terça-feira, 9 de outubro de 2012

Eleições 2012: o festival de besteiras dos "calunistas"


Do Blog do Miro - 08.10.2012

“Calunistas” da mídia, metidos a especialistas em política e eleições, apostaram na derrota do PT e das esquerdas e no ressurgimento da direita nativa. Eles não deviam esquecer as besteiras que escreveram durante a campanha. O blog do jornalista Luis Nassif ajudou neste esforço ao listar as previsões – ou torcida – destes “formadores de opinião”. Cito algumas delas:

1. Dora Kramer (Estadão - 4/10)

a) Citando "outros"

Lula não é mais aquele, sua liderança se esvai e sua influência míngua, constatam analistas, cientistas, especialistas em geral.

b) Opinando

Verdade que ele [Lula] não inspira o mesmo entusiasmo entre os que até outro dia o consideravam um oráculo nem provoca o mesmo temor entre aqueles que, na oposição, evitavam enfrentá-lo. No ambiente dos políticos e partidos aliados tampouco priva da reverência de antes.


2. Merval Pereira (7/10)

A “mais complicada” eleição paulistana pode acabar deixando de fora da disputa Fernando Haddad, o candidato que o ex-presidente tirou do bolso de seu colete, outrora considerado milagreiro. Terá sido a primeira vez em que o PT não disputará o segundo turno na capital paulista, derrota capaz de quebrar o encanto que se criou em torno das qualidades quase mágicas do líder operário tornado presidente.


3. Ricardo Noblat (27/9)

Enquete: Pesquisas mostram PT fraco nas capitais. Aponte o motivo


4. Editorial do "Estado de S. Paulo": Lula está definhando? (30/9)


5. João Ubaldo Ribeiro (30/9)

Ele [Lula] insistirá e talvez ainda o vejamos perder outra eleição em São Paulo. Não a do Haddad, que aparentemente já perdeu. Mas a dele mesmo, depois que o mundo der mais algumas voltas e ele quiser iniciar uma jornada de volta ao topo, com esse fito candidatando-se à prefeitura de São Paulo.


6. Fernando Gabeira (28/9)

Ao longo de minhas viagens observei que o mensalão não havia afetado as eleições municipais. Mas o processo está em curso. Algumas cidades já estão afetadas, como São Paulo e Curitiba. Nesta ocorre algo bastante irônico: o candidato Gustavo Fruet (PDT) é acusado de ter o apoio do PT e por isso perde votos. Fruet foi um dos deputados que investigaram o mensalão na CPI dos Correios.


7. José Roberto de Toledo - Consumismo, mensalão e voto (24/9)

Um resultado possível a sair das urnas é o PT, desgastado pelas condenações do mensalão, perder espaço nas capitais mas crescer no interior. Será mais um passo para virar o novo PMDB.


8. Rogério Gentile (20/9)

O julgamento no STF tem afetado Haddad, que está com um desempenho inferior ao tradicional do PT.Uma eventual condenação de José Dirceu pode agravar sua situação, por mais que ele tente se desvincular do colega de partido.


9. Cláudio Humberto (22/8)

Só no tranco

Apadrinhado de Lula, Haddad esperava atropelar Serra com a entrada da presidente Dilma e de Marta Suplicy na campanha. Deu chabu.


10. Marco Antonio Villa (7/10)

O grande perdedor é o Lula. Até agora, ele fracassou em suas principais movimentações. Se a candidata fosse Marta Suplicy em São Paulo, ela estaria no segundo turno.


11. Tuíte da revista "Veja" (7/10)

 @VEJA: Derrocada do PT e disputas acirradas marcam eleições

Nenhum comentário:

Postar um comentário