segunda-feira, 18 de agosto de 2008

O direito de espernear

Os EUA na geopolítica mundial depois do conflito na Geórgia
O que salta aos olhos neste conflito é a completa desmoralização da liderança americana. Há tempos não se via os EUA espernearem tanto com tanta impotência. O vice-presidente Dick Cheney falou em não deixar a agressão russa sem resposta e os russos solenemente ignoraram. O candidato republicano John McCain, cujo principal conselheiro foi lobista do governo georgiano durante anos, batucou seus queridos tambores de guerra sem que os russos dessem o menor sinal de preocupação. O New York Times relatou que duas altas autoridades americanas chegaram ao ponto de afirmar que os EUA estão aprendendo a hora de ficarem calados. Enquanto isso, McCain declarava que no século XXI, as nações não invadem outras nações, talvez imaginando que as invasões americanas no Afeganistão e no Iraque aconteceram no século XVIII...

A análise é de Idelber Avelar, Professor do Departmento de Espanhol e Português da Tulane University, New Orleans. Texto originalmente publicado no blog O Biscoito Fino e a Massa.

Leia em Carta Maior ou no blog O Biscoito Fino e a Massa: 14/08/2008

Leia Mais:
Entenda o conflito no Cáucaso

Nenhum comentário:

Postar um comentário