terça-feira, 24 de março de 2009

Crimes de guerra em Gaza: por que Israel podia?

Os soldados israelenses que lutaram durante os 22 dias da recente ofensiva contra o movimento islâmico radical Hamas, na faixa de Gaza, admitiram que mataram civis [ao menos 900, segundo números do ministério palestino] que não representavam ameaça às tropas e destruíram intencionalmente suas propriedades, "simplesmente porque podiam". As declarações foram divulgadas em reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal israelense "Haaretz"...


Clique nos links abaixo:
:: Soldados de Israel relatam assassinatos de crianças e vandalismo em Gaza - Folha Online: 19/03/2009 - 10h50

:: IDF in Gaza: Killing civilians, vandalism, and lax rules of engagement - Ha'aretz: Last update - 12:40 19/03/2009

:: Soldado israelense denuncia que rabinos incitaram "guerra religiosa" em Gaza - Folha Online: 20/03/2009 - 14h15

:: Exército de Israel ordenou ataque contra equipes de resgate em Gaza, diz "Haaretz" - Folha Online: 23/03/2009 - 12h37

:: Rights group: IDF killed 16 medical workers during Gaza op - Ha'aretz: Last update - 11:36 23/03/2009

:: Relator da ONU acusa Israel de crime de guerra - Notícias - IHU On-Line: 24/03/2009

:: General israelense admite que tática usada em Gaza provocou morte de civis - Folha Online: 24/03/2009 - 09h16

Leia Mais:
Palestina Ocupada
Massacre em Gaza
A semântica da guerra
Teocracias

Nenhum comentário:

Postar um comentário