sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Editoras brasileiras fecham acordo com Amazon


Editoras brasileiras fecham acordo com Amazon para venda de e-books

Editoras brasileiras fecharam acordo com a Amazon para a venda de seus livros digitais no país. A varejista americana, que estrutura sua operação no Brasil, assinou contrato com Companhia das Letras, Globo Livros, Ediouro e DLD – responsável pelos livros digitais da Objetiva, Record, Rocco, Planeta, Sextante, LPM e Novo Conceito. O fim das negociações acelera a chegada da Amazon ao mercado brasileiro. 

DLD e Globo Livros também fecharam acordo com o Google. Ambas estimam que Amazon e a loja de livros do Google estreiem no Brasil em dezembro. A Companhia das Letras apenas afirmou que está em negociações bem avançadas com o Google, mas não prevê a data de lançamento dos serviços no Brasil.

Leia o texto completo.

Fonte: G1: Daniela Braun e Laura Brentano - 30/11/2012 16h36. Atualizado em 30/11/2012 16h41

Leia Mais:
Amazon no Brasil antes do Natal

A Bibliografia Bíblica Latino-Americana após Schwantes


No dia 26 recebi o seguinte e-mail:

Universidade Metodista de São Paulo - Curso de Pós-Graduação em Ciências da Religião

Estimado e estimada biblista,

O querido professor Milton Schwantes nos deixou, porém, nós devemos dar continuidade ao seu trabalho. Por isso estamos reorganizando o projeto da Bibliografia Bíblica Latino-Americana (BBLA) e queremos contar com sua participação. Acesse o site da BBLA, ali você encontrará registrado o material bíblico produzido na América Latina desde o ano 2000. Divulgue este site para os seus alunos/as e conhecidos.

Como acessar
Entre no site e consulte o acervo e novamente “Consulte acervo” e lá você encontrará uma busca por autor, título, palavra chave etc. Achado o item, entre em detalhes e lá você encontrará o pequeno resumo do livro, artigo, tese ou dissertação, além de outros materiais.

Se você é autor ou trabalha numa editora, envie-nos um exemplar de sua publicação para que o mesmo possa ser incluído na Bibliografia Bíblica Latino-Americana.

Endereço:
Bibliografia Bíblica Latino-Americana
Caixa postal 5002
09640-000 São Bernardo do Campo - SP - Brasil

Acreditamos que juntos/as conseguiremos honrar a memória do prof. Milton que tanto fez por muitos de nós e nos deixou o legado de continuar a caminhada Bíblica na América Latina.

Atenciosamente

Sirley Antoni

Bibliografia Bíblica Latino-Americana
Caixa postal 5002
09640-000 São Bernardo do Campo - SP - Brasil
Tel.: (11) 4366.5813 / Fax: (11) 4366.5815
e-mail: bibliografia.biblica@metodista.br

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A atuação da grande mídia na política


Chega às livrarias livro que analisa criticamente a atuação da grande mídia na política:

DE ALENCAR, J. F.  A ditadura continuada: Fatos, factoides e partidarismo da imprensa na eleição de Dilma Rousseff. São Paulo: Paulus, 2012, 272 p. - ISBN 9788534934138.


Diz a editora:

"Que a imprensa exerce grande poder na sociedade todos já sabem. Mas até que ponto pode chegar a falta de imparcialidade, de objetividade, de pluralidade e de compromisso com a democracia, elementos básicos para a imprensa livre?

Em  A ditadura continuada o leitor é convidado a refletir sobre alguns episódios do período da eleição presidencial de 2010 com foco na atuação da grande mídia, sobretudo na do jornal Folha de São Paulo.

Segundo o autor, a ideia de produzir o livro surgiu depois de anos de estudo e observação dos enviesamentos políticos da imprensa brasileira, distorcendo a realidade para promover as linhas políticas mais conservadoras e prejudicar os movimentos e partidos que questionem ou promovam mudanças positivas no país. 'O gancho principal para o início do trabalho foi a publicação neste grande jornal de uma ficha policial falsa, apresentando como resgate da história e como pesquisa em arquivos do Deops [Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo] um documento fraudulento construído digitalmente. Embora se possa alegar que foi um simples erro jornalístico, os contornos do episódio, seus desdobramentos e a recusa do jornal em esclarecê-lo demonstram o contrário', explica.

A obra relembra que o golpe militar e a maior parte do regime tiveram o apoio da mídia, mostrando que a continuidade dos laços da imprensa com o autoritarismo apareceu de maneira clara quando Dilma Rousseff, uma ex-militante da resistência à ditadura, concorreu à presidência do país. Com esse viés, o título analisa, além do caso da ficha falsa e seus desdobramentos, a pré-campanha e a operação segundo turno daquelas eleições.

Além do olhar crítico em relação à postura da grande mídia, o livro destaca a atuação positiva de muitos blogues que fizeram contrapontos e derrubaram versões produzidas pela mídia politicamente conservadora, enfraquecendo a forma autoritária de cobertura da eleição [sublinhado meu].

'A contribuição para a qualificação da comunicação social que vem sendo feita por esses blogues e seus leitores e comentadores é imensa, tem diversificado as possibilidades de comunicação e envolvido muita gente. Pois se antes deles tínhamos a informação e a comunicação concentradas nas mãos de meia dúzia de famílias ou grupos que dominam a mídia no país, agora temos outras versões, outros canais de comunicação questionando e derrubando as versões enviesadas e politicamente comprometidas da velha mídia. Por exemplo, o caso da ficha falsa só foi esclarecido para a sociedade graças aos blogues', conclui o autor.

Contando três capítulos e um resumo ao final de cada um deles, A ditadura continuada – Fatos, factoides e partidarismo da imprensa na eleição de Dilma Rousseff tem linguagem fluente e estrutura simples, tornando-se excelente instrumento de reflexão para estudantes, professores e todos os interessados em obter maior esclarecimento a respeito da mídia brasileira e de sua constante atuação, sobretudo no que diz respeito à política e à democracia".


Quem é Jakson Ferreira de Alencar?
Jornalista, mestre pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde também cursa doutorado na mesma área. Editor da revista Vida Pastoral.


Leia Mais:
A inquestionável partidarização da imprensa - Venício Lima: Carta Maior - 25.01.2013 [atualização]

Resenhas na RBL: 24.11.2012


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Jan N. Bremmer
The Rise of Christianity through the Eyes of Gibbon, Harnack, and Rodney Stark
Reviewed by Brent Nongbri

Giovanni Garbini
Letteratura e politica nell'Israele antico
Reviewed by Dempsey Rosales Acosta

Randall Heskett and Brian P. Irwin, eds.
The Bible as a Human Witness to Divine Revelation: Hearing the Word of God through Historically Dissimilar Traditions
Reviewed by S. D. Giere

Benno Jacob; ed. Ernest Jacob and Walter Jacob
The First Book of the Bible: Genesis (Augmented Edition)
Reviewed by Joel S. Baden

Dale Launderville
Celibacy in the Ancient World: Its Ideal and Practice in Pre-Hellenistic Israel, Mesopotami, and Greece
Reviewed by Pancratius C. Beentjes

Erle Leichty
The Royal Inscriptions of Esarhaddon, King of Assyria (680-669 BC)
Reviewed by Paul Sanders

Frank J. Matera
Romans
Reviewed by Pablo T. Gadenz

Lauren A. S. Monroe
Josiah's Reform and the Dynamics of Defilement: Israelite Rites of Violence and the Making of a Biblical Text
Reviewed by Ovidiu Creanga

Rob Starner
Kingdom of Power, Power of Kingdom: The Opposing World Views of Mark and Chariton
Reviewed by Tom Nelligan

Stephen O. Stout
The "Man Christ Jesus": The Humanity of Jesus in the Teaching of the Apostle Paul
Reviewed by Tony Costa


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Gideon Levy: Eu não fui para Gaza


É um texto impressionante.

Gideon Levy: Eu não fui para Gaza

Gideon Levy, jornalista israelense. No Haaretz, jornal israelense.

Começa assim:
Eu sou um pequeno jornalista que faz parcialmente um mau uso de seu papel e trai a sua missão. Certo, eu corro para o sul, entre os lugares de destruição e residentes traumatizados. Ao escutar as sirenes, eu deito no chão e cubro minha cabeça com as mãos, ou encontro refúgios duvidosos em algumas lojas de roupas de crianças. Eu até vislumbro Gaza do alto da colina em Sderot, mas a Gaza eu não vou, sobre o seu sofrimento eu não reporto. E, assim como acontece comigo, também acontece com todo jornalista israelense. A última vez que fui em Gaza foi em novembro de 2008. Eu reportei então a respeito de um míssil israelense que atingiu as crianças do jardim de infância Indira Gandhi e matou a sua professora diante de seus olhos. Essa foi minha última história sobre Gaza. Desde então Israel baniu a ida de jornalistas israelenses para a Faixa de Gaza, e os jornalistas aceitaram isso com uma obediência e subserviência típicas. Ao longo dos anos eles se tornaram os mais leais (e admiráveis) servidores públicos: eles conhecem a alma da besta. Eles sabem que os seus leitores e telespectadores não querem saber o que se passa em Gaza, e alegremente atendem aos seus desejos. Nem uma palavra de protesto dos jornalistas, cujo governo os proíbe de realizarem seu papel essencial.

E diz também:
É assim que Israel fica sem saber quase nada a respeito do que está se passando em Gaza. Alguém está fazendo com que isso seja indubitável.

E o último parágrafo diz:
É preciso saber o que está acontecendo em Gaza para saber o que está acontecendo em Israel. O jornalismo que fracassa em fazer isso, e sequer protesta, é inimigo do esclarecimento. É bom quando um correspondente militar veste um capacete amarelo e sobe num carro de bombeiros para nos mostrar a destruição num bloco de apartamentos; pode-se de alguma maneira viver com um comentarista militar, propagandista da guerra, que só rosna pela guerra. Mas reproduzir mensagens de textos das autoridades não é jornalismo. Um verdadeiro jornalista israelense deveria estar em Gaza agora. Sem isso, e com a cobertura negligente que é feita lá, nós somos todos pequenos jornalistas.

Mas é preciso ler o texto inteiro.

O mesmo texto, em inglês, no Haaretz: To Gaza I did not go - By Gideon Levy - 02:34 22.11.12
I am a little journalist who partially misappropriates his role and betrays his mission. I run around the south, between the sites of destruction and traumatized residents, but to Gaza I do not go.


Fonte: Carta Maior - 23/11/2012

Quem é Gideon Levy?
Gideon Levy is a Haaretz columnist and a member of the newspaper's editorial board. Levy joined Haaretz in 1982, and spent four years as the newspaper's deputy editor. He is the author of the weekly Twilight Zone feature, which covers the Israeli occupation in the West Bank and Gaza over the last 25 years, as well as the writer of political editorials for the newspaper. Levy was the recipient of the Euro-Med Journalist Prize for 2008; the Leipzig Freedom Prize in 2001; the Israeli Journalists’ Union Prize in 1997; and The Association of Human Rights in Israel Award for 1996. His new book, The Punishment of Gaza, has just been published by Verso Publishing House in London and New York.


Leia Mais:
Impressões de uma visita a Gaza - Noam Chomsky - Carta Maior: 24/11/2012
Chuva de fogo e destruição em Gaza

Os 50 anos do Vaticano II na Vida Pastoral


O número 287 da Vida Pastoral - novembro/dezembro de 2012 - disponível para leitura online e download em seu novo site, trata dos 50 anos do Concílio Vaticano II.

Os artigos:

  • Vaticano II: 50 anos depois - José Comblin
  • Os 50 anos do Concílio Vaticano II: Avanços e entraves - J. B. Libanio
  • A Igreja Católica e o movimento ecumênico – Na celebração dos 50 anos de abertura do Concílio Vaticano II - Francisco de Aquino Júnior


Leia Mais:
Alguns livros e artigos sobre o Vaticano II
O Vaticano II no Observatório Bíblico

Vida Pastoral tem novo site


Ao inaugurar hoje seu novo site, a revista Vida Pastoral está disponibilizando ao público um vasto acervo de artigos da revista classificados por áreas temáticas: Bíblia, eclesiologia, temas pastorais, ministério presbiteral, cristologia, ciências da religião, sacramentos, liturgia, roteiros homiléticos, mariologia, Trindade, escatologia, temas de atualidade, temas sociais, espiritualidade, catequese, documentos e concílios, ecumenismo e diálogo inter-religioso. Os textos podem também ser localizados por autor, por edição e por ano, desde 1979 (acabei de ler a notícia na página da Arquidiocese de Ribeirão Preto e na página da CNBB).

Três artigos meus estão disponíveis no site. Confira:

  • Todos comeram e ficaram saciados. O milagre da multiplicação dos pães - 1985
  • A denúncia profética da corrupção (Salmo 12) - 1988
  • Do campo para a cidade. O evangelho de Paulo - 1990

Leia Mais:
Minhas Publicações

sábado, 24 de novembro de 2012

Biblioblogueiros no Twitter - Bibliobloggers who tweet


Jim West criou uma lista dos bloggers, bibliobloggers ou biblioblogueiros que estão no Twitter.

Confira.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Para entender o julgamento do "mensalão"


Na página especial de Carta Maior, todos os artigos sobre o tema estão reunidos.

Confira: Ação penal 470: devido processo legal?


Leia Mais:
Um diálogo de surdos

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Quatro livros que chamam minha atenção


São publicações de John Van Seters, Niels Peter Lemche, Thomas L. Thompson e Philip R. Davies. Os autores são bem conhecidos, não? É só conferir aqui e aqui.

Estes livros fazem parte da Copenhagen International Seminar, editada por Thomas L. Thompson, uma Coleção da Equinox que promove estudos internacionais e interdisciplinares sobre Bíblia e áreas afins.

Diz a editora:
The Copenhagen International Seminar promotes international and interdisciplinary studies in the Bible and its related fields, such as the early history of Palestine, Syro-Palestinian archaeology, comparative ancient Near Eastern and Greek literature, as well as cultural and intellectual history and anthropology. The series is dedicated to furthering the publication in English of innovative research by authors from non-English traditions of scholarship.


  • General editors: Thomas L. Thompson and Ingrid Hjelm, both at the University of Copenhagen
  • Old Testament editor: Niels Peter Lemche, University of Copenhagen
  • New Testament editor: Mogens Müller, University of Copenhagen
  • Language Revision editor: James West, Quartz Hill School of Theology



Changing Perspectives n. 1 saiu em 2011, enquanto os números 2 e 3 estão previstos para dezembro deste ano ou começo de 2013. O número 4 deve sair por volta de setembro de 2013.


VAN SETERS, J. Changing Perspectives 1: Studies in the History, Literature and Religion of Biblical Israel. London: Equinox Publishing, 2011, 438 p. - ISBN 9781845539016.

THOMPSON, T. L. Changing Perspectives 2: Biblical Narrative and Palestine's History. London: Equinox Publishing, 2012, 320 p. - ISBN 9781908049957.

LEMCHE, N. P. Changing Perspectives 3: Biblical Studies and the Failure of History. London: Equinox Publishing, 2012, 320 p. - ISBN 9781781790175.

DAVIES, P. R. Changing Perspectives 4: Rethinking Biblical Scholarship. London: Equinox Publishing, 2013, 320 p. - ISBN 9781845539351.

BibleWorks na SBL 2012


No Congresso da SBL 2012, que aconteceu de 17 a 20 deste mês em Chicago, IL, USA, BibleWorks esteve presente. Visitando o seu estande, escreveu Mark Hoffman, do Biblical Studies and Technological Tools:

Apresentaram BibleWorks 9 rodando em um Mac e em um tablet Win8. Os dois pareciam bem. Há funcionalidade completa no tablet Win8 (não Win8 RT), e, aparentemente, "cerca de 95%" de funcionalidade no Mac.

At the booth, they showed BibleWorks running on both a Mac and a Win8 tablet. They both looked good. There is full functionality on the Win8 (not Win8 RT) tablet, and apparently "about 95%" functionality on the Mac.

Leia Mais:
Software para o estudo da Bíblia

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Como saber se um pen drive é falsificado?


:: Como saber e como recuperar o parâmetro "capacidade", que em pen drives falsos pode se apresentar maior do que realmente é. A proposta é do FixFakeFlash Inspectortech.

It provides “known” solutions to fix fake flash (false capacity) devices. We will be providing information on how to fix fake flash devices – reprogramme back into their innocent capacity.

:: No Fórum do Clube do Hardware, o "tareko" explica com detalhes e competência, em português, como fazer isso: Solução para pen drive falsificado e programas para formatação (postado em 14/04/2009 - atualizado em 19/10/2010)

Observo, entretanto, que alguns links da postagem original estão quebrados. Para os softwares, use os endereços que estão em "Programas úteis para diagnóstico e recuperação de pen drives".


:: Programas úteis para diagnóstico e recuperação de pen drives:
. ChipGenius
. H2testw
. F3 (equivalente do H2testw para Linux e Mac)
. CheckUDisk
. PC Inspector File Recovery
. HP USB Disk Storage Format Tool 


:: Alguns endereços úteis:




Leia Mais:
Como evitar vírus em pen drives?
How to Find Out How Fast Your USB Flash Drives Are

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Chuva de fogo e destruição em Gaza


Diante do olhar mundial anestesiado por tantos conflitos, mais um massacre está em andamento no Oriente Médio.

Por isso, nada mais oportuno do que ler Palestina e Israel. A luta pela Paz Justa.

Como assinalei em post anterior, este é o tema de capa da revista IHU On-Line, n. 408, de 12.11.2012. Recomendo reler o editorial e, em seguida, as entrevistas, que procuram responder à seguinte pergunta:

Quais as origens do conflito entre israelenses e palestinos? Seriam elas de natureza econômica e geopolítica, ou religiosa e cultural?

As entrevistas:

:: Silvia Ferabolli: Os palestinos e a luta pelo direito de existir
Os palestinos lutam hoje pelo reconhecimento da comunidade internacional da Palestina como Estado e pelo direito de andar livres nas ruas de seu suposto Estado sem serem barrados, fichados, presos ou mortos pelo exército israelense

:: David M. Neuhaus: O papel religioso no conflito do mundo árabe
O papel mais importante da pessoa religiosa no conflito não é tanto propor soluções, e sim falar uma nova linguagem que, por princípio, rejeite todo e qualquer desprezo pelo outro, tendo um discurso de respeito

:: Marc H. Ellis: O direto à liberdade dos palestinos
Segregar pessoas e tratá-las como se elas não pertencessem ao seu próprio país é errado. É errado na África do Sul. Também é errado em Israel 

:: Yusef Daher: O problema do uso de padrões duplos em relação a Israel
A paz justa existirá quando os palestinos puderem voltar para casa, não o que está acontecendo agora, em que judeus de outras partes do mundo podem vir para a terra e se tornar cidadãos em uma semana, apenas porque são judeus

:: Viola Raheb: Um sistema político discriminatório e opressivo
A ocupação e as leis de segregação contra os palestinos são políticas de apartheid em termos políticos e jurídicos

:: Manuel Quintero Pérez: Terrorismo versus segurança
Uma solução justa, pacífica e duradoura só será possível quando Israel abandonar os territórios ocupados e se implementarem as resoluções pertinentes do Conselho de Segurança e da Assembleia Geral das Nações Unidas

:: Rifat Odeh Kassis: “Para os palestinos, a perspectiva de uma paz verdadeiramente justa é improvável”
Creio que o Kairós Palestina deu aos cristãos no mundo árabe um modelo novo e diferente de como necessitam participar de sua própria sociedade, de seus assuntos e suas lutas; procura lembrar às pessoas de que não faz sentido nos isolarmos e vivermos com medo

:: Eduardo Minossi de Oliveira e Érico Teixeira de Loyola: A falta de vontade política nas decisões sobre o conflito Israel X Palestina
O que esse povo mais reivindica é a liberdade a essa população, através do fim da ocupação e a constituição de um Estado palestino, para que assim possa se negociar a paz de maneira justa e igual

:: Marcelo Buzetto: MST e Via Campesina: solidariedade com a heroica resistência popular
A partilha da Palestina feita pela ONU em 29 de novembro de 1947 e a fundação do Estado de Israel como Estado judeu em 15 de maio de 1948 são, sem dúvida, a origem do conflito


Leia Mais:
Fórum Social Mundial Palestina Livre - World Social Forum Free Palestine
Medo e ódio em Gaza, enquanto a ofensiva continua
O desvario dos conflitos armados
Noam Chomsky e colegas denunciam cobertura da mídia sobre Gaza
O objetivo da operação é mandar Gaza de volta à Idade Média, diz ministro israelense

Resenhas na RBL: 15.11.2012


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Phillip R. Callaway
The Dead Sea Scrolls for a New Millennium
Reviewed by Stephen Reed

Marlene Crüsemann
Die pseudepigraphen Briefe an die Gemeinde in Thessaloniki: Studien zu ihrer Abfassung und zur jüdisch-christlichen Sozialgeschichte
Reviewed by Lars Kierspel

Benedikt Eckhardt, ed.
Jewish Identity and Politics between the Maccabees and Bar Kokhba: Groups, Normativity, and Rituals
Reviewed by Joshua Schwartz

James A. Kelhoffer
Persecution, Persuasion and Power: Readiness to Withstand Hardship as a Corroboration of Legitimacy in the New Testament
Reviewed by Alexander Stewart

Oded Lipschits and David S. Vanderhooft
The Yehud Stamp Impressions: A Corpus of Inscribed Impressions from the Persian and Hellenistic Periods in Judah
Reviewed by Aren Maeir

Dale B. Martin
New Testament History and Literature: The Open Yale Courses Series
Reviewed by Cornelis Bennema

Annick Payne
Hieroglyphic Luwian: An Introduction with Original Texts
Reviewed by Robert Holmstedt

Roger Pearse, ed.
Eusebius of Caesarea: Gospel Problems and Solutions
Reviewed by Michael F. Bird

J. W. Rogerson
An Introduction to the Bible: Third Edition
Reviewed by Bob Becking

L. L. Welborn
An End to Enmity: Paul and the "Wrongdoer" of Second Corinthians
Reviewed by B. J. Oropeza


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL: 10.11.2012


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Maren Bohlen
Sanctorum Communio: Die Christen als ,Heilige' bei Paulus
Reviewed by Jeffrey Cayzer

Walter Brueggemann; ed. Carolyn J. Sharp
Disruptive Grace: Reflections on God, Scripture, and the Church
Reviewed by J. Dwayne Howell

Nancy Evans
Civic Rites: Democracy and Religion in Ancient Athens
Reviewed by Allen Kerkeslager

Christopher de Hamel
Bibles: An Illustrated History from Papyrus to Print
Reviewed by Claudia Setzer

Victor P. Hamilton
Exodus: An Exegetical Commentary
Reviewed by Brian D. Russell

Matthias Henze, ed.
A Companion to Biblical Interpretation in Early Judaism
Reviewed by Lester Grabbe

Teresa J. Hornsby and Ken Stone, eds.
Bible Trouble: Queer Reading at the Boundaries of Biblical Scholarship
Reviewed by Melanie Howard

Sara M. Koenig
Isn't This Bathsheba? A Study in Characterization
Reviewed by Rachelle Gilmour

Amy-Jill Levine and Marc Z. Brettler
The Jewish Annotated New Testament
Reviewed by Zev Garber

Chantal Reynier
Tempêtes: Quatre récits bibliques: L'homme, la nature, la mort
Reviewed by Jean-François Racine


>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

domingo, 18 de novembro de 2012

Leitura socioantropológica: bibliografia atualizada


A bibliografia do artigo Leitura socioantropológica da Bíblia Hebraica foi atualizada no dia 16.11.2012, enquanto a bibliografia do artigo Leitura socioantropológica do Novo Testamento foi atualizada hoje, 18.11.2012. Confiram.

Os textos podem parecer meio "esquisitos", pois as notas de rodapé permanecem em sua forma e edições antigas, enquanto a bibliografia no final de cada artigo indica as edições mais recentes das obras citadas.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Amazon no Brasil antes do Natal


Google e Amazon iniciam venda de livro digital no país até o Natal
A Amazon e o Google se preparam para iniciar a venda de livros digitais no Brasil nas próximas semanas. As duas empresas estão em fase de finalização de contratos com editoras brasileiras (...)  Após um ano e meio de negociações, a Amazon chegou nesta semana a um acordo com a Distribuidora de Livros Digitais, que reúne as editoras Sextante, Rocco, Objetiva, Record, Novo Conceito, LP&M e Planeta. O contrato será assinado nos próximos dias. A DLD já firmou, recentemente, contratos com Apple, Google e Livraria Cultura. O fim deste mês coincide com a previsão de início das vendas do leitor digital Kobo pela Livraria Cultura, e a Amazon não quer ficar para trás na estreia da venda do Kindle como opção de presente de Natal (...) Os livros digitais deverão custar em média 70% do preço de capa do livro físico. Enquanto o Google Play vende apenas conteúdo digital, a Amazon está investindo também em uma operação de comércio eletrônico no Brasil, com a venda de livros físicos e outros produtos. Mas essa operação não deve começar antes do primeiro trimestre de 2013. A pressa da Amazon e do Google também está relacionada à concorrência com a Apple, que iniciou a venda de livros digitais brasileiros em outubro. Neste primeiro momento, a iBookstore vende a partir de sua operação dos Estados Unidos...  

Leia o texto completo na Folha.com - 15/11/2012 - 06h41

Leia Mais:
Amazon no Brasil em 2012
Amazon prepara sua entrada no Brasil, mas as editoras brasileiras não ajudam

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Atualizando XP, Vista ou 7 para Windows 8


I feel that an older system that is currently serving your purposes should be left alone for now.

I think a good general rule is to wait a few months before trying any new operating system.

CPUs before 2003 will definitely not run Windows 8. From 2005, most will as they're mainly 64-bit CPUs.


Antes de atualizar seu Windows XP, Vista ou 7 para o Windows 8, considere:

:: Seven Essential Things You Need to Know about Windows 8 and Windows RT - v. laurie: Gizmo's Freeware - Updated 9. November 2012 - 0:43
Thinking of upgrading to Windows 8 or buying a PC with the new operating system? Confused by all the changes in Windows that have taken place? In this article I will try to give answers to some basic questions about the new systems. Here are the essential things you need to know before you upgrade or buy anything.

:: Problemas e soluções na compra do Windows 8 via download - Marcos Elias Picão: Hardware.com.br - 26/10/2012 - 17h58
Uma dúvida muito comum é sobre como instalá-lo. O processo de atualização pode ser feito diretamente pelo assistente, caso esteja usando uma versão que pode ser atualizada. Outra opção é criar uma mídia...


Leia Mais:
Windows 8 e Linux
Uma análise do Windows 8 [atualização feita em 30.11.2012]
Tutorial do Windows 8 para iniciantes [atualização feita em 10.12.2012]
Especial Windows 8 (do IDG Now!) [atualização feita em 12.12.2012]

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Fórum Social Mundial Palestina Livre


De 28 de novembro a 1º de dezembro, realiza-se, em Porto Alegre, o Fórum Social Mundial Palestina Livre - World Social Forum Free Palestine.

Visite o site, que pode se visto em Português, English, Français e Español.


Atualização: 14.11.2012 - 09h45: Fórum da Palestina é precedido de polêmica

Atualização: 15.11.2012 - 16h13: Fórum Social Mundial Palestina Livre sofre pressões e ameaças de boicote



Palestina e Israel. A luta pela Paz Justa: este é o tema de capa da revista IHU On-Line, n. 408, de 12.11.2012.

Diz o Editorial:
A IHU On-Line desta semana, com a assessoria de Nancy Cardoso Pereira, mestre e doutora em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo – Umesp, e pós-doutora em História Antiga pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, pastora da Igreja Metodista e membro do Palestine Israel Ecumenical Forum (PIEF)/World Council of Churches (WCC), debate o grave e dramático conflito de mais de 50 anos e discute os desafios, os limites e as possibilidades de uma ‘Paz Justa’. Participam da edição Silvia Ferabolli, mestre em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS e doutoranda em Política e Estudos Internacionais pela Escola de Estudos Orientais e Africanos da Universidade de Londres – SOAS, University of London, o jesuíta David M. Neuhaus, judeu, atualmente vigário patriarcal para os católicos de língua hebraica de Israel e coordenador da Pastoral entre Migrantes do mesmo país,  Rifat Odeh Kassis, palestino, coordenador do Programa de Acompanhamento Ecumênico na Palestina e em Israel do Conselho Mundial de Igrejas – CMI, Viola Raheb, palestina, trabalha na Igreja Evangélica Luterana da Jordânia e Palestina, Manuel Quintero Pérez, jornalista e presbítero diaconal da Igreja Presbiteriana Reformada em Cuba, coordenador internacional do Programa de Acompanhamento Ecumênico na Palestina e Israel – PAEPI/EAPPI com sede em Genebra, Suíça, Yusef Daher, secretário executivo do Jerusalém Inter-Church Center of the Heads of Churches of Jerusalém,  Marc H. Ellis, autor de mais de 20 livros, incluindo o inovador Toward a Jewish Theology of Liberation (“Para uma teologia judaica da Libertação”) e Marcelo Buzetto, membro do Setor de Relações Internacionais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST. Participam igualmente do debate, com os seus depoimentos, Eduardo Minossi de Oliveira, geógrafo, e Érico Teixeira de Loyola, formado em Direito, ambos luteranos, que foram observadores, na Palestina, de direitos humanos através do Programa de Acompanhamento Ecumênico na Palestina e Israel – PAEPI/EAPPI.

Biblical Studies Carnival 80


Seleção das melhores postagens dos biblioblogs em outubro de 2012.

a blt Biblical Studies Carnival

Trabalho feito por J. K. Gayle, do biblioblog BLT — Bible * Literature * Translation.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Redes acadêmicas brasileiras se preparam para a internet do futuro


Redes acadêmicas brasileiras se preparam para a internet do futuro

Por Elton Alisson - Agência FAPESP: 12/11/2012

"No primeiro semestre de 2013, algumas universidades e instituições de pesquisa do Estado de São Paulo começarão a se conectar a uma rede experimental na qual serão testadas aplicações de novas tecnologias que poderão definir a internet do futuro.

Em âmbito nacional, outras dez instituições brasileiras, incluindo três do Estado de São Paulo – Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CpQD) –, também serão integradas a outra rede experimental que começará a ser criada no início de 2013 com o mesmo objetivo da rede paulista.

As duas redes experimentais acadêmicas brasileiras se somarão a algumas outras estabelecidas nos últimos anos em outros países com o objetivo de preparar universidades e instituições de pesquisa a uma mudança de paradigma na tecnologia de internet, prevista para ocorrer já nos próximos anos.

Baseada atualmente na troca (chaveamento) de pacotes de dados, a tecnologia da internet deverá migrar para o chaveamento de fluxos – conjuntos de pacotes de dados que têm alguma característica em comum.

Em função dessa mudança, as redes deixarão de ser definidas pelos equipamentos de rede (como os switches e roteadores) e pelos softwares contidos neles, como ocorre hoje, e passarão a ser gerenciadas por aplicativos externos que determinarão o comportamento dos fluxos de dados.

Em 2008, um grupo de pesquisadores de redes das universidades Stanford e da Califórnia em Berkeley, ambas nos Estados Unidos, publicou um artigo descrevendo a implementação de um novo protocolo para gerenciamento de tráfego. Chamada 'OpenFlow', a tecnologia abriu as portas para que as “redes definidas por software” se tornem realidade.

O protocolo permite transferir o controle do tráfego de dados em uma rede, antes realizado por switches e roteadores, para servidores externos. Com isso, se abriu a possibilidade de se desenvolver softwares de controle de tráfego de redes, com código aberto e executados por esses servidores, conforme começaram a fazer algumas startups criadas por pesquisadores da própria Universidade de Stanford e por outras instituições de pesquisa em todo o mundo.

Além disso, muitas empresas de tecnologia de computação começaram a fabricar e a disponibilizar switches e roteadores com OpenFlow para serem testados inicialmente em redes experimentais, dado que seria impossível interromper a word wide web para avaliar a nova tecnologia.

'A internet é uma commodity fundamental na vida das pessoas, e não se pode parar o funcionamento dela para experimentar coisas novas. Por isso, estão sendo desenvolvidos projetos de redes experimentais para suportar a internet do futuro', disse Cesar Marcondes, professor do Departamento de Computação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), à Agência FAPESP.

De acordo com Marcondes, algumas empresas de tecnologia, como o Google, já desenvolveram códigos e estão operando suas redes de data centers com OpenFlow.

Atentas a esse movimento, universidades e instituições de pesquisa nos Estados Unidos e na Europa, que foram o 'berço' da internet, também já montaram redes nacionais para possibilitar que seus pesquisadores possam fazer experimentos com a tecnologia OpenFlow.

Seguindo o mesmo caminho, a Rede Acadêmica do Estado de São Paulo (ANSP), financiada pela FAPESP, também pretende começar a realizar no primeiro semestre de 2013 um teste inicial de implementação de OpenFlow em uma rede experimental.

O teste na rede experimental paulista terá a participação de algumas das mais de 50 universidades e instituições de pesquisa filiadas à ANSP. Entre elas estão a USP, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a UFSCar e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Já em escala nacional, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) – que interconecta as universidades e instituições de pesquisa brasileiras e provê o acesso internacional à internet – também coordena a criação de uma rede experimental em parceria com a União Europeia para realização de experimentos de novas aplicações baseadas em OpenFlow. Denominado Fibre, o projeto é realizado com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do 7th Framework Programme (FP7) da União Europeia.

'As universidades e instituições de pesquisa brasileiras têm que se preparar agora, porque não se sabe quando ocorrerá essa transição de paradigma na tecnologia da internet e quanto antes elas estiverem preparadas será melhor', disse Luis Fernandez Lopez, coordenador geral da ANSP".

Leia o texto completo.

sábado, 10 de novembro de 2012

O Curso de Hebraico foi atualizado


Atualizações foram feitas em Noções de Hebraico Bíblico, onde o interessado pode ler sobre a história da língua hebraica, ouvir a pronúncia do hebraico, ler alguns versículos do Gênesis e aprender regras básicas de gramática.

Clique aqui ou aqui para fazer o download.

Atualização: 04.12.2012 - 21h00
Precisei fazer algumas modificações no código das páginas onde estão os arquivos de som do curso de hebraico, o "ouvir", pois, em alguns navegadores, o hebraico cantado, incorporado (embedded) ao html, não funcionava mais.

Se você usa o IE, talvez não tenha problemas, mas se usa o Firefox e/ou o Chrome no Windows, vai precisar instalar um plugin como o QuickTime ou equivalente.

E se você usa alguma distro Linux [testei com o Big Linux 12.04], vai precisar, provavelmente, do plugin VLC Web Plugin [browser-plugin-vlc] ou do VLC Multimedia Plugin - Totem, para ouvir o som e  visualizar os controles. 


Leia Mais:
Ouvir, Ler e Escrever: o curso de Língua Hebraica Bíblica

Ayrton's Biblical Page comemora hoje 13 anos


A página foi criada em 10 de novembro de 1999 e, hoje, 10 de novembro de 2012, completa 13 anos de existência!

Parabéns, Congratulations, Felicitaciones, Congratulazioni, Glückwünsche.



Atualização: Fiz umas mudanças na página inicial. Será que melhorou ou piorou?

sábado, 3 de novembro de 2012

E a peleja continua


A guinada conservadora católica, o acelerado declínio numérico da filial brasileira da Santa Sé e a avalanche pentecostal acirraram a competição entre católicos e evangélicos a partir de 1980. Essa peleja deflagrou uma disputa religiosa pelo espaço público e uma desenfreada ocupação religiosa da mídia e da política partidária. Desde então tele-evangelistas, padres-celebridades e cantores gospel tornaram-se onipresentes na mídia eletrônica, emissoras de TV pentecostais e católicas brotaram como cogumelos, rebanhos religiosos viram-se tratados como currais eleitorais, igrejas passaram a formar bancadas parlamentares, a expandir seu poder nos legislativos e a controlar partidos, discursos moralistas reacionários de inspiração bíblica tomaram de assalto as eleições. A ocupação religiosa do espaço público, sobretudo nas capitais e regiões metropolitanas, tornou-se ainda mais monumental, mais espetacular e mais triunfalista. Tudo para causar o maior impacto evangelístico, gerar a maior visibilidade pública e revestir seus líderes e suas organizações religiosas de maior poder, status e legitimidade. Foi por isso que católicos, liderados por carismáticos e suas comunidades, e neopentecostais, turbinados pela famigerada teologia da prosperidade, trataram de investir pesado em megaeventos, megasshows, megamarchas e megamissas e torrar fortunas na construção de imponentes santuários e catedrais.

Leia o texto completo de Ricardo Mariano: Padre Marcelo busca catolicismo de massas, mas menos atento às questões sociais - Folha.com: 03/11/2012 - 04h30

Leia Mais:
Religião e Igrejas

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Resenhas na RBL: 31.10.2012


As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Jo-Ann A. Brant
John
Reviewed by Matthew Gordley

Bart B. Bruehler
A Public and Political Christ: The Social-Spatial Characteristics of Luke 18:35-19:43 and the Gospel as a Whole in Its Ancient Context
Reviewed by John Cowan

Jaime Clark-Soles
Engaging the Word: The New Testament and the Christian Believer
Reviewed by Ronald Witherup

Gerald J. Donker
The Text of the Apostolos in Athanasius of Alexandria
Reviewed by Justin A. Mihoc

Craig A. Evans
Jesus and His World: The Archaeological Evidence
Reviewed by Panayotis Coutsoumpos

Heinz-Josef Fabry and Ulrich Dahmen, eds.
Theologisches Wörterbuch zu den Qumrantexten
Reviewed by Johann Cook

Gard Granerød
Abraham and Melchizedek: Scribal Activity of Second Temple Times in Genesis 14 and Psalm 110
Reviewed by Albert Hogeterp

Charles W. Hedrick
Unlocking the Secrets of the Gospel according to Thomas: A Radical Faith for a New Age
Reviewed by William Arnal

Josep Rius-Camps and Jenny Read-Heimerdinger
The Message of Acts in Codex Bezae: A Comparison with the Alexandrian Tradition, Volume 4: Acts 18.24-28.31: Rome
Reviewed by Vaughn CroweTipton

Christopher D. Stanley, ed.
The Colonized Apostle: Paul in Postcolonial Eyes
Reviewed by Steed Davidson

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog