terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Aquecimento global nos atinge com severidade

Folha Online: 02/01/2007 - 11h18

Ano de 2007 será o mais quente já registrado, dizem especialistas

da Efe, em Londres
O efeito estufa e o fenômeno climático conhecido como El Niño farão de 2007 o ano mais quente já registrado - com conseqüências para todo o planeta -, afirma o professor Phil Jones, diretor da Unidade de Pesquisa sobre Clima da Universidade de East Anglia, na Inglaterra. Segundo previsões de Jones, publicadas no jornal britânico "The Independent", o ano que acaba de começar será marcado por condições climáticas extremas em todo o mundo, que podem causar secas na Indonésia e inundações na Califórnia (EUA). Para o "Independent", essa advertência evidencia que 2007 será um ano crucial para determinar a resposta que o mundo dará ao aquecimento global e seus efeitos (...) O cientista americano Jim Hansen, que em 1988 alertou sobre as mudanças climáticas, diz que o aquecimento global pode ficar fora de controle e mudar totalmente o planeta, a menos que medidas sejam tomadas rapidamente para reverter o aumento das emissões de carbono. Também em entrevista ao "Independent", Hansen disse que a mudança climática pode aumentar o nível dos mares e causar a extinção de espécies. Sua opinião é compartilhada pelo assessor científico do governo britânico, David King (...) Essas opiniões coincidem com a advertência da Organização Mundial de Meteorologia, organismo da ONU que trata do clima no mundo todo (cont.)


World faces hottest year ever, as El Niño combines with global warming

The Independent - By Cahal Milmo - Published: 01 January 2007
A combination of global warming and the El Niño weather system is set to make 2007 the warmest year on record with far-reaching consequences for the planet, one of Britain's leading climate experts has warned. As the new year was ushered in with stormy conditions across the UK, the forecast for the next 12 months is of extreme global weather patterns which could bring drought to Indonesia and leave California under a deluge. The warning, from Professor Phil Jones, director of the Climatic Research Unit at the University of East Anglia, was one of four sobering predictions from senior scientists and forecasters that 2007 will be a crucial year for determining the response to global warming and its effect on humanity. Professor Jones said the long-term trend of global warming - already blamed for bringing drought to the Horn of Africa and melting the Arctic ice shelf - is set to be exacerbated by the arrival of El Niño, the phenomenon caused by above-average sea temperatures in the Pacific. Combined, they are set to bring extreme conditions across the globe and make 2007 warmer than 1998, the hottest year on record. It is likely temperatures will also exceed 2006, which was declared in December the hottest in Britain since 1659 and the sixth warmest in global records (cont.)

Leia também:
2007 é eleito por cientistas como o "Ano Polar Internacional"

Um comentário:

Anônimo disse...

Estamos fritos!

Postar um comentário