quarta-feira, 21 de maio de 2008

O testamento de Martini

Acaba de sair mais um livro de Martini. Com suas "confissões".

O testamento do cardeal Martini
Como bispo, ele pediu com freqüência a Deus: “Por que não nos dás idéias melhores? Por que não nos tornas mais fortes no amor e mais corajosos em afrontar os problemas atuais? Por que temos tão poucos padres?” Hoje, tendo ingressado num estado de ânimo crepuscular, confia no sentido de pedir a Deus para não ser deixado só. Na última estação de sua vida, Carlo Maria Martini se confessa a um co-irmão austríaco e nascem os “Colóquios noturnos em Jerusalém”, recém editados pela Herder na Alemanha, que representam seu testamento espiritual. Confessa ter também estado em conflito com Deus, elogia Martinho Lutero, exorta a Igreja à coragem de reformar-se, de não se afastar do Concílio Vaticano II e de não temer confrontar-se com os jovens. Um bispo, recorda, deve também saber ousar, como quando ele foi ao cárcere falar com militantes das Brigadas Vermelhas...

Leia em Notícias do Dia - IHU On-Line: 21/05/2008


Martini, il Cardinale e Dio. Il testamento del cardinale
Nell' ultima stagione della sua vita Carlo Maria Martini si confessa ad un confratello austriaco e ne nascono i "Colloqui notturni a Gerusalemme", appena editi da Herder in Germania, che rappresentano il suo testamento spirituale. Confessa di essere stato anche in conflitto con Dio, elogia Martin Lutero, esorta la Chiesa al coraggio di riformarsi, a non allontanarsi dal Concilio e a non temere di confrontarsi con i giovani. Un vescovo, rammenta, deve saper anche osare, come quando lui andò in carcere a parlare con militanti delle Brigate Rosse...

O artigo é de Marco Politi e foi publicado no jornal italiano La Repubblica em 19/05/2008

A obra, em alemão, é:


MARTINI, C. M.; SPORSCHILL, G. Jerusalemer Nachtgespräche: Über das Risiko des Glaubens. Freiburg: Herder, 2008, 144 S. - ISBN 9783451059797.

Diz a editora Herder sobre o livro:
Der eine war Kardinal der größten Diözese der Welt, Gelehrter und einer der berühmtesten Kirchenmänner. Der andere hat in Gefängnissen und mit drogenabhängigen Jugendlichen gearbeitet und in den letzten Jahren mit Straßenkindern in Rumänien und Moldawien zusammengelebt. In Jerusalem trafen sie sich und wurden Freunde: Sie suchen nach Antworten auf die kritischen Fragen der Jugend: Was würde Jesus heute tun? Welche Zukunft hat Glauben in Zeiten des Wohlstands? Was ist der Weg der Religionen?

5 comentários:

Fabio Abilio disse...

Eu sei umpouco de alemão, mas a leitura ainda flui de maneira difícil,o que não ocorre com textos em inglês ou espanhol.
O senhor sabe se existe outra edição em alguma outra língua deste livro, pois li o artigo e achei bastante interessante.

Sou médico, casado e moro em São paulo. Acho que se não fosse pelo celibato, seria padre.

Abraço e grato pelo Blog.

airtonjo disse...

Fábio,

Parece-me que até agora - começo de junho de 2008 - ainda não saiu tradução do livro em outras línguas. Mas tenha a certeza de que sairá. Possivelmente em italiano, inglês, espanhol, português... Martini é, com justiça, muito respeitado e admirado e várias de suas obras são traduzidas para diversas línguas. É só aguardar um pouco! Quando eu tomar conhecimento de alguma tradução, noticiarei aqui no blog.

Um abraço

Airton

Anônimo disse...

La aparición del libro Coloquios Nocturnos en Jerusalén seguramente no será suficiente para cambiar la posición de la Iglesia respecto, entre otros temas, a la situación de los católicos divorciados en nueva unión, pero es una muestra más de la vigencia universal que este tema tiene.
Su autor, que no puede ser tildado más que de elogios por su carrera sacerdotal, intelectual y teológica, según varias informaciones trascendidas hasta podría haber llegado a suceder a Juan Pablo II, por lo que su voz muy autorizada marca un hito para quienes vivimos con la ilusión que un día algunas cosas se revisen y podamos volver a sentirnos miembros plenos dentro de la Iglesia.
No es descartar, que desde algunos sectores se cuestione la publicación, situación que me llena de felicidad, ya que eso marca la importancia de las cosas que se dicen, en otros palabras cuanto mayores sean las críticas mejor, esa será la mayor promoción no de un ejemplar de librería sino de una problemática que tarde o temprano quizás deba debatirse abiertamente.
Desde La Barca (www.labarcaglobal.blogspot.com) blog global hecho por y para los católicos divorciados en nueva unión de todo el mundo, saludamos al autor y deseamos que su obra fructifique y llegue a cada rincón, como un mensaje de esperanza.
Mundy
labarca@ymail.com

airtonjo disse...

O livro de Martini já foi publicado, além do alemão e do espanhol, também em italiano. Aguardamos a tradução para o português!

airtonjo disse...

Saiu o livro Diálogos Noturnos, de Carlo Martini, em português. E: Dois livros que me impressionam: Helder e Martini.

Postar um comentário