place for us
What is this thing that builds our dreams
Yet slips away from us? (Queen - Who Wants to Live Forever)


Tem hora que a gente lê certas coisas que são verdadeiros socos no fígado. E o danado é que isso vem piorando. Piorando de dia e piorando de noite. E no quintal dos exegetas. Questi sono brutti tempi.

Pois li recentemente três artigos de três biblistas. Que são... não, não vou dizer os nomes.  Só pistas: um é do alto clero, outro é do baixo clero e o terceiro de clero nenhum.

Pois bem: fulano, beltrano e sicrano fariam bem em reler o que escreveu Pio XII na encíclica Divino afflante Spiritu [Inspirados pelo Espírito Divino], de 30 de setembro de 1943. Setenta anos depois e tem gente, do ramo, que não aprendeu?

Observo que até o século XIII, a reflexão bíblica ocupava lugar importante na reflexão teológica. A Escolástica quebrou esta tradição, com a elaboração de uma teologia cada vez mais especulativa. A Reforma protestante reagiu contra esta tendência com uma volta radical à Escritura, enquanto os teólogos católicos, no contexto da Contra-Reforma, afastavam-se ainda mais da Bíblia.

Pio XII, entre outras coisas, recomendava, na Divino afflante Spiritu, o estudo das línguas bíblicas, o recurso à filologia, a busca do sentido literal dos textos, o exame do contexto, o estudo da história, da arqueologia e dos gêneros literários, o esclarecimento da condição social do autor.

Leia-se, por exemplo, sobre o estudo das línguas bíblicas: Além disso são hoje tantos os meios para aprender aquelas línguas que o intérprete da Escritura, que, descurando-as, fecha a si mesmo o acesso aos textos originais, não podendo evitar a imputação de inconsideração e indolência (...) Por isso trabalhe por adquirir uma perícia cada vez maior das línguas bíblicas e também dos outros idiomas orientais e apoie a sua interpretação com todos os recursos subministrados por toda espécie de filologia.

Ou sobre a pesquisa histórico-crítica: Procure por conseguinte o intérprete distinguir com todo o cuidado, sem descurar nenhuma luz fornecida pelas recentes investigações, qual a índole própria e condição social do autor sagrado, em que tempo viveu, de que fontes, escritas ou orais, se serviu, que formas de dizer empregou. 

Ou a repreensão dirigida a certas tendências que rejeitam a pesquisa moderna: Tal interpretação (...) será meio eficaz para fazer calar os que se queixam de não encontrar nos comentários bíblicos nada que eleve a mente a Deus, alimente a alma, fomente a vida interior, e por isso dizem que é preciso recorrer a uma interpretação que chamam espiritual e mística.

Por fim, recomendo uma (re)leitura dos obstáculos hermenêuticos mais comuns, nos quais constantemente tropeçamos quando lemos a Bíblia.

Obstáculos hermenêuticos são armadilhas do pensamento, que só podem ser evitadas através de uma constante vigilância ideológica, que manterá aberta a nossa mente para a experiência do nascimento do sentido que acontece na operação de leitura dos textos bíblicos.

Um exemplo? O teologismo, que é o correspondente teórico da atitude prática que se conveio chamar 'sobrenaturalismo', 'espiritualismo', ou simplesmente 'mitologia'.

O teologismo consiste em considerar a interpretação teológica como a única versão verdadeira do real, esvaziando, assim, o Político e o Social de seus conteúdos e rejeitando a sua autonomia. É, no mais das vezes, um discurso dogmático, ideológico, autoritário e anticientífico. Além do que conduz a outros obstáculos, como o espiritualismo e o dualismo. Neste enfoque a fé é frequentemente colocada em oposição ao conhecimento racional. É dito que este não resolve e ilustra-se o discurso com a persistente crise nacional ou mundial, a perversão moral e as injustiças praticadas pelo mundo afora. Processa-se uma mistificação do não-acesso ao saber, que de questão política transforma-se em questão moral, enquanto se contrapõe o homem simples, o-que-nada-sabe, mas tem fé, ao homem cultivado, o-que-tudo-sabe, é estudado, mas não tem fé...

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Resenhas na RBL - 26.01.2013


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Michael Avioz
"I Sat Alone": Jeremiah among the Prophets
Reviewed by Wilhelm Wessels

Steed Vernyl Davidson
Empire and Exile: Postcolonial Readings of the Book of Jeremiah
Reviewed by Bob Becking

Joëlle Ferry
Isaïe: "Comme les mots d'un livre scellé."
Reviewed by Wilson de Angelo Cunha

Andrés García Serrano
The Presentation in the Temple: The Narrative Function of Lk 2:22-39 in Luke-Acts
Reviewed by Sean Adams

Jean-Daniel Macchi, Christophe Nihan, Thomas Römer, and Jan Rückl, eds.
Les recueils prophétiques de la Bible: Origines, milieux, et contexte proche-oriental
Reviewed by James M. Bos

Shalom M. Paul
Isaiah 40-66: Translation and Commentary
Reviewed by Roy E. Gane

Deborah W. Rooke
Handel's Israelite Oratorio Libretti: Sacred Drama and Biblical Exegesis
Reviewed by Helen Leneman

Allen Verhey and Joseph S. Harvard
Ephesians
Reviewed by Earl Kellett

Duane F. Watson and Terrance Callan
First and Second Peter
Reviewed by Travis B. Williams

Robb Andrew Young
Hezekiah in History and Tradition
Reviewed by Ibolya Balla


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Tissa Balasuriya: pioneiro do diálogo inter-religioso


No dia 17 de janeiro de 2013, em Colombo, no Sri Lanka, morreu, aos 89 anos, Tissa Balasuriya, uma das vozes mais poderosas da teologia da libertação asiática.

Ele defendia que é necessário repensar as religiões segundo uma lógica de complementaridade que substitua o espírito de competição. "As religiões mundiais tem um conjunto de valores centrais sobre os quais podem concordar e cooperar para a vida social prática".

Veja a bibliografia de Tissa Balasuriya em seu blog. Alguns livros e artigos estão disponíveis para download, em inglês.

Quem é Tissa Balasuriya?

Leia:
Tissa Balasuriya, o teólogo que revelou o ''pecado original'' da Igreja sobre o diálogo inter-religioso - Notícias: IHU On-Line - 31.01.2013.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Biblical Studies Carnival 83


Seleção das melhores postagens dos biblioblogs em janeiro de 2013.

The Premier 2013 Biblical Studies Carnival Containing Everything That’s Good and Nothing that Isn’t…

Trabalho feito por Jim West, do biblioblog Zwinglius Redivivus.