segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A posse de Dom Sérgio da Rocha em Brasília

Dom Sérgio da Rocha tomou posse como Arcebispo de Brasília, no sábado, dia 06/08/2011.

Leia dois interessantes artigos de Raimundo Caramuru Barros sobre Dom Sérgio da Rocha. Foram publicados no IHU On-Line. O primeiro, hoje, 08 de agosto de 2011. O segundo, em 16 de junho de 2011.

:: Celebração inédita da Igreja em Brasilia marca posse de seu novo arcebispo
"Quatro fatores conferiram a esta celebração este seu caráter inédito: o número considerável de cardeais, arcebispos e bispos, provenientes das mais diferentes regiões do país, que dela vieram participar presencialmente; as numerosas delegações que a prestigiaram com seu comparecimento, representando paróquias e dioceses de São Paulo, do Ceará e de Teresina - PI, onde Dom Sérgio exerceu seu múnus pastoral anteriormente; a concentração excepcional de brasilienses que esta posse mobilizou entre os fiéis das quase 130 paróquias da arquidiocese de Brasília; a representação expressiva de todas as pastorais e dos Movimentos de fiéis leigos, que atuam hoje com muita vitalidade em todo o Distrito Federal".

Leia o texto completo.


:: Quatro traços marcantes do novo arcebispo de Brasília
"Sua biografia – em vôo rápido - ressalta a seguinte trajetória: nascido em Dobrada (SP) aos 21 de outubro de 1959; ordenado presbítero aos 14 de dezembro de 1984; ordenado bispo aos 11 de agosto de 2001 para servir como bispo auxiliar de Fortaleza (CE); arcebispo coadjutor de Teresina em 31 de janeiro de 2007; 6º arcebispo de Teresina de pleno direito em setembro de 2008; designado arcebispo de Brasília em junho de 2011, tornou-se o 2º caso de um arcebispo de Teresina, transferido para o DF. Quatro traços de sua personalidade merecem destaque.

O primeiro traço diz respeito à sua formação acadêmica, espiritual e pastoral. Em 21 de janeiro de 1997 Dom Sérgio atingiu o ápice de sua vida acadêmica ao concluir o doutorado em Teologia Moral pela Academia Alfonsiana de Roma, vinculada à Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Lateranense. Esta Academia é a instituição mais renomada em termos de Teologia Moral no seio da Igreja Católica e seu nome é uma homenagem a Santo Afonso Maria de Ligório que além de sua santidade de vida, distinguiu-se por sua contribuição significativa ao desenvolvimento da Teologia Moral. O objetivo de Santo Afonso era levar o pão da Palavra de Deus às populações pobres. Todo esse conteúdo evangélico, estribado no Amor misericordioso de Deus e no amor ao próximo passou a ser o esteio da Teologia Moral ministrada pela Academia Alfonsiana, onde Dom Sérgio da Rocha concluiu seu doutorado.

O segundo traço é sua larga experiência como educador, na qualidade de diretor espiritual, pároco, e professor, lecionando inclusive Teologia Moral na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (SP). Esta experiência como educador foi certamente um dos fatores que o prepararam para a sólida dimensão pastoral que ele foi chamado a desenvolver no exercício do seu múnus episcopal.

O terceiro traço é o testemunho de amor a Deus e amor ao próximo demonstrado no exercício de seu ministério de presbítero e de bispo, e explicitado no lema que inseriu na sua insígnia episcopal: 'Omnia in Caritate' (Tudo na Caridade). Dom Sérgio se distingue pela sua abertura em ouvir seus subordinados e pela sua facilidade de diálogo com autoridades civis.

O quarto traço é o excepcional dinamismo que revelou, atuando em diversos níveis, e também em importantes setores e estruturas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, bem como no Conselho Episcopal Latino-Americano – CELAM. Sua participação abrange as seguintes áreas em nível regional da CNBB: Secretário e também Bispo de referência da Pastoral da Juventude e da Pastoral Vocacional do Regional Nordeste 1 (Ceará); Presidente do Regional Nordeste 4 (Piauí)".

Leia o texto completo.


Leia Mais:
Dom Sérgio da Rocha: arcebispo de Brasília
Dom Sérgio da Rocha: arcebispo de Teresina

Nenhum comentário:

Postar um comentário