segunda-feira, 31 de maio de 2010

Para saber mais sobre o conflito no Oriente Médio

Para saber mais sobre o conflito atual no Oriente Médio, recomendo os seguintes links:

:: Oriente Médio - Índice dos posts sobre o Oriente Médio no Observatório Bíblico
:: Oriente Médio - Marcador/Label "oriente" no Observatório Bíblico
:: Oriente Médio - Ayrton's Biblical Page - página especial sobre a crise no Oriente Médio
:: Oriente Médio - airtonjo on Twitter - veja também as muitas fontes em "Following"

domingo, 30 de maio de 2010

Resenhas na RBL: 27.05.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Mara H. Benjamin
Rosenzweig's Bible: Reinventing Scripture for Jewish Modernity
Reviewed by Mark Elliott

Charles B. Cousar
Philippians and Philemon: A Commentary
Reviewed by Eduard Verhoef

E. A. Judge
The First Christians in the Roman World: Augustan and New Testament Essays
Reviewed by Everett Ferguson

Alan S. Kaye, ed.
Morphologies of Asia and Africa (2 vols.)
Reviewed by Robert Holmstedt

Ulrike Mittmann-Richert
Der Sühnetod des Gottesknechts: Jesaja 53 im Lukasevangelium
Reviewed by Christoph Stenschke

William D. Mounce
Basics of Biblical Greek: Grammar
Reviewed by Laurence M. Vance

Jacques van Ruiten and J. Cornelis de Vos, eds.
The Land of Israel in Bible, History, and Theology: Studies in Honour of Ed Noort
Reviewed by Hallvard Hagelia

William A. Simmons
Peoples of the New Testament World: An Illustrated Guide
Reviewed by James Riley Strange

Michael Sokoloff
A Syriac Lexicon: A Translation from the Latin, Correction, Expansion, and Update of C. Brockelmann's Lexicon Syriacum
Reviewed by H. F. van Rooy

Günter Stemberger
Juden und Christen im spätantiken Palästina
Reviewed by Peter J. Tomson

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL: 20.05.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Dan W. Clanton Jr.
Daring, Disreputable and Devout: Interpreting the Hebrew Bible's Women in the Arts and Music
Reviewed by Dorothea Erbele-Küster

Carl S. Ehrlich, ed.
From an Antique Land: An Introduction to Ancient Near Eastern Literature
Reviewed by Aren Maeir

Richard A. Freund and Rami Arav, eds.
Bethsaida: A City by the North Shore of the Sea of Galilee
Reviewed by Wolfgang Zwickel

Sara Japhet
The Ideology of the Book of Chronicles and Its Place in Biblical Thought
Reviewed by Louis C. Jonker

Anne-Marie Korte and Maaike de Haardt, eds.
The Boundaries of Monotheism: Interdisciplinary Explorations into the Foundations of Western Monotheism
Reviewed by Nathan MacDonald

Amy-Jill Levine, Dale Allison, and John Dominic Crossan, eds.
The Historical Jesus in Context
Reviewed by Shelly Matthews

Richard R. Losch
All the People in the Bible: An A-Z Guide to the Saints, Scoundrels, and Other Characters in Scripture
Reviewed by Peter Judge

Rivka Nir, ed.
Early Christianity: The First Three Centuries [Hebrew]
Reviewed by Joshua Schwartz

Russell Pregeant
Encounter with the New Testament: An Interdisciplinary Approach
Reviewed by Abson Joseph

David P. Wright
Inventing God's Law: How the Covenant Code of the Bible Used and Revised the Laws of Hammurabi
Reviewed by Frank H. Polak

Terry R. Wright
The Genesis of Fiction: Modern Novelists as Biblical Interpreters
Reviewed by James A. Metzger

Magnus Zetterholm, ed.
The Messiah in Early Judaism and Christianity
Reviewed by Adam Winn

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Centenas de publicações do OI disponíveis online

Quase três centenas de volumes do Instituto Oriental (OI) da Universidade de Chicago estão disponíveis online.

Se você tem interesse especial por estudos de assiriologia e áreas afins, confira aqui e aqui.

The Oriental Institute is a research organization and museum devoted to the study of the ancient Near East. Founded in 1919 by James Henry Breasted, the Institute, a part of the University of Chicago, is an internationally recognized pioneer in the archaeology, philology, and history of early Near Eastern civilizations.

Leia Mais:
Obras do OI online

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Programas gratuitos ou não para estudos bíblicos

David Instone-Brewer - Tyndale House, Cambridge, Reino Unido - reuniu, em 17 de maio de 2010, em seu blog Tyndale Tech, vários programas para estudos bíblicos. Alguns já são conhecidos. Outros são mais recentes e estão ainda em fase experimental.

Leia: New ways to Study the Bible - Novas maneiras de estudar a Bíblia

Cada programa traz uma explicação, uma ilustração com zoom, e o link que conduz à página do desenvolvedor e/ou empresa.

Quando não houver indicação de programa "comercial", significa que o software é [deveria ser!] gratuito. A maioria o é. Alguns são para funcionamento online, de outros pode ser feito o download para uso offline.

Se você não "controla" bem o inglês, não se intimide. Alguns dos programas são bem intuitivos. Se necessário, use o Google tradutor.

Os programas estão divididos em 4 categorias:

:: New tools with new methods [New stuff] - Novas ferramentas e novos métodos
. NeXT Interlinear
. Biblos Interlinear
. New Living Bible Interlinear
. BibleWebApp
. BibleStudyTools
. Bible Arc
. Biblos
. Tagged Tanakh
. Bible Reader
. The Word (PC)
. Scripture4All (PC)
. MyOfflineBible
. XulSword (PC)
. PocketSword
. Glo Bible (commercial, PC)
. BibleCrawler (PC)

:: Commercial Bible Software - Programas Comerciais
. Must Buy: SESB
. Best for Macs: Accordance
. Best for PCs: BibleWorks
. Best for books (Mac & PC): Libronix
. Best for PDAs & Phones: Olive Tree
. Outros: Gramcord, Bible With You, Laridian, Quickverse, Bibloi, Linguist Texts

:: Free Downloadable Bible Sofware - Programas gratuitos para download
. BiblePlus with Tyndale Scholar's Kit
. Mechon
. UniBible
. OliveTree
. Sword Reader
. PocketSword for iPhone
. The Sword (PC, MAC, & Linux)
. E-Sword (PC)
. Davar (PC)
. Online Bible (PC)
. MTR
. Theophilus
. Bible Database

:: Free Online Bible Software - Programas gratuitos para uso online
. Sword online
. Tyndale Toolbar
. BibleBrowser
. Laparola Variants
. BlueLetter Bible
. NET Bible
. Tanak Analyser
. Tyndale Library of Weblinks
. Lots of Bible versions at: All-in-One, BibleGateway, BibleStudyTools, Unbound Bible, CrossWire, United Bible Societies
. StudyLight
. Perseus Greek NT
. The Online Greek Bible
. OliveTree online
. Bibelwissenschaft


Acrescento 7 blogs que tratam de programas para estudos bíblicos. Com tutoriais, comparações, resenhas e análises:
. Accordance Blog - David Lang
. Bible Software Review Weblog - Rubén Gómez
. Biblical Studies and Technological Tools - Mark Vitalis Hoffman
. Logos Bible Software Blog - Logos Staff
. The BibleWorks Blog - Michael Hanel; Jim Darlack
. The Macintosh Biblioblog - Joe Weaks
. Tyndale Tech - David Instone-Brewer

Visite também a Biblioteca Digital da Bíblia no site da SBB.

Leia Mais:
Barra de ferramentas para estudos bíblicos
BPBible Portable - programa de estudos bíblicos para pen drive
2009 Review of Biblical Studies and Tech Tools
Marcador Software no Observatório Bíblico
Marcador Geografia no Observatório Bíblico
Links para Software para o Estudo da Bíblia

terça-feira, 18 de maio de 2010

O Império e o Irã

Última atualização: 30/05/2010 - 14h10

Penso que o caso do Irã ainda vai render, porque o motivo da contenda é geopolítico e um Império que tem o poder do Armagedon na ponta dos dedos não vai desistir fácil.

Muitas casos ainda serão contados, mas, já que estamos envolvidos, não devemos perder a memória das coisas...

:: O Império visa as rotas do petróleo

:: Israel está preparado para guerra com Irã, diz vice de Netanyahu - Folha Online: 10/05/2010 - 12h47

:: Irã, Turquia e Brasil chegam a acordo, diz chanceler turco - Folha Online: 16/05/2010 - 18h28

:: Sarkozy agradece a Lula por ajuda na libertação de francesa detida no Irã - Folha Online: 16/05/2010 - 11h52

:: Conversa Afiada: Reuters e Al Jazeera no Irã: Lula obtém a maior vitória da diplomacia brasileira

:: Iran 'agrees' nuclear fuel swap - Al Jazeera

:: Há um milhão de razões para se construir a paz e nenhuma para a guerra, diz Lula sobre as negociações com o Irã - Folha Online

:: Se, infelizmente, o acordo com o Irã der certo, a culpa é de quem? Do Lula, charlam certas aves - Cf. o Blog do Emir

:: A indisposição ocidental com o Irã tem raízes geopolíticas e não nucleares, diz consultor da AIEA - Opera Mundi

:: O ceticismo é daqueles que não querem que haja acordo com o Irã, diz Marco Aurélio Garcia - BBC Brasil

:: Peres promised open peace talks if Syria cuts Iran ties - Haaretz

:: Assad: Reality proves Israel is not interested in peace and there is therefore nothing more to say - Haaretz

:: O ressentimento da velha mídia brasileira com o sucesso de Lula no Irã - Leandro Fortes, em Brasília, eu vi


:: Quem saiu fortalecido foi o Brasil. Sem opção, EUA tentam desqualificá-lo - Deutsche Welle

:: A cúpula de Teerã viola os interesses dos centros hegemônicos, que lutarão para manter o impasse nuclear - Opera Mundi

:: Por que os EUA resolveram torpedear o acordo Brasil/Turquia/Irã? pergunta Clóvis Rossi, da Folha

:: Brasil e Turquia representam o pós-Ocidente emergente, enquanto os Grandes Poderes fracassam, diz Roger Cohen

:: Antes de acordo, Obama disse a Lula que tratado nuclear com Irã criaria confiança - Folha Online: 21/05/2010 16h26

:: Escalada de sanções é atalho para ação militar contra Irã - Breno Altman, em Opera Mundi - 23/05/2010

:: É válido o argumento israelense de que mantém seu arsenal nuclear com responsabilidade? Folha.com 23/05/2010 - 22h01

:: U.S. Is Said to Expand Secret Actions in Mideast - The New York Times - By Mark Mazzetti - May 24, 2010

:: De Obama para Lula: as cartas não mentem jamais - Por Flávio Aguiar, na Rede Brasil Atual


:: A carta de Barack Obama a Lula sobre acordo com o Irã - Folha.com: 27/05/2010 - 02h30

:: Uma breve avaliação do acordo nuclear intermediado pelo Brasil - Bruno Lima Rocha - Notícias: IHU On-Line - 28/05/2010

:: Sobre a imprensa brasileira, Lula e o Irã, Leonardo Boff escreveu: A saudade do servo na velha diplomacia brasileira - Notícias: IHU On-Line - 30/05/2010


Estão lembrados de que Bush cogitava invadir o Irã em 2006? Refrescando a memória:

:: Neste restinho de milênio não dá para fazer mais nada que seja humano?

:: EUA amenizam denúncias sobre possível ataque ao Irã

:: EUA já planejam ataque militar contra Irã, diz New Yorker

:: Quem ganha com o caos criado por Israel no Líbano?

:: Por que Israel massacra civis libaneses com o consenso de Bush? O alvo é o Irã

:: Leitores elegem Estados Unidos maior ameaça à segurança do mundo

A Bíblia e a homossexualidade

O Professor James F. McGrath, da Universidade Butler, Indianápolis, e do biblioblog Exploring Our Matrix, publicou hoje em um post um significativa coleção de links sobre o tema Bíblia e homossexualidade.

Diz ele que os links apontam para textos que abordam o tema sob vários pontos de vista. E isto é importante, pois o tópico, muitas vezes, produz forte polêmica e ferrenha polarização.

Em suas palavras:
My Sunday school class has been discussing the topic of homosexuality, and we've reached the point where we are ready to take a close look at the New Testament passages that are potentially relevant to the topic. I've blogged about this subject here before, but want to offer links to web resources which reflect differing views, which can provide basis for discussion in the class.

Leiam: The Bible and Homosexuality: Resources for Sunday School discussion


Em português, podem ser lidos, além de outras fontes, dois números da revista IHU On-Line:
:: Edição 199, de 09/10/2006: Os desafios da diversidade sexual
:: Edição 253, de 07/04/2008: Uniões homoafetivas. A luta pela cidadania civil e religiosa

Jim West e a lista de discussão Biblical Studies

Jim West está convidando os interessados em estudos bíblicos para se inscreverem na lista Biblical Studies.

Esta lista discute especialmente as questões ligadas à interpretação bíblica e aos instrumentos metodológicos usados. Funciona com bom nível de discussão acadêmica desde 1999.

Os moderadores da Biblical Studies são: Niels Peter Lemche, Stephanie Louise Fisher, Emanuel Pfoh, Chris Tilling e Jim West.

As Cartas de Tell el Amarna transliteradas

O que são as Cartas de Tell el-Amarna? Veja aqui, aqui e aqui.

Diz Shlomo Izre'el em The Amarna Tablets:
"The Amarna tablets are named after the site Tell el-Amarna (in middle Egypt) where they were discovered. The first Amarna tablets were found by local inhabitants in 1887. They form the majority of the corpus. Subsequent excavations at the site have yielded less than 50 out of the 382 itemized tablets and fragments which form the Amarna corpus known to date. The majority of the Amarna tablets are letters. These letters were sent to the Egyptian Pharaohs Amenophis III and his son Akhenaten around the middle of the 14th century B.C. The correspondents were kings of Babylonia, Assyria, Hatti and Mitanni, minor kings and rulers of the Near East at that time, and vassals of the Egyptian Empire. Almost immediately following their discovery, the Amarna tablets were deciphered, studied and published. Their importance as a major source for the knowledge of the history and politics of the Ancient Near East during the 14th Century B.C. was recognized. The tablets presented several difficulties to scholars. The Amarna tablets are written in Akkadian cuneiform script and present many features which are peculiar and unknown from any other Akkadian dialect. This was most evident in the letters sent from Canaan, which were written in a mixed language (Canaanite-Akkadian). The Amarna letters from Canaan have proved to be the most important source for the study of the Canaanite dialects in the pre-Israelite period".

Continue a ler sobre esta Electronic version of the Amarna tablets.

Sobre as Cartas de Tell el-Amarna:
BRIEND, J. (org.) Israel e Judá: textos do Antigo Oriente Médio. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1997, 104 p. - ISBN 8534905908
MORAN, W. L. The Amarna Letters. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 2000, 492 p. - ISBN 9780801867156.
MORAN, W. L.; IZRE'EL, S. & HUEHNERGARD, J. (eds.) Amarna Studies: Collected Writings. Winona Lake, IN: Eisenbrauns, 2003, xxxi + 363 p. - ISBN 9781575069067. Resenha na RBL: Richard S Hess, publicada em 15/05/2004.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Pentecostalismo no Brasil: tema de capa da IHU

Pentecostalismo no Brasil. Cem anos: este é o tema de capa da edição 329 da revista IHU On-Line, publicada hoje, 17 de maio de 2010.

Diz o editorial:
"Surgido no ano de 1901, nos Estados Unidos, o pentecostalismo começou a se manifestar no Brasil, a partir de 1910, com a Igreja Congregação Cristã no Brasil. A IHU On-Line desta semana analisa esta história centenária e debate a trajetória, as marcas e os rumos das igrejas pentecostais e neopentecostais. Contribuem, neste debate, o historiador e doutor em História da Igreja, Alderi Souza de Matos, a professora da UERJ, Cecília Mariz, o sociólogo e presbítero da Assembleia de Deus Betesda, Gedeon Freire de Alencar, o jesuíta e professor da Unisinos, Inácio Spohr, o jornalista Marcos Sá Correa, a professora da Escola de Serviço Social da UFRJ, Maria das Dores Campos Machado, o professor da Umesp, Leonildo Silveira Campos, e o sociólogo Ricardo Mariano".

As 8 entrevistas:
:: Ricardo Mariano: O pentecostalismo no Brasil, cem anos depois. Uma religião dos pobres
:: Alderi Souza de Matos: Pentecostalismo: traços históricos
:: Cecília Mariz: Mais-valia: O pentecostalismo e a emancipação das mulheres
:: Gedeon Freire de Alencar: “A Teologia da Prosperidade e o neoliberalismo são irmãos siameses’’
:: Inácio Spohr: Os pentecostais e a democracia da cultura religiosa brasileira
:: Marcos Sá Correa: Uma opção de vida mais organizada para os pobres
:: Maria das Dores Campos Machado: O pentecostalismo e as mulheres
:: Leonildo Silveira Campos: IURD: teatro, templo e mercado

sábado, 15 de maio de 2010

Veja e a construção do neoliberalismo no Brasil

Veja foi indispensável para construir o neoliberalismo’, afirma pesquisadora
A professora do curso de História da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) Carla Luciana Silva passou meses dedicando-se a leitura paciente de pilhas de edições antigas da revista Veja. A análise tornou-se uma tese de doutorado, defendida na Universidade Federal Fluminense, e agora, em livro. “Veja: o indispensável partido neoliberal (1989-2002)” (Edunioeste, 2009, 258 páginas) é o registro do papel assumido pela principal revista do Grupo Abril na construção do neoliberalismo no país. A hipótese defendida pela professora Carla é que a revista atuou como agente partidário que colaborou com a construção da hegemonia neoliberal no Brasil [sublinhado meu]. Carla deixa claro que a revista não fez o trabalho sozinha, mas em consonância com outros veículos privados. Porém, teve certo protagonismo, até pelo número médio de leitores que tinha na época – 4 milhões, afirma Carla em seu livro. “A revista teve papel privilegiado na construção de consenso em torno das práticas neoliberais ao longo de toda a década. Essas práticas abrangem o campo político, mas não se restringem a ele. Dizem respeito às técnicas de gerenciamento do capital, e à construção de uma visão de mundo necessária a essas práticas, atingindo o lado mais explícito, produtivo, mas também o lado ideológico do processo”, afirma trecho do livro. A entrevista foi concedida a Lia Segre do Observatório do Direito à Comunicação e reproduzida pelo Brasil de Fato em 13/05/2010.
Fonte: Notícias: IHU On-Line - 14/05/2010

O livro está disponível para download gratuito, em formato pdf, aqui.

Schillebeeckx: um artesão da aplicação do Concílio

Edward Schillebeeckx, um teólogo para hoje
Schillebeeckx "foi um pioneiro na busca de um novo paradigma em teologia, um paradigma hermenêutico que fosse adequado ao nosso estilo de modernidade e pós-modernidade." Essa é a opinião do teólogo dominicano francês Claude Geffré, em artigo para o jornal Il Gallo, nº. 4, de maio de 2010. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Assim começa o artigo de Claude Geffré:
O teólogo dominicano Edward Schillebeeckx nos deixou no dia 23 de dezembro de 2009 aos 95 anos. Com ele, desapareceu um dos grandes teólogos católicos do século XX. Ele foi uma das testemunhas privilegiadas das expectativas da Igreja pré-conciliar, um especialista influente da obra do Vaticano II, um artesão incansável da acolhida do Concílio ao longo de todo o último terço do século XX. Como se sabe, com Yves Congar, Karl Rahner e Hans Küng, ele foi um dos fundadores, em 1965, da Revista Concilium, na qual publicou numerosos artigos que fizeram época...

Fonte: Notícias: IHU On-Line - 14/05/2010

Leia Mais:
Morreu o teólogo Edward Schillebeeckx

terça-feira, 11 de maio de 2010

Concilium reflete sobre os Pais da Igreja na AL

O fascículo 333 (2009/5) da Revista Internacional de Teologia Concilium reflete sobre os Pais da Igreja na América Latina. Organizado por Silvia Scatena, Jon Sobrino e Luiz Carlos Susin.

Diz o editorial:
... Pareceu-nos que o centenário do nascimento do "bispinho" [Dom Helder Câmara] impunha também a Concilium uma reflexão. Assim, pensamos dedicar um fascículo de 2009 a algumas grandes figuras de bispos latino-americanos da geração do concílio, de Medellín e de Puebla, não só para lembrar o papel decisivo que elas desempenharam no forjar um novo modelo episcopal e uma nova imagem de Igreja continental, mas sobretudo para procurar focalizar alguns dos nós teologicos subjacentes à sua práxis pastoral e, em certas casos, à sua entrega martirial... uma reconsideração teologicamente prudente dos legados peculiares de algumas grandes figuras de "bispos proféticos"...


Sumário

Editorial
Os Pais da Igreja na América Latina

Parte I - Artigos1. José COMBLIN - Os Santos Pais da América Latina
2. Gustavo GUTIÉRREZ - "Se fôssemos índios... ": Bartolomé de Las Casas
3. José Oscar BEOZZO - Magistério coletivo no Episcopado latino-americano e caribenho
4. Luiz Carlos Luz MARQUES - Helder Pessoa Câmara, bispo para o mundo
5. Giancarlo COLLET - Leónidas Proaño - Bispo dos índios
6. Alicia Puente LUTTEROTH - Sergio Méndez Arceo, um caminho episcopal de conversão permanente
7. Tânia Maria Couto MAIA - D. Aloísio Lorscheider: o "bispo-pastor"
8. Jon SOBRINO - Com Dom Romero Deus passou por El Salvador
9. Ana Maria BIDEGAIN/Maria Clara BINGEMER - A matrística latino-americana começa a ser reconhecida?
10. Elmar KLINGER - Os Pais da Igreja universal na América Latina

Parte II - Forum Teológico
(4 artigos com diversos temas)

Leia Mais:
Os ‘Padres da Igreja na América Latina’ segundo Concilium: Mestres na Fé, Profetas e Mártires - Notícias: IHU On-Line - 26/01/2010

sábado, 8 de maio de 2010

Enquete sobre Jonas

Coloquei uma enquete (poll) sobre o livro de Jonas - escolhido para o Mês da Bíblia de 2010 - aqui.

Faça uma visita à página e vote.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Resenhas na RBL: 06.05.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Bogdan Gabriel Bucur
Angelomorphic Pneumatology: Clement of Alexandria and Other Early Christian Witnesses
Reviewed by James F. McGrath

David Flusser
Judaism of the Second Temple Period: Volume 2: The Jewish Sages and Their Literature
Reviewed by Peter J. Tomson

Florentino García Martínez, ed.
Echoes from the Caves: Qumran and the New Testament
Reviewed by Anders Klostergaard Petersen

Mark K. George
Israel's Tabernacle as Social Space
Reviewed by Frank H. Polak

Thomas J. King
The Realignment of the Priestly Literature: The Priestly Narrative in Genesis and Its Relation to Priestly Legislation and the Holiness School
Reviewed by Bill T. Arnold

Nancy C. Lee and Carleen Mandolfo, eds.
Lamentations in Ancient and Contemporary Cultural Contexts
Reviewed by Douglas Watson

Henri de Lubac
Medieval Exegesis, Volume 3: The Four Senses of Scripture
Reviewed by John F. A. Sawyer

Samuel A. Meier
Themes and Transformations in Old Testament Prophecy
Reviewed by David G. Firth

John H. Walton, ed.
Zondervan Illustrated Bible Backgrounds Commentary: Old Testament (5 vols.)
Reviewed by Trent C. Butler

David Wardle
Cicero: On Divination Book 1
Reviewed by Stephen Bedard

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL: 29.04.2010

As seguintes resenhas foram recentemente (ou quase) publicadas pela Review of Biblical Literature:

Paul N. Anderson, Felix Just, S.J., and Tom Thatcher, eds.
John, Jesus, and History, Volume 2: Aspects of Historicity in the Fourth Gospel
Reviewed by Tobias Hagerland

John Bodel and Saul M. Olyan, eds.
Household and Family Religion in Antiquity
Reviewed by Jason Lamoreaux

Jochen Flebbe
Solus Deus: Untersuchungen zur Rede von Gott im Brief des Paulus an die Römer
Reviewed by Wayne Coppins

George Kwame Agyei Bonnah
The Holy Spirit: A Narrative Factor in the Acts of the Apostles
Reviewed by Joshua Mann

Nancy C. Lee and Carleen Mandolfo, eds.
Lamentations in Ancient and Contemporary Cultural Contexts
Reviewed by Elizabeth Boase

George W. E. Nickelsburg and Michael E. Stone, eds.
Early Judaism: Text and Documents on Faith and Piety
Reviewed by Gerbern Oegema

Gail R. O'Day and David L. Petersen, eds.
Theological Bible Commentary
Reviewed by Harold W. Attridge

Dorothy M. Peters
Noah Traditions in the Dead Sea Scrolls: Conversations and Controversies of Antiquity
Reviewed by Claudia D. Bergmann

Baruch J. Schwartz, David P. Wright, Jeffrey Stackert, and Naphtali S. Meshel, eds.
Perspectives on Purity and Purification in the Bible
Reviewed by Jonathan D. Lawrence

Ben Witherington III
New Testament Rhetoric: An Introductory Guide to the Art of Persuasion in and of the New Testament
Reviewed by InHee Cho

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Mês da Bíblia 2010: o livro de Jonas

Setembro é o Mês da Bíblia [para os católicos - para os evangélicos o Dia da Bíblia é, no Brasil, o segundo domingo de dezembro].

Atualização: Confira o Mês da Bíblia 2011.

O Mês da Bíblia surgiu há 39 anos [1971] por ocasião do 50º aniversário da Arquidiocese de Belo Horizonte. Desde então tem destacado a importância da leitura, do estudo e da contemplação das Sagradas Escrituras. Na verdade, o Mês da Bíblia contribuiu muito para o desenvolvimento da Pastoral Bíblica no âmbito paroquial e diocesano (...) A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, juntamente com as Instituições Bíblicas (...) propõe para o ano de 2010, no mês da Bíblia, o estudo e a meditação do Livro de Jonas com destaque para a evangelização e a missão na cidade (por Dom Eugênio Rixen Bispo de Goiás - GO - Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética - CNBB)

Bibliografia sobre Jonas

:: BALANCIN, E. M.; STORNIOLO, I. Como ler o livro de Jonas: Deus não conhece fronteiras. 3. ed. São Paulo: Paulus, 1991, 40 p. - ISBN 8534926085
O objetivo do livro de Jonas é ilustrar o tema da misericórdia de Javé, mostrando que ele não é um Deus nacional, mas o Deus de toda a humanidade também é um Deus imprevisível que muda suas decisões a partir das decisões do próprio homem. Acima de tudo, ele é o Deus da vida e quer que todos se convertam para ter vida. Ivo Storniolo faleceu em 2008.

:: Centro Bíblico Verbo Levanta-te e vai à grande cidade: Entendendo o livro de Jonas. São Paulo: Paulus, 2010, 128 p. - ISBN 9788534926362
O livro de Jonas é uma história para instruir e formar a leitora e o leitor sobre a necessidade de romper com uma visão nacionalista e excludente. Jonas é enviado a Nínive, mas recusa a sua missão. No entanto, Javé o coloca novamente a caminho de Nínive. Contra a sua vontade, ele prega a destruição para a cidade. A população acolhe o anúncio e se converte. E Deus se compadece, provocando a ira de Jonas. O livro Levanta-te e vai à grande cidade é uma ironia contra uma corrente judaica que acreditava que o povo judeu era o único povo eleito e os estrangeiros eram considerados impuros.

:: HANDY, L. K. Jonah's World: Social Science and the Reading of Prophetic Story. London: Equinox Publishing, 2008, xvi + 214 p. - ISBN 9781845531249
This work sets out the background world for the story of Jonah. Accepting the biblical book as a fictitious short story based on "real world" locations, the volume uses social science approaches to describe the imaginative world in which the action takes place. Since the story uses real places and recognizable persons to weave the narrative, at least three levels of perception are considered: the "real" world behind the book's references; the social and ideological constructs of the world; the imaginative world of the story itself. All of these are connected by and through the scribal author of the story. Leia resenha publicada na RBL aqui.

:: KILPP, N. Jonas. São Paulo: Loyola, 2008, 120 p. - ISBN 9788515035472
Este livro desafia os leitores e as leitoras a irem além da famosa "história da baleia" e a participarem do processo de conversão de um homem que considerava Deus propriedade exclusiva do seu povo. Mostra que a mensagem bíblica ensina a valorizar a expressão de fé de outras pessoas e a admirar a abrangência da atuação misericordiosa de Deus. Nelson Kilpp é pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil-IECLB. Doutorou-se em Marburg, na Alemanha, na área de Antigo Testamento. É professor na Escola Superior de Teologia, de São Leopoldo - RS.

:: LOPES, M. O livro de Jonas: Uma história de desencontro entre um profeta zangado e um Deus brincalhão. São Paulo: Paulus, 2010, 72 p. - ISBN 9788534931885
Os livros de Jonas, Rute, Cântico dos Cânticos e as coleções mais recentes do livro dos Provérbios (Pr 1-9 e 31) fazem parte de uma tendência sapiencial profética criada pelos pobres, no pós-exílio. Essa tendência contou com a participação de mulheres contadoras de histórias, contadas no espaço da casa, ambiente onde as mulheres redefiniam sua realidade, confrontando-se com o sistema social e religioso da época, nas pequenas situações do seu cotidiano. O livro de Jonas é uma dessas histórias nascidas no meio dos pobres. Ela mistura e combina muito bem fábulas e realidade. Com essa estratégia, busca reagir ao nacionalismo religioso e exclusivista de Neemias e Esdras, cujo projeto de reconstrução estava baseado em um tripé centralizador: a lei, a raça e o templo. Então, o livro de Jonas reage a esse projeto de maneira muito bem-humorada, mostrando como era ridículo o fechamento do profeta Jonas e como era ampla e misericordiosa a atitude de Javé diante dos estrangeiros.

:: MESTERS, C.; OROFINO, F. A parábola de Jonas. São Leopoldo: CEBI, 2010, 36 p. - ISBN 9788577330935
Pequeno livreto de bolso com cinco círculos bíblicos, este é um livro sobre um espelho, ou nas palavras dos autores, "no espelho da novela de Jonas, vejo o que acontece comigo". Os autores, Carlos Mesters e Francisco Orofino, procuraram capturar a ironia do texto e, habilmente construíram um conjunto de encontros bíblicos que contribui para o estudo do livro bíblico de Jonas no mês da Bíblia católico.

:: SAB Levanta-te, vai à grande cidade (Jn 1,2): Introdução ao estudo do profeta Jonas. São Paulo: Paulinas, 2010, 48 p.
Este opúsculo apresenta quatro roteiros para encontros de reflexão sobre Jonas, livro profético do Antigo Testamento, escolhido para o aprofundamento no Mês da Bíblia deste ano de 2010. Os encontros abordam aspectos significativos do livro de Jonas: o chamado e a fuga de Jonas; três dias de retiro de Jonas; levanta-te e vai à grande cidade; Deus rico em misericórdia. No final do livro, encontra-se uma sugestão para uma celebração intitulada Anúncio profético: sinal de conversão na cidade e no sertão.


:: SASSON, J. M. Jonah. New Haven, CT: Yale University Press, 1995, 384 p. - ISBN 9780300139709
Were Jonah's experiences true to the history of ancient Israel? Were they meant to be read comically, philosophically, allegorically, symbolically, or realistically? And is God godly when acting beyond the comprehension of prophets, let alone ordinary human beings? These issues, and many more, are thoughtfully considered in this meticulously detailed and insightful translation of the original Hebrew text of Jonah as created by Jewish authorities during the second half of the first millennium B.C.E. In these profound and enduring tales, realistic events and miraculous incidents merge, and we never have to wait long to witness the power of God's love or wrath. One of the twelve prophets, Jonah faced more challenges in a short span of time than any other biblical hero. He went to sea and nearly drowned in the belly of a great fish. On land, Jonah journeyed east to Nineveh, where his mission was to spread the word of God in a city plagued by evil. He was tested by God at every turn. But even during his darkest hours, his faith never wavered and through all the tumult, he always listened for the comforting voice of the Lord. Author Jack M. Sasson employs the very latest information in biblical scholarship to interpret the many nuances in Jonah's seemingly simple story. Providing Greek, Hebrew, Latin, Aramaic, and, occasionally, Syriac and Arabic translations, this work is an exciting addition to the world-acclaimed Anchor Yale Bible Commentaries.

:: SCHÖKEL, L. A.; SICRE DIAZ, J. L. Profetas II. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2002, p. 1037-1062. - ISBN 8534919917
Este comentário do espanhol Luis Alonso Schökel, um dos maiores mestres da exegese veterotestamentária contemporânea, professor do Pontifício Instituto Bíblico, Roma, falecido em 1998, e de José Luís Sicre Diaz, também espanhol, se caracteriza pelo maior respeito e atenção para com o texto original, pela abundância de análises literárias e pela densidade da análise teológica.


:: SHERWOOD, Y. A Biblical Text and Its Afterlives: The Survival of Jonah in Western Culture. Cambridge: Cambridge University Press, 2000, xii + 321 p. - ISBN 9780521795616
A Biblical Text and Its Afterlives is surely one of the most erudite, compelling, and well-written books of the most recent generation of biblical scholarship. [Yvonne] Sherwood combines a solid grounding in biblical studies and the history of interpretation, a sophisticated knowledge of the literature of cultural studies and literary theory, and an underlying commitment to the ethical and moral demands of reading. And mediating it all is the author's distinctive prose style - Trecho da resenha de Tod Linafelt, publicada na RBL em 09/10/2004.

Atualização: 31/08/2010 - 17h35
Mês da Bíblia: textos apresentados pelos alunos

Leia Mais:
Na semana passada ouvi a pergunta: como surgiu o Mês da Bíblia?

Hans Küng e a crítica à Igreja

''Não se pode condenar os padres e a Igreja como um todo'', afirma Hans Küng
O teólogo crítico do Vaticano Hans Küng alertou contra condenações da Igreja e de seus padres "como um todo" na atual tempestade das acusações de abusos sexuais. "Seria uma péssima generalização colocar todo o clero e toda a Igreja Católica sob suspeita", disse o padre católico em entrevista à revista The European, de Berlim, publicada no dia 27 de abril. A reportagem é do sítio da revista Insights, da Uniting Church in Australia, 04/05/2010...

Fonte: Notícias - IHU On-Line: 07.05.2010


Leia Mais:
Pedofilia: desejo e perversão

Comissão [da CNBB] vai definir orientações para evitar pedofilia na Igreja, diz arcebispo

terça-feira, 4 de maio de 2010

O discurso socioantropológico: bibliografia atualizada

Um dos artigos mais acessados em minha página, segundo o Google Analytics, é O Discurso Socioantropológico: Origem e Desenvolvimento.

Seu objetivo é esboçar um panorama da origem e do desenvolvimento de duas ciências sociais que estão sendo hoje muito utilizadas na leitura da Bíblia. Trata-se da Sociologia e da Antropologia Cultural ou Social, somadas no discurso que caracterizamos como Socioantropológico. Em inglês, a terminologia comumente utilizada é “Social-Scientific Criticism”.

A bibliografia, no final do artigo, foi atualizada hoje. O texto pode parecer meio "esquisito", pois as notas de rodapé permanecem em sua forma e edições antigas, enquanto a bibliografia final indica as edições mais recentes das obras citadas.

Este texto fornece a base teórica para a leitura de outros dois:
. Leitura Socioantropológica da Bíblia Hebraica
. Leitura Socioantropológica do Novo Testamento

Lembro aos interessados que estes três textos estão também, em um único capítulo, em um livro do Cássio Murilo Dias da Silva, com o qual contribuí:

Leitura Sócio-Antropológica, em DIAS DA SILVA, C. M. com a colaboração de especialistas, Metodologia de Exegese Bíblica. São Paulo: Paulinas, 2000 [3. ed.: 2009], p. 355-450.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Sociólogo analisa Igreja Universal

O Professor Dr. Ricardo Mariano, sociólogo, em artigo publicado na Folha de S. Paulo de 02/05/2010, analisa a expansão da Igreja Universal do Reino de Deus. Além de descrever sua estrutura e estratégia atuais, mostra possíveis tendências para o futuro desta igreja.

Leia: Império Universal

Um trecho:
Comandada sempre por dirigentes brasileiros, sua expansão, no país e no exterior, apoia-se numa gestão eclesiástica centralizada e arrojada, num mix de racionalismo empresarial com arcaísmo mágico. Baseia-se também no controle de uma voraz máquina de arrecadação legitimada pela Teologia da Prosperidade, no evangelismo eletrônico, numa combatividade induzida por doutrinas da guerra espiritual e na oferta sistemática de mensagens e serviços mágico-religiosos adaptados ao contexto local e às demandas materiais e de atribuição de sentido de seus distintos públicos-alvo. Nos templos, tece redes de sociabilidade, oferece apoio emocional, terapêutico e assistencial a fiéis e virtuais adeptos. E, diuturnamente, lhes promete prosperidade, libertação do sofrimento e solução divina para seus males afetivos, psíquicos, familiares, financeiros e de saúde, acalentando esperanças de ascensão social. De modo obsessivo, aciona, a todo instante, discursos persecutórios e agonísticos referentes a discriminações e perseguições supostamente efetuadas por forças espirituais e agentes terrenos demoníacos contra a igreja e seus líderes, para desancar a concorrência e mobilizar os fiéis. Assim, tenta desqualificar as acusações externas, reforçar sua união, engajá-los na "obra" e enredá-los numa identidade religiosa sectária em prol dos interesses institucionais da denominação. Resultado: em 2000, a Universal já estava em cerca de 80 países. Hoje, informa estar em 172. No conjunto, seu êxito no exterior é extraordinário. Sua atuação, porém, é rarefeita em muitos deles, sobretudo em países da Ásia, do Oriente Médio e da África com baixa presença cristã e com ampla maioria budista, hindu, judaica e muçulmana. Nessas regiões, enfrenta árduas barreiras, como elevadas distâncias culturais e linguísticas, resistências fundamentalistas, restrições jurídicas e políticas à liberdade religiosa, ao pluralismo religioso, ao proselitismo e ao uso da mídia eletrônica. O portal Arca Universal acusa o golpe...

E o futuro? Ele diz:
Embora a marcha global da Igreja Universal esteja só no começo, certas tendências podem ser entrevistas (...) Na hipótese de ocorrer uma rápida redução do número de novas adesões, a Universal se verá pressionada a efetuar mudanças em seu "modus operandi". Terá de equilibrar seu atual evangelismo de massas, focado na oferta de soluções mágicas pontuais e imediatistas, com a adoção de um modelo de associação religiosa mais comunitário, baseado em compromissos de longo prazo e na promessa enfática de salvação extramundana. Estes recursos são cruciais para reter duradouramente os fiéis, reduzir a clientela flutuante e torná-la uma igreja cristã mais convencional. Algo que, no alto de sua triunfante expansão global, ela não pretende ser.

Leia o texto completo.

Fonte: Notícias: IHU On-Line: 02/05/2010


Quem é Ricardo Mariano?
Informações colhidas em seu Currículo Lattes, em texto informado pelo autor, com última atualização em 17/04/2010:
Ricardo Mariano é doutor em sociologia pela Universidade de São Paulo, professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da PUCRS e pesquisador do CNPq. Realiza pesquisas na área de sociologia da religião, focando especialmente o movimento pentecostal no Brasil. Entre outras temáticas, pesquisou a corrente neopentecostal, sobre a qual publicou o livro Neopentecostais: Sociologia do novo pentecostalismo no Brasil (Edições Loyola), o crescimento pentecostal no país, a reação dos evangélicos ao Novo Código Civil, a demonização pentecostal dos cultos afro-brasileiros, a Teologia da Prosperidade. Atualmente desenvolve pesquisa sobre a atuação política dos evangélicos.

O livro citado: MARIANO, R. Neopentecostais: Sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Loyola, 1999, 248 p. - ISBN 9788515019106

Leia Mais:
O crescimento dos evangélicos no Brasil
- Observatório Bíblico: 26/04/2010
'Milagres' e milhões. A ascensão meteórica da Igreja Mundial do Poder de Deus - Notícias - IHU On-Line: 28/03/2010
‘O dinheiro é o sangue da Igreja’. Entrevista especial com Ricardo Mariano - Notícias - IHU On-Line: 01/09/2009

Twitter na Biblioteca do Congresso dos EUA

A lógica do Twitter

Os usuários do Twitter atualmente transmitem cerca de 55 milhões de tweets por dia. Em apenas quatro anos, foram acumuladas cerca de 10 bilhões dessas mensagens breves. Algumas são pura baboseira. Mas, reunidas, elas provavelmente serão de valor considerável para futuros historiadores. Elas contêm mais observações, registradas na mesma época por mais pessoas, do que jamais foi preservado em qualquer meio. “O Twitter representa dezenas de milhões de usuários ativos. Não existe arquivo com dezenas de milhões de diários”, disse Daniel J. Cohen, um professor associado de história da Universidade George Mason e co-autor de um livro de 2006, “Digital History”. Além disso, ele disse: “O Twitter representa o momento, é onde as pessoas são mais honestas”. No mês passado, o Twitter anunciou que doaria seu arquivo de mensagens públicas para a Biblioteca do Congresso, assim como forneceria atualizações contínuas. Vários historiadores disseram que a herança tem um tremendo potencial...

Leia o texto completo. E leia os comentários, para ver como a notícia gerou controvérsia. O Twitter é isso mesmo ou não?

Fonte: Luis Nassif Online: A lógica do Twitter, por Gilberto Marotta: 02/05/2010


Leia Mais:
Biblioteca do Congresso dos EUA arquivará mensagens do Twitter
- Folha Online: 14/04/2010 - 15h55
A Biblioteca do Congresso dos EUA, em Washington, anunciou que arquivará todas as mensagens públicas postadas no Twitter desde o início do serviço de microblog, em março de 2006. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (14).
Os tuítes ficarão arquivados digitalmente nos servidores da instituição. O anúncio foi feito primeiramente no
perfil da biblioteca no Twitter e, depois, no blog oficial...

When History Is Compiled 140 Characters at a Time - The New York Times: by Randall Stross, published April 30, 2010 [texto original publicado pelo New York Times]
Twitter users now broadcast about 55 million Tweets a day. In just four years, about 10 billion of these brief messages have accumulated (...) Last month, Twitter announced that it would donate its archive of public messages to the Library of Congress, and supply it with continuous updates. Several historians said the bequest had tremendous potential...

Tweet Preservation - Twitter Blog: April 14, 2010
The Library of Congress is the oldest federal cultural institution in the United States and it is the largest library in the world. The Library's primary mission is research and it receives copies of every book, pamphlet, map, print, and piece of music registered in the United States. Recently, the Library of Congress signaled to us that the public tweets we have all been creating over the years are important and worthy of preservation...

e o futuro da sua história? dia a dia, bit a bit - Blog do Silvio Meira: 04/04/2010
... no mundo digital, na sociedade da informação, onde não se manda mais cartas “físicas” –a última que mandei não chegou ao destinatário-, há um número de riscos bem claros de muito pouca informação sobreviver aos seus criadores, a menos que estejam a cargo de alguma instituição. não se trata só das contas e repositórios correspondentes nas redes sociais e blogs, que se tornarão inativas e que serão removidas, por não estarem sendo utilizadas vários anos depois da morte de seus autores. trata-se da morte, propriamente dita, de tais repositórios: num crime contra a a história da informação (...) como a maioria dos mortais, mas em um outro nível de competência, a british library está preocupada com a sobrevivência das coleções digitais pessoais, e uma de suas ações nesta direção é o digital lives research project...

Migrando o blog publicado via FTP após 1 de maio

A migração ainda é possível após 1 de maio...

Como planejado pelo Blogger, o suporte às publicações de blogs via FTP terminou no dia 1 de maio.

Mas, para quem, por alguma razão, não fez, dentro do prazo, a migração de seu blog, a Ferramenta de Migração de FTP foi modificada de modo a permitir ainda, embora de modo um pouco diferente, a migração.

Para informações completas leia o post Migrating off of FTP after May 1, publicado ontem, dia 2, no Blogger FTP Info.

sábado, 1 de maio de 2010

Biblioblog Top 50 - Abril de 2010

Esta é a lista dos 50 biblioblogs mais frequentados no mês de abril de 2010:

The Misogynist BiblioBlog Rankings for April 2010 … (More Cowbell Edition)

Publicada por Jeremy Thompson em Free Old Testament Audio Website Blog.

Apesar de todas as controvérsias.

Observatório Bíblico, como sempre, (ainda) está lá...

Listas de Biblioblogs? Aqui.

BiblioblogNED Top 30 - Abril de 2010

Para os biblioblogs em neerlandês, veja a lista BiblioblogNED Top 30 - Abril de 2010.

O que é o BiblioblogNED?

Leia:
BiblioblogNED: uma rede de biblioblogs em holandês

Resenhas na RBL: 23.04.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Frank Eibisch
Dein Glaube hat dir geholfen: Heilungsgeschichten des Markusevangeliums als paradigmatische Erzählungen und ihre Bedeutung für diakonisches Handeln
Reviewed by Wilhelm Pratscher

David L. Baker
Tight Fists or Open Hands? Wealth and Poverty in Old Testament Law
Reviewed by Timothy Sandoval

Hans M. Barstad
History and the Hebrew Bible: Studies in Ancient Israelite and Ancient Near Eastern Historiography
Reviewed by Jeremy Hutton

Carol M. Bechtel, eds.
Touching the Altar: The Old Testament for Christian Worship
Reviewed by Tony Costa

R. Scott Chalmers
The Struggle of Yahweh and El for Hosea's Israel
Reviewed by Markus Saur

James H. Charlesworth and Petr Pokorný, eds.
Jesus Research: An International Perspective
Reviewed by Peder Borgen

Lowell K. Handy, ed.
Psalm 29 through Time and Tradition
Reviewed by Gert Prinsloo

Hannah Harrington
The Purity Texts
Reviewed by Eric F. Mason

Giulio Maspero
Trinity and Man: Gregory of Nyssa's Ad Ablabium
Reviewed by Ilaria Ramelli

Herbert Schmid
Die Eucharistie ist Jesus: Anfänge einer Theorie des Sakraments im koptischen Philippusevangelium (NHC 113)
Reviewed by Riemer Roukema

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog