domingo, 24 de fevereiro de 2013

Yoani Sánchez


40 perguntas para Yoani Sánchez durante sua turnê mundial


1. Quem organiza e financia sua turnê mundial?

2. Em agosto de 2002, depois de se casar com o cidadão alemão chamado Karl G., abandonou Cuba, “uma imensa prisão com muros ideológicos”, para imigrar para a Suíça, uma das nações mais ricas do mundo. Contrariamente a qualquer expectativa, em 2004, decidiu voltar a Cuba, “barco furado prestes a afundar”, onde “seres das sombras, que como vampiros se alimentam de nossa alegria humana, nos introduzem o medo através do golpe, da ameaça, da chantagem”, onde “os bolsos se esvaziavam, a frustração crescia e o medo se estabelecia”. Que razões motivaram esta escolha?

...

38. Em sua opinião, é normal que os Estados Unidos financiem uma oposição interna em  Cuba para conseguir “uma mudança de regime”?
...

40. Quais interesses se escondem atrás de sua pessoa?


Leia as 40 perguntas.

Por Salim Lamrani. Em Opera Mundi - 18/02/2013.


Salim Lamrani é Doutor em Estudos Ibéricos e Latino-americanos da Universidade Paris Sorbonne-Paris IV. Professor titular da Université de la Réunion e jornalista, especialista nas relações entre Cuba e Estados Unidos. Seu último livro se intitula État de siège: Les sanctions économiques des États-Unis contre Cuba - Une perspective historique et juridique. Paris: Estrella, 2011 - ISBN 9782953128420.


Leia Mais:
Blogueira Yoani Sánchez é colaboradora do Instituto Millenium - Carta Maior: 07/02/2012
Cuba: 50 verdades que Yoani Sánchez ocultará - Salim Lamrani: Opera Mundi 28/02/2013 (atualização)

Nenhum comentário:

Postar um comentário