segunda-feira, 15 de junho de 2009

Karl Rahner e o legado de sua obra teológica

Karl Rahner e a ruptura do Vaticano II

Este é o tema de capa da edição 297 da Revista IHU On-Line, de 15/6/2009.

Diz o Editorial:
Desde o Concílio do Vaticano II, realizado há mais de 40 anos, a Igreja traçou novas perspectivas, renovou-se, marcou sua entrada oficial na modernidade. A construção desse novo paradigma contou com a participação de um dos teólogos mais importantes do século XX, Karl Rahner. Por ocasião do centenário de nascimento de Karl Rahner, em 2004, o Instituto Humanitas Unisinos — IHU promoveu o Simpósio Internacional sobre Teologia Pública. Agora, quando se celebra o 25º ano do falecimento do teólogo alemão, a revista IHU On-Line debate o legado da sua obra teológica, que marcou a trajetória da Igreja. Contribuem nesta edição Rosino Gibellini, diretor da renomada coleção Biblioteca de Teologia Contemporânea, editada pela Editora Queriniana, de Brescia, Itália, John Milbank, professor do Departamento de Teologia e Estudos Religiosos da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, o teólogo Aeron Riches, seu assistente, Albert Raffelt, professor honorário de Teologia dogmática em Freiburg, Érico João Hammes, professor de Teologia da Pontifica Universidade Católica do Rio Grande do Sul (UFRGS), João Batista Libânio, docente na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, Mário de França Miranda, professor na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), e Heidi Russell, professora da Loyola University, em Chicago e integrante da Karl Rahner Society.

As entrevistas:
  • Albert Raffelt: Rahner e a inovação do pensamento teológico
  • Rosino Gibellini: O primeiro teólogo católico moderno
  • John Milbank e Aeron Riches: Rahner “comprometeu a comunicação da fé”
  • Érico João Hammes: “Cristianismo e Igreja adquiriram feições muito plurais, mas encolhem rapidamente em vários continentes”
  • João Batista Libânio: Rahner e a entrada da Igreja na modernidade
  • Mário de França Miranda: Um teólogo da modernidade
  • Heidi Russell: A teologia de Rahner como paradigma
Leia Mais:
Karl Rahner Society

Nenhum comentário:

Postar um comentário