quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O obscurantismo cultural e científico está vivo


Por incrível que pareça, estamos atravessando, neste início do século 21, uma onda de obscurantismo cultural e científico sem precedentes. Ela tem origem, principalmente, nos Estados Unidos, mas está se propagando pelo restante do mundo. Ao mesmo tempo em que os físicos estão conseguindo desvendar os mistérios da natureza com a descoberta do bóson de Higgs - "a partícula de Deus" -, a cientologia avança nos Estados Unidos e a teoria da evolução de Darwin é questionada nas escolas de vários Estados daquele país. Algumas dessas crenças têm origem em pequenos grupos religiosos retrógrados que exploram a boa-fé de pessoas de baixo nível educacional, mas outras têm claramente motivações mais perversas e até interesses comerciais. A cientologia, em particular, é considerada uma religião nos Estados Unidos, sendo, portanto, isenta do pagamento de impostos. Alguns de seus ensinamentos atingem o nível do absurdo ao afirmarem que bilhões de seres de outras galáxias se apossaram dos seres humanos há dezenas de milhões de anos, quando ainda nem havia seres humanos, e continuam neles até hoje.

Quem diz isso é o físico José Goldemberg em artigo publicado em O Estado de S. Paulo em 20/08/2012, aqui citado a partir de Notícias: IHU On-Line, de 22/08/2012.

Leia Mudanças climáticas e os 'céticos'.

Leia Mais:
A ótica da evolução cósmica nos devolve esperança - Leonardo Boff: Adital 20/08/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário