terça-feira, 3 de abril de 2012

SOTER 2012: Mobilidade Religiosa


A SOTER - Sociedade de Teologia e Ciências da Religião - comunica que seu 25º Congresso Anual terá como tema Mobilidade Religiosa. Linguagens – Juventude – Política e será realizado na PUC-Minas, em Belo Horizonte, de 9 a 12 de julho de 2012.

Diz a SOTER:

"Interpretar o atual caleidoscópio religioso do Brasil é um desafio importante. Tanto do ponto de vista da constatação quantitativa, quanto do ponto de vista de sua compreensão de fundo. O que nos revela a grande mobilidade e o trânsito religioso em curso em nosso país? Como interpretar as linguagens daí decorrentes, bem como as novas formas de organização da pertença religiosa, seu maior ou menor grau de institucionalização, seu aporte à transformação social? Que influência essa massiva presença do religioso tem na formação de valores éticos e que relações estabelece com a política? Como os jovens se situam dentro desse processo de recomposição do campo religioso nacional?

As teorias da perda progressiva do papel das religiões nas sociedades modernas, que serviram para interpretar a situação de secularização na Europa, não conseguem explicar a situação brasileira e latino-americana. De fato, o período em que nosso país sofreu o maior impacto de modernização e urbanização (anos 60-90 do séc. XX), viu nascer e se consolidar duas grandes recomposições da religião entre nós. De um lado, a da teologia da libertação, com sua leitura profética, ética e política do cristianismo. De outro lado, a dos pentecostalismos e neo-pentecostalismos, que sinalizam para modificações substanciais, quer na experiência religiosa quer na compreensão do papel da religião na sociedade contemporânea. As duas tendências questionaram os teóricos da secularização e suas apostas de enfraquecimento ou desaparecimento da religião. Constata-se, é verdade, um número cada vez maior dos que se declaram sem religião, mas não necessariamente isso significa ateísmo, agnosticismo ou não referência à transcendência. Percebem-se, também, processos acelerados de desinstitucionalização, tanto no catolicismo quanto no protestantismo histórico. O que mais impressiona em tudo isso é o trânsito constante de uma confissão a outra, bem como a construção de religiosidades à medida do indivíduo e de expressões religiosas 'à la carte'. Constata-se igualmente a crise da tradição latino-americana do cristianismo libertador, que tanto contribuiu na formação de valores éticos e cidadãos, e na formação para a política.

Ao propor para 2012 o tema Mobilidade Religiosa. Linguagens – Juventude – Política, o 25º Congresso da Soter aborda um tema relevante na atualidade, que necessita ser interpretado por cientistas sociais, teólogos/as, filósofos/as e cientistas da religião, contribuindo assim para uma melhor compreensão do fenômeno em questão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário