terça-feira, 3 de abril de 2007

IPCC

IPCC: Intergovernmental Panel on Climate Change. Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas.

Guarde esta sigla e este nome. Todos nós vamos precisar.

Ao clicar em um dos itens do menu, abre-se a possibilidade da escolha de outras línguas em "Languages" para o acesso dos dados do site do IPCC. Escolha a de sua preferência.

Lembre-se: "Pobreza crescente, falta de água potável, derretimento de geleiras e o desaparecimento de uma série de espécies até meados deste século são parte da descrição de uma paisagem negativa apresentada por um pré-relatório do Painel Intergovernamental... Os continentes mais afetados serão África e Ásia, mas nos países latino-americanos calcula-se que entre 100 e 400 milhões de pessoas podem ter problemas de acesso à água potável no ano 2080. Nas piores hipóteses, dezenas de milhões de pessoas podem sofrer de fome. O aquecimento já está derretendo as geleiras dos Andes e ameaça a floresta amazônica, cujo perímetro pode se transformar aos poucos em uma savana. O aumento do nível do mar provocará graves problemas nas regiões pantanosas e com deltas, especialmente no Brasil, Equador e Colômbia..." É o que se lê em ONU prepara novo relatório...

Leia Mais:
Brasileiros são os mais preocupados com o aquecimento global
ONU prepara novo relatório sobre efeitos do aquecimento global


Atualizando: 06.04.2007 11h10
Aquecimento global pode provocar extinção de 30% das espécies, diz painel
De acordo com relatório do Painel Intergovernamental de Mudança Climática (IPCC, na siga em inglês - considerado a maior liderança mundial em mudança climática), até 30% das espécies do planeta enfrentam um risco crescente de desaparecerem se a temperatura global aumentar 2ºC acima da média dos anos 1980 e 1990. Para este século, a previsão do relatório é que as temperaturas aumentarão entre 1,8ºC e 4ºC. Áreas que atualmente sofrem com a falta de chuvas se tornarão ainda mais secas, aumentando o risco de fome e doenças no mundo, diz o relatório. O mundo enfrentará também ameaças crescentes de enchentes, tempestades e erosão. "É uma pequena visão de um futuro apocalíptico", afirmou o grupo ambientalista Greenpeace sobre o relatório final (cont.) Fonte: Folha Online: 06/04/2007 - 09h43

Nenhum comentário:

Postar um comentário