domingo, 15 de junho de 2008

A Igreja deixou de ser missionaria?

A Igreja deixou de ser missionária. Por quê? A pergunta de José Comblin
A Conferência de Aparecida proclamou o retorno a Medellín e Puebla. Que significa essa proclamação? Será algo mais do que uma pura cortesia? Acho que sim. Há um começo de consciência de estancamento depois do longo pontificado de João Paulo II. Reina a disciplina, reina a ortodoxia. Mas a Igreja católica perde muitos membros e as Igrejas evangélicas progridem de modo acelerado. A igreja das dioceses e das paróquias não penetra na sociedade e na cultura salvo poucas exceções. A força material da Igreja é grande: universidades e faculdades, TV católica, publicações. Mas esse aparelho impressionante não parece convencer muito as novas gerações. Dos milhões de estudantes que freqüentam faculdades católicas, quantos descobrem a Cristo nessa faculdade?" O comentário e os questionamentos são de José Comblin, teólogo, que abriu, na última sexta-feira, 13-06-2008, o ciclo De Medellín a Aparecida: marcos, trajetórias e perspectivas da Igreja Latino-Americana, promovido pelo Instituto Humanitas Unisinos - IHU. José Comblin continua...

Leia o texto completo em Notícias do Dia - IHU On-Line: 15/06/2008

Leia Mais:
A Igreja Latino-Americana de Medellín a Aparecida
A postura de Clodovis Boff causa enorme espanto
Comblin analisa o projeto missionário de Aparecida
Leonardo Boff critica recuo de Clodovis Boff
O documento de Aparecida visto por oito teólogos
Religião e Igrejas no Observatório Bíblico: todas as postagens
Teologia no Observatório Bíblico: todas as postagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário