sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Livros de Collins e Boccaccini publicados pela Paulus

Dois importantes livros na área bíblica foram traduzidos para o português e recentemente publicados pela Paulus. Até onde sei, Gabriele Boccaccini jamais fora traduzido por aqui. Acho que John Collins também não.

Cito originais e traduções:

COLLINS, J. J. The Apocalyptic Imagination. An Introduction to Jewish Apocalyptic Literature. 2. ed. Grand Rapids, MI/Cambridge, U.K.: Eerdmans, 1998, xiii + 337 p. - ISBN 9780802843715.

The Apocalyptic Imagination by John Collins, professor of Hebrew Bible at the University of Chicago Divinity School, is one of the most widely praised studies of Jewish apocalyptic literature ever written. This second edition of Collin's study represents a complete updating and rewriting of the original work published by Crossroad in 1984. The author discuss apocalypse as a literary genre, explore the phenomenon and function of apocalypticism in the ancient world, study a wide range of individual apocalyptic texts, and examine the apocalyptic character of early Christianity. Especially noteworthy is the chapter on the Dead Sea Scrolls.


COLLINS, J. J. A imaginação apocalíptica: Uma introdução à literatura apocalíptica judaica. São Paulo: Paulus, 2010, 480 p. - ISBN 9788534932448.

A imaginação apocalíptica, de John Collins, é um dos mais amplamente elogiados estudos de literatura apocalíptica judaica jamais escrito. E esta segunda edição [1. edição: 1984; 2. edição: 1998] do estudo de Collins representa uma atualização e uma reescrita completas da obra original. Especialmente digno de nota é o capítulo sobre os Manuscritos do Mar Morto, que agora considera todos os textos recentemente publicados. Outros capítulos discutem a apocalíptica como um gênero literário, exploram o fenômeno e a função da apocalíptica no mundo antigo, estudam uma ampla gama de textos apocalípticos individuais e examinam o caráter apocalíptico do cristianismo primitivo.


BOCCACCINI, G. Beyond the Essene Hypothesis: The Parting of the Ways between Qumran and Enochic Judaism. Grand Rapids, MI/Cambridge, UK: Eerdmans, 1998, 230 p. - ISBN 9780802843609.

This volume offers a provocative new view of the ideology of the Qumran sect, the ancient desert community closely related to the Dead Sea Scrolls. Grabriele Boccaccini moves beyond the Essene hypothesis and posits a unique relationship between what he terms "Enochic Judaism" and the group traditionally know as the Essenes. Boccaccini argues that the literature of Qumran betrays the core of an ancient and distinct variety of Second Temple Judaism. Tracing the development of this tradition, Boccaccini shows that the Essene community at Qumran was really the offspring of the Enochic party, which in turn contributed to the birth of parties led by John the Baptist and Jesus.


BOCCACCINI, G. Além da hipótese essênia: A separação entre Qumran e o judaísmo enóquico. São Paulo: Paulus, 2010, 280 p. - ISBN 9788534932356.

Gabriele Boccaccini se move para além da hipótese essênia e postula uma relação única entre o que ele denomina “judaísmo enóquico” e o grupo tradicionalmente conhecido como os essênios. Construindo sua tese em cima do que os relatos históricos nos dizem sobre os essênios e a partir de uma análise sistemática dos documentos encontrados em Qumran, Boccaccini argumenta que a literatura revela o núcleo de uma variedade antiga e distinta de judaísmo do segundo templo. Seguindo o desenvolvimento dessa tradição, Boccaccini mostra que a comunidade essênia em Qumran era realmente o produto do partido enóquico, que, por sua vez, contribuiu para o nascimento dos grupos conduzidos por João Batista e por Jesus. Uma resenha publicada na RBL pode ser lida aqui.


Leia Mais:
Apocalíptica: Busca de um Tempo sem Fronteiras
Os Essênios: a Racionalização da Solidariedade

Resenhas na RBL: 30.12.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:


Alejandro F. Botta and Pablo R. Andiñach, eds.
The Bible and the Hermeneutics of Liberation
Reviewed by Jeremy Punt

François Bovon
New Testament and Christian Apocrypha: Collected Studies II
Reviewed by Christopher R. Matthews

Athalya Brenner, Archie Chi Chung Lee, and Gale A. Yee, eds.
Genesis
Reviewed by John Anderson

Gregg Gardner and Kevin L. Osterloh, eds.
Antiquity in Antiquity: Jewish and Christian Pasts in the Greco-Roman World
Reviewed by Matthew W. Mitchell

E. Grypeou and H. Spurling, eds.
The Exegetical Encounter between Jews and Christians in Late Antiquity
Reviewed by Judith M. Lieu

Olav Hammer, ed.
Alternative Christs
httReviewed by Brent Landau

Thomas Holsinger-Friesen
Irenaeus and Genesis: A Study of Competition in Early Christian Hermeneutics
Reviewed by Ludger Schwienhorst-Schönberger

Aren M. Maeir and Pierre de Miroschedji, eds.
"I Will Speak the Riddles of Ancient Times": Archaeological and Historical Studies in Honor of Amihai Mazar on the Occasion of His Sixtieth Birthday
Reviewed by Gilbert Lozano

Hilary Marlow
Biblical Prophets and Contemporary Environmental Ethics
Reviewed by Norman Habel

Steven L. McKenzie
Introduction to the Historical Books: Strategies for Reading
Reviewed by Patrick Russell

Juha Pakkala and Martti Nissinen, eds.
Houses Full of All Good Things: Essays in Memory of Timo Veijola
Reviewed by Carly Crouch

Lorenzo Scornaienchi
Sarx und Soma bei Paulus: Der Mensch zwischen Destruktivität und Konstruktivität
Reviewed by Christof Landmesser

Mark S. Smith
God in Translation: Deities in Cross-Cultural Discourse in the Biblical World
Reviewed by Christopher B. Hays

Peter S. Williamson
Ephesians
Reviewed by Markus Lang

Joel Willitts
Matthew's Messianic Shepherd-King: In Search of 'The Lost Sheep of the House of Israel'
Reviewed by Don Garlington

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Apocalíptica: bibliografia foi atualizada

A bibliografia de meu artigo Apocalíptica: Busca de um Tempo sem Fronteiras foi atualizada em 29 de dezembro de 2010.

Confira.

Resenhas na RBL: 24.12.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Mark Andrew Brighton
The Sicarii in Josephus's Judean War: Rhetorical Analysis and Historical Observations
Reviewed by Shayna Sheinfeld

Colleen M. Conway
Behold the Man: Jesus and Greco-Roman Masculinity
Reviewed by Ronald R. Clark

Thomas B. Dozeman
Exodus
Reviewed by Wolfgang Oswald

Benjamin H. Dunning
Aliens and Sojourners: Self as Other in Early Christianity
Reviewed by Judith Lieu

Troels Engberg-Pedersen
Cosmology and Self in the Apostle Paul: The Material Spirit
Reviewed by L. Ann Jervis

Hermann Gunkel; K. C. Hanson, ed.
Israel and Babylon: The Babylonian Influence on Israelite Religion
Reviewed by Michael S. Moore

Bruce Hansen
'All of You Are One': The Social Vision of Galatians 3.28, 1 Corinthians 12.13 and Colossians 3.11
Reviewed by Kobus Kok

William H. Jennings
Storms over Genesis: Biblical Battleground in America's Wars of Religion
Reviewed by Phillip Michael Sherman

Isaac Kalimi
The Retelling of Chronicles in Jewish Tradition and Literature: A Historical Journey
Reviewed by Rivka Ulmer

Kirsten Nielsen, ed.
Receptions and Transformations of the Bible
Reviewed by Donatella Scaiola

Rodrigo F. de Sousa
Eschatology and Messianism in LXX Isaiah 1-12
Reviewed by Tyler Mayfield

Jerry L. Sumney
The Bible: An Introduction
Reviewed by Gail Streete

Anthony C. Thiselton
The Living Paul: An Introduction to the Apostle's Life and Thought
Reviewed by Stephan Joubert
Reviewed by H. H. Drake Williams III

Richard Valantasis
The Making of the Self: Ancient and Modern Asceticism
Reviewed by Andrew T. Lincoln

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Online: Anais dos três últimos Congressos da SOTER

Confira na revista Ciberteologia, na seção de Livros Digitais. Formato pdf.

O que é a revista Ciberteologia? Veja aqui.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Natal

Dois antropólogos italianos falam sobre nossas festas de dezembro.

Marino Niola, da Università degli Studi Suor Orsola Benincasa, Napoli, em artigo publicado no jornal La Repubblica em 20/12/2010.

E Augusto S. Cacopardo, da Università di Firenze, que publicou recentemente um livro sobre as festas de inverno no Hindu Kush, entre o Afeganistão e a Caxemira.

Natale nel Kashmir: ecco le origini pagane di Gesù Bambino
Per ritrovare l´origine del Natale bisogna andare sugli altipiani dell´Hindu Kush, tra Afghanistan e Kashmir. Dove vivono gli ultimi pagani. Sono i fieri Kalasha, gelosi custodi delle loro remotissime tradizioni indoeuropee. Questi uomini che sapevano d´antico già nel 330 avanti Cristo, quando Alessandro Magno li incontrò durante la sua marcia verso Jelalabad, ci rivelano le radici della nostra storia e della nostra religione. Il loro grandioso rito solstiziale d´inverno, dodici giorni che iniziano con la discesa del dio tra gli uomini e si concludono con l´inizio del nuovo anno, è infatti l´archeologia vivente della natività. A dirlo è l´antropologo Augusto Cacopardo in un libro appena uscito per l´editore Sellerio. Il titolo, più che eloquente, è Natale pagano (Sellerio, pp. 476, euro 20). Argomento è la millenaria gestazione di una festa che non sarebbe stata inventata dal cristianesimo ma comincia molto prima. In realtà sono stati in molti a sostenere che la madre di tutte le festività dell´Occidente nasce da antichi riti agrari e astronomici precristiani. Come quelli dell´Atene di Pericle, culla della democrazia occidentale, dove nell´ultima decade di dicembre si addobbava un albero sempreverde con coppe e otri in onore di Dioniso, il dio del vino che offre in pasto il suo corpo e il suo sangue. Mentre a Roma, sempre in dicembre, durante i Saturnali si ornavano le case con abeti e altri alberi perenni, simboli della vita che continua. Il tutto culminava nella festa di Mitra, il dio solare nato in una grotta e rappresentato come un bambino risplendente di luce. La sua nascita coincideva con il solstizio d´inverno, quando le giornate cominciano ad allungarsi e il sole ha il sopravvento sulle tenebre. Stessa cosa facevano i Celti dell´Europa del Nord che nello stesso periodo offrivano alle divinità della luce composizioni di vischio e rami di abete. Il libro di Cacopardo aggiunge a queste ipotesi storiche una prova vivente. I Kalasha, che hanno resistito a ogni tentativo di cristianizzazione e di islamizzazione, continuano infatti a professare una religione sorprendentemente simile a quella dell´antichità. Questi montanari variopinti che Fosco Maraini trovava più antichi che esotici, appaiono come l´eco presente di un tempo lontanissimo, il riverbero di un passato remoto miracolosamente conservato in una bolla della storia. Sospesa a duemila metri sulle alture rarefatte di Birir, a due passi dai teatri di guerra dell´Afghanistan. Questi portatori sani di un´origine altrove scomparsa ci fanno toccare con mano lo spirito della religione prima dell´arrivo dei monoteismi. E soprattutto ritrovare il politeismo degli antichi popoli indoeuropei, spesso ancora presente sotto traccia nel nostro folklore. E perfino nelle nostre grandi solennità religiose. La grandiosa festa del solstizio d´inverno, che i Kalasha chiamano Chaumos, è a tutti gli effetti un natale prima del Natale. È la matrice ideale della nostra notte incantata. Con il dio luminoso Indr - parente stretto di Indro, nome locale dell´arcobaleno, nonché di Indra, signore della folgore nel pantheon induista - che discende a visitare gli uomini nel periodo più buio dell´anno e dispensa loro la sua energia come un dono benefico. Se si aggiungono i rami di vischio, le abbuffate rituali di lenticchie di montagna, la notte di vigilia in attesa dell´avvento del dio, i doni ai bambini e i fuochi che rischiarano la notte innevata, gli ingredienti del nostro Natale ci sono tutti. A parte "Jingle Bells". Ma non è poi così grave. Non sarebbe Gesù bambino a fare il Natale, dunque, ma il natale a fare Gesù bambino. Sembra questo il messaggio degli ultimi pagani. Che pare fatto apposta per dar ragione a Sant´Agostino il quale diffidava i cristiani dal celebrare il sole a dicembre perché era roba da idolatri. O a quei sacerdoti francesi che, alla fine degli anni Cinquanta, bruciarono il fantoccio di Babbo Natale sul sagrato della cattedrale di Digione considerandolo un simbolo perverso di paganesimo e al tempo stesso di consumismo. Che sono, a pensarci bene, il prima e il dopo della modernità. Due estremi della storia mescolati insieme. A conclusione di un cammino millenario di cui gli ultimi pagani continuano ancora oggi a celebrare l´inizio.

Este texto pode ser lido em português em Notícias: IHU On-Line, de 22/12/2010.

O livro citado no texto acima é:

CACOPARDO, A. Natale Pagano: Feste d'inverno nello Hindu Kush. Palermo: Sellerio, 2010, 480 p. - ISBN 9788838924873.

Dele se diz:
Questo libro è il frutto di una straordinaria ricerca iniziata più di 30 anni fa fra i Kalasha, una piccola popolazione del Pakistan che, oltre che per l’etnografia, presenta un interesse particolare anche per la storia delle religioni e per gli studi di indoeuropeistica. Essa ci offre infatti l'unico esempio oggi esistente di religione praticata da un popolo di lingua indoeuropea che non si sia lasciata assorbire da uno dei grandi sistemi religiosi storici – Induismo, Buddismo, Zoroastrismo, Cristianesimo, Islam. Sono in tutto solo poche migliaia e vivono tra i monti del nord-ovest del Pakistan lungo il confine afghano ad altitudini che sfiorano i 2.000 metri. La ricerca sul campo si è focalizzata in particolare sul ciclo festivo invernale. Il grandioso complesso festivo del solstizio d’inverno – il Chaumos – costituisce il fulcro del sistema rituale Kalasha e racchiude in sé gli ideali a cui si ispira l’intera cultura. In secondo luogo – una prospettiva che abbiamo voluto esprimere con l’ossimoro che abbiamo scelto per titolo – può forse aiutarci a comprendere meglio dove affondino le radici pre-cristiane delle nostre “feste di dicembre”; è infatti opinione largamente condivisa che le festività cristiane incentrate sul Natale si siano sovrapposte a cicli festivi pagani – celtici, germanici, slavi, italici – che celebravano il solstizio d'inverno. “Le origini di questa ricerca – racconta l’Autore – rimontano ormai a più di trent’anni fa quando, poco più che ventenne, raggiunsi via terra il Pakistan nord-occidentale per la mia prima ricerca sul campo fra i Kalasha.


Leia Mais:
Natal: uma mitologia?
Natal: mito de fundação ou manifesto político?
Jesus que nasce para todos: como as religiões interpretam o Natal

Resenhas na RBL: 19.12.2010

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Joel S. Baden
J, E, and the Redaction of the Pentateuch
Reviewed by David Carr

Maurice Casey
The Solution to the 'Son of Man' Problem
Reviewed by Panayotis Coutsoumpos

Tom Holmén, ed.
Jesus from Judaism to Christianity: Continuum Approaches to the Historical Jesus
Reviewed by Steven M. Bryan

Bruce W. Longenecker and Kelly D. Liebengood, eds.
Engaging Economics: New Testament Scenarios and Early Christian Reception
Reviewed by Markus Lang

Jesús Luzarraga
El Padrenuestro desde el arameo
Reviewed by Jeffrey L. Morrow

Kevin B. McCruden
Solidarity Perfected: Beneficent Christology in the Epistle to the Hebrews
Reviewed by Martin Karrer

Alice Mouton
Rêves hittites: Contribution à une histoire et une anthropologie du rêve en Anatolie ancienne
Reviewed by Michael S. Moore

Daniel A. Smith
Revisiting the Empty Tomb: The Early History of Easter
Reviewed by Michael R. Licona

John Strazicich
Joel's Use of Scripture and the Scripture's Use of Joel: Appropriation and Resignification in Second Temple Judaism and Early Christianity
Reviewed by Douglas Watson

Emma Wasserman
The Death of the Soul in Romans 7: Sin, Death, and the Law in Light of Hellenistic Moral Psychology
Reviewed by Karl-Wilhelm Niebuhr

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

domingo, 19 de dezembro de 2010

Enquetes sobre o Natal? - Biblical Polls

Enquetes sobre o Natal?

Visite a página das Enquetes Bíblicas - Biblical Polls e vote.

Para o tema proposto nas 5 novas enquetes, pode ser útil a leitura de meu artigo A Visita dos Magos: Mt 2,1-12

Feliz Natal!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

WikiLeaks: mais leituras

Friday, 10th of December
09:34:13 Assange e os donos da democracia - Luiz Gonzaga Belluzzo: CartaCapital 10/12/2010
09:57:59 Animação chinesa explica o caso WikiLeaks 
10:13:46 Dilma Rousseff, na saúde e na doença - Ou: como Uncle Sam escarafuncha nossa Presidente - Natalia Viana: CartaCapital
14:15:01 As portas do paraíso: as revelações do WikiLeaks. É o diabo na rua no meio do redemunho! - L. C. Lopes: Carta Maior
19:25:52 Todo mundo da direita vai jurar que os processos na Suécia nada têm a ver com o Wikileaks - Flávio Aguiar: RBA 09/12/10

Sunday, 12th of December
11:19:43 A política depois do WikiLeaks - Maria Cristina Fernandes: Valor 10/12/2010, reproduzido pelo IHU em 12/12/2010
17:09:28 Entrevista com Julian Assange realizada pelo TED em julho deste ano. Legendas em português - Vermelho 12/10/2010
17:17:09 Julian Assange: Why the world needs WikiLeaks - Video on TED. Subtitles Available in 27 languages - Posted Jul 2010
17:23:34 Julian Assange: Homens capazes e generosos não criam vítimas, eles cuidam das vítimas - Vídeo no TED - Julho de 2010
17:25:09 Julian Assange: Há outra maneira de cuidar das vítimas, que é vigiar os autores do crime. Isso está no meu caráter - TED

Monday, 13th of December
08:42:04 WikiLeaks: Petroleiras americanas eram contra novas regras para pré-sal e Serra prometeu alterá-las - Folha 13/12/2010
09:54:28 WikiLeaks: Nos bastidores, o lobby pelo pré-sal - Natália Viana: CartaCapital 13/12/2010
11:09:25 Blog do Barão do Rio Branco: como será a diplomacia após o WikiLeaks - Vitor Knijnik: Blogs do Além - CartaCapital
12:09:30 Os estranhíssimos 'estupros' de Julian Assange - Antônio Martins: Ópera Mundi 13/12/2010
12:12:15 Why are wars not being reported honestly? - John Pilger: The Guardian 10 December 2010
19:44:50 WikiLeaks e a nova fronteira da comunicação, na visão de Natália Viana - Entrevista na RBA 13/12/2010
19:56:53 Abaixo-assinado pelo fim da perseguição ao Wikileaks - Avaaz: Carta Maior

Tuesday, 14th of December
07:42:48 WikiLeaks latest and Julian Assange's court appeal: live updates - Matthew Weaver: The Guardian 14 Dec 2010
08:08:56 Die Botschaftsdepeschen. Alle Artikel, Hintergründe und Fakten - Der Spiegel Online
14:47:58 Just to recap, Assange will remain in prison, at least until the appeal is heard - The Guardian 5.44pm
14:57:21 Suécia decide apelar contra libertação e Assange pode permanecer mais 48 horas preso - Folha 14/12/2010
15:12:27 Las autoridades suecas no repararán en gastos para mantener Assange en la cárcel - El País 14/12/2010

Leia Mais:
WikiLeaks: algumas leituras

>> Siga-me no Twitter
>> Leia o airtonjo's tweetbook

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O Pentateuco na pesquisa europeia recente

Ultimamente o post publicado no Observatório Bíblico, em 20 de setembro de 2006, com o título Mais uma vez o Javista se despede do Pentateuco. Mas para onde ele estaria indo? tem sido bastante acessado.

Este post é uma apresentação do livro de DOZEMAN, Thomas B; SCHMID, Konrad. (eds.) A Farewell to the Yahwist? The Composition of the Pentateuch in Recent European Interpretation. Atlanta: Society of Biblical Literature, 2006, viii + 198 p. - ISBN 9781589831636. Como diz o título, o livro trata da composição do Pentateuco na interpretação europeia recente.

Lembro aos interessados que este livro - assim como dezenas de outros - além de estar à venda no site da SBL ou na Amazon, por exemplo, agora está disponível online, gratuitamente, para quem vive no Brasil e em vários outros países, a partir do Projeto ICI da SBL.

Clique aqui ou aqui (PDF) para fazer o download do livro. E boa leitura.

Claro, para saber as razões desta discussão em torno do Javista, e do Pentateuco em geral, basta clicar aqui, ou aqui.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A ocupação dos territórios palestinos por Israel

EUA desistem de tentar convencer Israel a paralisar construções em territórios palestinos

O governo norte-americano abandonou os esforços para convencer Israel a congelar as construções em assentamentos judaicos em territórios palestinos, segundo fontes da Casa Branca e do Departamento de Estado. A paralisação das obras é uma das exigências dos palestinos para retomar as negociações diretas de paz. No mês passado, Washington ofereceu a Israel um pacote de incentivos em troca de uma nova paralisação de 90 dias nas construções em assentamentos na Cisjordânia. Mas, segundo fonte do governo, os esforços para convencer Israel fracassaram. “Nós vínhamos buscando uma suspensão [nas construções] como forma de criar as condições para a retomada das negociações”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley. “Depois de esforços consideráveis, concluímos que isso não cria uma base sólida para trabalhar por nosso objetivo comum de um acordo [de paz]”, afirmou (...) Os assentamentos em territórios palestinos são considerados ilegais pela lei internacional, mas essa interpretação é contestada por Israel. O processo de paz deverá ser abordado pela secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, em um discurso na próxima sexta-feira (10/12).

Leia o texto completo.

Fonte: Ópera Mundi - 08/12/2010 - 10h05

Pois é. Sem comentários!

Leia Mais:
Brasil reconhece Estado palestino com fronteiras anteriores a 1967, diz Itamaraty
Oriente Médio
Oriente Médio no Observatório Bíblico

Assange, Kafka e Orwell

O texto publicado hoje, 8 de dezembro de 2010, por Idelber Avelar em seu blog O Biscoito Fino e a Massa é de proveitosa leitura. Recomendo:

Wikileaks: O 1º preso político global da internet e a Intifada eletrônica

O que Assange tem a ver com Kafka e Orwell?

Idelber explica:
Como em Kafka, o crime de Assange não é uma entidade com existência positiva, para a qual você possa apontar. Assange é um personagem que vem direto d'O Processo, romance no qual K. será sempre culpado por uma razão das mais simples: seu crime é não lembrar-se de qual foi seu crime. Essa é a fórmula genial que encontra Kafka para instalar a culpa de K. como inescapável: o processo se instala contra a memória.

E mais:
À semelhança do 1984 de Orwell, o caso Wikileaks gira em torno da vigilância global mas, como notou Umberto Eco num belo texto, ela foi transformada em rua de mão dupla. O Grande Irmão estatal o vigia, mas um geek com boas conexões nas embaixadas também pode vigiar o Grande Irmão. Essa vigilância em mão dupla é ao mesmo tempo uma demonstração do poder da internet e um lembrete amargo de quais são os seus limites.

Leia Mais:
WikiLeaks: algumas leituras

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

WikiLeaks: algumas leituras

:: Sunday, 28th of November
16:07:46 Los secretos de la diplomacia de Estados Unidos, al descubierto - El País 28/11/2010
18:45:36 US embassy cables: global coverage. All the global coverage of the release of 250,000 leaked US diplomatic cables

:: Monday, 29th of November
10:29:41 Wikileaks: as operações anti-terror no Brasil. Em segredo, Brasil monitora e prende suspeitos - Luis Nassif Online 29/11/2010
10:35:40 A estratégia de divulgação da Wikileaks - Luis Nassif Online 29/11/2010 
19:33:41 As carpideiras do regime militar: WikiLeaks, o golpe em Honduras e a mídia brasileira - Cynara Menezes: CartaCapital

:: Thursday, 2nd of December
10:04:47 Por dentro do WikiLeaks - Natália Viana: Ópera Mundi 30/11/2010 - 13h01

:: Friday, 3rd of December
14:51:28 Após veto dos EUA, o site WikiLeaks passa a usar domínios na Suíça e na Alemanha - Folha 03/12/2010

:: Saturday, 4th of December
10:07:01 Robert Fisk, do Independent, comenta os documentos publicados pelo WikiLeaks - Carta Maior 30/11/2010

:: Tuesday, 7th of December
14:07:09 Por dentro do Wikileaks 2: muito além do furo - Natália Viana: Ópera Mundi 07/12/2010
16:00:35 La verdad sobre el 'Cablegate' - El País 04/12/2010
16:40:11 `The truth will always win’ - Julian Assange writes - Media Diary Blog: The Australian 07/12/2010
16:42:45 O artigo de Julian Assange - Luis Nassif Online 07/12/2010 17h04
19:17:53 O cerco ao WikiLeaks - Antonio Luiz M. C. Costa: CartaCapital 07/12/2010 18h26

:: Wednesday, 8th of December (atualização)
09:02:36 Piratas vingadores e espiões em diligência: o caso WikiLeaks - Umberto Eco: Presseurop
09:12:27 Natalia Viana, em parceria com CartaCapital: conteúdo do WikiLeaks em primeira mão
09:17:57 Assange, Kafka e Orwell
17:25:38 WikiLeaks US embassy cables: live updates - The Guardian
17:51:50 Sob intensas críticas, Twitter rechaça acusação de censura sobre caso WikiLeaks - Folha 08/12/2010 14h15
18:03:07 Anonymous: los enemigos de los enemigos de Wikileaks - Blog Trending Topics: El País 08/12/2010
21:19:31 Facebook e Twitter suspendem perfis de grupo que atacava sites antiWikiLeaks - Folha: 08/12/2010 21h11

:: Thursday, 9th of December
09:12:49 Wikileaks, vazamentos e uma nova diplomacia mundial - Rafael Tsavkko Garcia: Ópera Mundi 09/12/2010 09h07
13:08:43 Presidente presta solidariedade em público ao WikiLeaks - Blog do Planalto 09/12/2010 13h08
13:11:29 Lula presta solidariedade a criador do WikiLeaks - Marina Terra: Ópera Mundi 09/12/2010 13h00
13:19:44 Em vídeo: Lula manifesta solidariedade ao WikiLeaks - Blog do Miro 09/12/2010
13:28:19 Natalia Viana: em parceria com CartaCapital, conteúdo do WikiLeaks em primeira mão. Leia o blog
13:39:01 Brazilian President Lula speaks out in defence of Wikileaks - Blog do Planalto 09/12/2010 13h08
14:08:11 Lula, presidente de Brasil: la detención de Assange atenta contra la libertad de expresión - El País 09/12/2010
14:39:32 O pessoal do WikiLeaks está comemorando o apoio dado pelo presidente Lula a Assange - Natalia Viana: CartaCapital 09/12/2010
15:23:18 Lula declara apoio ao WikiLeaks! [English Version - Versione Italiana - Versión en Español] - Blog do Tsavkko - The Angry Brazilian 09/12/2010  

>> Siga-me no Twitter
>> Leia o airtonjo's tweetbook

Observatório Bíblico comemora seu quinto aniversário

Observatório Bíblico está comemorando seu quinto aniversário: foi criado no dia 7 de dezembro de 2005. Até aqui 2198 postagens foram publicadas.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Avalos responde a seus críticos

O debate sobre a relevância ou não dos estudos bíblicos e como eles deveriam ser feitos na atualidade dá mais um passo com um texto de Hector Avalos em The Bible and Interpretation:

Six Anti-Secularist Themes: Deconstructing Religionist Rhetorical Weaponry

Diz Avalos:
Here, I concentrate on the rhetorical weapons that are being deployed by religionist biblical scholars against efforts to reform the field of biblical studies so that it might function like all other fields in modern academia---a completely secular enterprise with methodological naturalism at its core (...) Contrary to the objections expressed by many of my opponents, I am trying to save biblical studies in public academia, but saving it requires a thorough reorientation and secularization. Faith-based approaches in biblical studies need to realize that their days in public academia are numbered if they don’t fully integrate with the approaches we find in the rest of the Humanities and Social Sciences.


Ou seja:
Avalos diz que aqui ele se concentra em rebater estudiosos defensores da manutenção do aspecto religioso (ou seria teológico?) nos estudos bíblicos e que lutam contra seus esforços para reestruturar o campo nos moldes dos campos de pesquisa das Ciências Humanas e Sociais na academia moderna. Em síntese: Avalos propõe uma urgente secularização dos estudos acadêmicos da Bíblia em escolas públicas, não-confessionais.

O leitor já deve ter percebido que, para além da retórica que parece colocar em confronto religião x secularização, trata-se de uma discussão sobre metodologia - possivelmente não só, mas principalmente. Metodologia que, é claro, sendo desenvolvida por pessoas concretas em contextos políticos e sociais diferentes, envolve e carrega consigo opções anteriores. As escolhas éticas precedem, queiramos ou não, o método. Em qualquer campo científico.

No meu entender, nenhum método é apolítico, assim como nenhum exegeta o é.

I argue that there is no apolitical method, just as there is no apolitical biblical scholar.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

BiblioblogNED Top 30 - Novembro de 2010

Para conhecer os 30 biblioblogs em neerlandês mais acessados em novembro de 2010, visite:

BiblioblogNED Top 30 - woensdag 1 december 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Biblioblog Top 50 - Novembro de 2010

Esta é a lista dos 50 biblioblogs mais frequentados no mês de novembro de 2010:

Jim’s real theme song & the biblioblog rankings for November

Publicada por Jeremy Thompson em Free Old Testament Audio Website Blog.

Observatório Bíblico é o #16.

Biblical Studies Carnival 57

Biblical Studies Carnival 57 (November 2010)

Seleção das melhores postagens dos biblioblogs em novembro de 2010.

Trabalho feito por Deane Galbraith, do blog Bulletin for the Study of Religion.