sexta-feira, 11 de maio de 2007

Tumba de Herodes e conflito no Oriente Médio

In Israel and Palestine, archaeology is never simply archaeology... Em Israel e na Palestina, arqueologia nunca é apenas arqueologia...

Nada do que acontece naquela terra disputada por palestinos e israelenses fica sem consequências políticas. O que já foi dito para Jerusalém, vale, em semelhante proporção, para o resto do território: Here history, religion and politics meet. Nothing in Jerusalem can be understood without all three, ou: "Aqui, história, religião e política se encontram. Nada em Jerusalém pode ser entendido sem estes três [elementos]". E em Herodium? Vale a mesma regra? Pois a a tumba de Herodes, descoberta por um arqueólogo israelense, Ehud Netzer, está em território palestino ocupado por Israel. E isto pode ser um problema.

Na versão digital da Rádio Nederland, emissora internacional da Holanda, há uma versão diferente da descoberta da tumba de Herodes.

Em Herod's tomb found near Bethlehem se lê que Wael Hamamreh, diretor da Autoridade Palestina de Antiguidades para o distrito de Jericó, argumenta que a tumba talvez não seja de Herodes, mas do arquiteto do lugar: "It seems that they don't have enough evidence," said Wael Hamamreh, the Palestinian Authority's director of antiquities for the Jericho district. "There is no inscription on the sarcophagus or any other solid evidence for that matter. It could have been even the tomb of the architect of the place." Isto foi dito ao Washington Post.

O que parece uma reação absurda tem sua razão de ser: diz o texto que já na terça-feira, ao ser divulgada a descoberta, Shaul Goldstein, um leader de Gush Etzion, conjunto de assentamentos israelenses da região, situados em território ocupado, reivindicou que Herodium e a tumba de Herodes sejam declarados por Israel como sítio religioso e nacional.

A coisa toda tem precedentes? Tem. Desde Jerusalém Oriental, passando por Hebron... Os palestinos sabem que não é incomum Israel anexar, ou tentar anexar, permanentemente, territórios nos quais são feitas descobertas arqueológicas que parecem legitimar sua posse da terra...

Veja uma interessante monografia de Terje Oestigaard sobre as implicações políticas da arqueologia na região da Palestina: Political Archaeology and Holy Nationalism (2007). Livro gratuito e disponível para download.

Nenhum comentário:

Postar um comentário