sexta-feira, 15 de julho de 2011

Bíblia e Memória Cultural: Davies e Hendel em diálogo

Dois artigos, publicados na revista The Bible and Interpretation, que valem a pena para quem trabalha com História de Israel:

:: Biblical History and Cultural Memory - Por Philip R. Davies, Professor Emérito da Universidade de Sheffield, Reino Unido - Abril de 2009

:: Cultural Memory and the Hebrew Bible - Por Ronald Hendel, Professor de Bíblia Hebraica e Estudos Judaicos, Universidade da Califórnia, Berkeley, USA - Julho de 2011

Os dois artigos trabalham o conceito de memória cultural [confira um bom texto em PDF: Cultural Memory, no site de Ronald Hendel] em relação com a Bíblia Hebraica e a história bíblica.

Memória cultural costuma ser definida como a memória que está ligada à tradição e que é transmitida de uma geração para outra. Ela está primeiramente apenas no imaginário, mas passa a ser reconhecida e aceita pela memória coletiva que é responsável pela identidade de um grupo. A memória cultural trabalha reconstruindo cenas que cada sociedade considera necessárias, segundo sua situação particular e presente. A Mnemohistória, por exemplo, abandona o foco sobre o passado, centrando-se na forma como esse passado é lembrado no momento presente e afirmando que o passado pode ser remodelado, inventado e reconstruído. O passado, segundo esta perspectiva, é mutável, admitindo novas leituras a partir do presente.


Leia Mais:
Philip R. Davies: Memories of Ancient Israel

Nenhum comentário:

Postar um comentário