terça-feira, 30 de outubro de 2012

Analistas perplexos ponto zero


Muitos analistas da imprensa tradicional estão atônitos. Tentam atropeladamente fugir às óbvias conclusões sobre o processo eleitoral. Ora ensaiam dar ênfase a uma suposta fragmentação do voto, ora dirigem olhos para uma eventual terceira via na polarização nacional, com a ascensão do PSB. Não passam de manobras diversionistas. A aposta que faziam era derrotar o PT e diminuir gravemente seu peso político. Perderam, e feio. A estratégia antipetista repousava no julgamento do chamado “mensalão” (...) O que se esperava, quando a deliberação togada chegasse às ruas, era o derretimento do PT. Na pior das hipóteses, ao menos um sensível encolhimento e a derrocada na tentativa de conquistar a maior cidade brasileira. No auge da ofensiva, não faltaram vozes que vaticinavam o ocaso da liderança de Lula. Mas as forças de direita viram ruir seus sonhos e tomaram uma tunda histórica. Os áulicos do reacionarismo ainda não entendem o que se passou, diz Breno Altman, em Quem tem domínio do fato, na democracia, é o povo - Carta Maior: 30/10/2012.


:: Atônito: do latim, attonìtus,  'assustado pelo ruído do trovão', 'amedrontado', 'maravilhado'.

:: Perplexo: do latim, perplexus, 'emaranhado', 'confundido'.

Sinônimos: abismado, admirado, assombrado, atarantado, atordoado, aturdido, boquiaberto, confuso, desnorteado, desorientado, embasbacado, espantado, estarrecido, estupefato, pasmo, transtornado (cf. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa 2009.4).


Leia Mais:
Mídia derrotada mais uma vez pelo PT de Lula - Ricardo Kotscho: Balaio do Kotscho 29/10/2012 - 12h25

Nenhum comentário:

Postar um comentário