segunda-feira, 4 de junho de 2007

Aumenta o interesse em Filon de Alexandria

Para os interessados em Fílon de Alexandria (20 a.C.-54 d.C.) - quem é? - um post de hoje do professor norueguês Torrey Seland, em seu blog Philo of Alexandria, vale a pena.

Leia Had the works of Philo been newly discovered.

Falando dos estudos "filônicos" nos últimos anos, ele avalia que


It is my impression that Philo studies have had a much greater place in recent publications; it has, for instance, been much more natural to include Philo when decribing the possible background of some New Testament topics; and Philo has been much more studied for his own part and as a representative of the Diaspora Judaism of the time of Jesus and Paul.

O que ele diz é, em síntese, o seguinte: Tenho a impressão de que os estudos sobre Fílon conquistaram mais espaço nas publicações recentes. Por exemplo, tem sido muito mais natural incluir Fílon quando se descrevem alguns backgrounds de certos tópicos do Novo Testamento. E Fílon tem sido muito mais estudado por suas próprias qualidades e também como um importante autor da diáspora judaica das épocas de Jesus e de Paulo.

Não vá embora sem consultar a página de Torrey Seland sobre Fílon: The Philo of Alexandria Page. E não se esqueça de visitar o site Early Jewish Writings, seção Fílon, além de dar uma olhada na Ayrton's Biblical Page e verificar estes links sobre judaísmo e os milhares de links que estas páginas indicam.


Atualizando: 13h35
Jim West acaba de questionar: Is Philo Useful For New Testament Studies? ou seja: Fílon de Alexandria é útil para os estudos neotestamentários, como afirma Torrey Seland? Na sua experiência, ele diz que até agora não foi [Obs.: blog apagado, link perdido: 22.03.2008].

Pois devo dizer que, para mim, Fílon (de quem conheço pouquíssimo!) tem sido útil para o estudo da relação entre judaísmo e helenismo, que faço dentro da "História de Israel" no período pós-exílico.

Porém, meus professores, nem na Gregoriana nem no Bíblico, em Roma, costumavam utilizar Fílon em cursos que tratavam do Novo Testamento. Quer dizer, para mim também fica a mesma pergunta de Jim West.

Mas suspeito que seja meu conhecimento limitado de Fílon, e da diáspora judaica de modo geral, que me faz continuar ignorando sua importância para o Novo Testamento e outras áreas de estudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário