quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Roubaram o cabelo de Ramses II?

Na terça-feira passada, Jean-Michel Diebolt, um carteiro francês de 50 anos da cidade de Grenoble, foi preso por estar vendendo o que dizia serem chumaços de cabelo do faraó Ramsés II. O artigo da BBC Brasil, de ontem, 29/11/2006, às 17h05, é: Francês é preso por tentar vender 'cabelo de faraó'.

Ainda ontem, a Folha Online, às 20h57, usando como fonte a France Presse, em Grenoble, em texto com o título Francês é detido por vender cabelos de Ramsés 2º na internet, explica que "o homem, um carteiro de 50 anos, foi liberado horas depois à espera do resultado das análises dos especialistas. Ele afirmou que possuía os cabelos porque seu pai participou dos exames da múmia do faraó em Grenoble, sudeste da França, entre 1976 e 1977".

Hoje, a Folha Online, às 11h58, citando a agência Efe, em Paris, diz: Governo francês tenta esclarecer polêmica sobre Ramsés 2º. E explica a extravagância:
O Ministério de Assuntos Exteriores francês assegurou hoje que entrou em contato com as autoridades do Egito para esclarecer a polêmica criada pela venda na internet de mechas de cabelo da múmia de Ramsés 2º. Um homem foi detido na França por vender mechas de cabelo da múmia. O pai do vendedor teria cortado as mechas quando a múmia foi enviada do Egito para a França, em 1976, para identificação das causas de um estranho mal que deteriorava os restos mortais do faraó. O porta-voz do ministério, Jean-Baptiste Mattéi, assegurou hoje à imprensa que a França está em solidariedade com as autoridades egípcias, mantendo constante contato. A França espera os resultados da investigação, aberta pelo Escritório Central de Luta contra o Tráfico de Bens Culturais, sobre o caso (...) A arqueóloga Christiane Desroches-Noblecourt, que fez parte da equipe de arqueólogos franceses que participaram da transferência da múmia de Ramsés 2º, em 1976, disse hoje a uma emissora de rádio que o roubo das mechas do cabelo do faraó lhe parece "inverossímil", porque os restos ficaram o tempo todo sob controle dos cientistas. Segundo a arqueóloga, se for confirmada a autenticidade do cabelo, "seria uma vergonha e um escândalo. É uma relíquia e não se pode 'brincar' com uma múmia única no mundo". A múmia de Ramsés 2º, que reinou entre 1279 e 1213 a.C., está conservada no Museu do Cairo.

Quem quiser ver, em inglês, a história ou estória, sei lá, da venda do cabelo de Ramsés II, com vários links para outros textos, leia o post More re sale of Ramesses II hair, do blog Egyptology News, escrito por Andie.

E só para lembrar: Ramsés II é o provável "faraó do êxodo", segundo os biblistas que defendem a historicidade do relato bíblico.

Pois é: para mexer nas mechas de Ramsés II, só mesmo depois de três mil e muitos anos, pois botar a mão na cabeça deste poderoso faraó no século XIII a.C. - claro, com a intenção destes franceses! - poderia ser bastante prejudicial para a saúde do atrevido...

Iran, a Symbol of Paradise

Cerca de 300 objetos de diferentes períodos da história persa poderão ser expostos no Brasil proximamente. É o que diz a notícia da CHN - Cultural Heritage News Agency, da qual transcrevo o começo:

Brazil Stands Up Next to Host Exhibition of Persian Relics
The exhibition of “Iran, a Symbol of Paradise” which is currently on display in Mexico City is more likely to head for Brazil after it comes to an end in Mexico.
Brazil and Colombia are the two candidates in Latin America that requested to host of the exhibition of “Iran, a Symbol of Paradise” which is currently being held in Mexico City. However, based on initial agreements it seems that Brazil will precede Colombia in hosting of this exhibition. In an interview with CHN, Mohammad Reza Kargar, director of Iran’s National Museum, who has just returned from Mexico where he had been invited to attend the opening ceremony of the exhibition of “Iran, a Symbol of Paradise”, announced Brazil as the next country which is more likely to host the Persian exhibition and said: “This exhibition is the second prominent appearance of Iran in cultural programs of Central American countries (cont.)

Aproveite a visita à página e leia também sobre esta interessante descoberta arqueológica feita no Irã:

Brick Cuneiform Inscription Discovered in Rabat Tepe
Second season of archeological excavations in Rabat Tepe, northwest Iran, led into discovery of a brick cuneiform inscription, most probably dating to the 7th century BC.

quarta-feira, 29 de novembro de 2006

Francis Deblauwe anuncia parada do blog

Notícia publicada por Chuck Jones na lista IraqCrisis anuncia parada, por tempo indeterminado, do blog de Francis Deblauwe Iraq War & Archaeology (A Guerra do Iraque e a Arqueologia). Entretanto, tanto o blog, quanto o antigo site continuam online. Veja:
Having launched it just two months ago, Francis Deblauwe has announced that his Iraq War & Archaeology Blog is going on indefinite hiatus. Both the blog and the older site remain online and are and extraordinary and invaluable record of the destruction of Iraq (Chuck Jones).
Notícia presente também no blog.

sábado, 25 de novembro de 2006

Mais sobre a SBL 2006

Se você leu o post Relatos sobre a SBL 2006, continue aqui, pois Mark Goodacre postou também:

SBL Day 4 (Monday)

SBL Day 5 (Tuesday)

SBL Annual Meeting General Reflections


Veja também os posts de Kevin A. Wilson em seu biblioblog Blue Cord:

Saturday at SBL

Sunday at the SBL

Monday at SBL

quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Como a guerra civil tomou conta do Iraque?

Iraq’s descent into chaos... Pois é. Se você quer saber como a guerra civil tomou conta do Iraque, Francis Deblauwe recomenda, em The Iraq War & Archaeology Blog, a profunda análise feita por N. Rosen, "Anatomy of a Civil War. Iraq’s descent into chaos." in Boston Review, 31, 6 (November-December 2006).

Um pequeno trecho de seu post:

Anatomy of a Civil War

This is a must read: a long, in-depth article by Nir Rosen on how the civil war came about in Iraq. Yes, it is a civil war already, forget the silliness about whether the country is on the brink or not. One has to wear ideological blinders not to see it for what it is. The sickening, grisly carnage, with its tortured, mutilated corpses being dumped by morning on the streets has become a morbid routine. Gunfire is everywhere. Sectarian identities, not of real importance before, have become paramount. Secular, middle-class professionals have fled abroad, barricade themselves in their homes or reluctantly pretend to be something they're not or at least didn't use to be: partisans, "true believers." Rosen surmises that Iraq as a nation state is doomed, no matter what the US does now (cont.)

Atualizando: Número de mortos no Iraque aumenta para 161

Folha Online: 23/11/2006 - 19h26
As três explosões de carros-bomba e de dois morteiros, que atingiram a região de Sadr City, considerada bastião da milícia xiita em Bagdá, já contabilizam pelo menos 161 pessoas mortas e 257 feridas nesta quinta-feira, nos ataques que são considerados, até o momento, os maiores já registrados desde a invasão do Iraque, em 2003. Os atentados ocorrem um dia após a divulgação de um relatório da ONU, o qual informa que o mês de outubro atingiu um nível recorde de mortes entre civis no Iraque, com 3.709 pessoas mortas (cont.)


Nova atualização: Folha Online: 24/11/2006 - 08h04
...Nesta sexta-feira, o balanço das mortes causadas pelos ataques de ontem no bairro de maioria xiita Sadr City, em Bagdá, já subiu para mais de 200 vítimas, de acordo com informações divulgadas pela TV iraquiana Al Iraqiya e pelo jornal americano "The New York Times". Além dos mortos, as explosões de seis carros-bomba e dois ataques com morteiros deixaram outras 250 pessoas feridas. Foi o atentado mais mortífero desde o início da invasão do Iraque, em março de 2003 (cont.)

Relatos sobre a SBL 2006

Leia mais sobre a SBL 2006 em:

Conference Reflections - PaleoJudaica: Jim Davila

SBL 2006 - Hypotyposeis: Stephen C. Carlson

SBL Day 1 (Friday) - NT Gateway Weblog: Mark Goodacre

SBL Day 2 (Saturday) - NT Gateway Weblog: Mark Goodacre

SBL Day 3 (Sunday) - NT Gateway Weblog: Mark Goodacre

Washington report: caesar salad in caesar's empire - The Stuff of Earth: Michael Pahl

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Biblioblogueiros gravam podcast na SBL 2006

Cinco biblioblogueiros publicaram um podcast na SBL 2006 que está acontecendo em Washington, DC. Confira aqui em Targuman sob o título Bibliobloggers @ SBL.

Conversaram sobre biblioblogs, SBL, língua hebraica, bíblia hebraica e... algumas "abobrinhas", que ninguém é de ferro!

Sobre a SBL vai sair mais coisa, mas, por enquanto, confira em Biblische Ausbildung, o post SBL 2006 Has Begun! e outros que o seguem, com links para outros blogs.

Veja também o PaleoJudaica, de Jim Davila, aqui e aqui.

domingo, 19 de novembro de 2006

Perguntas que as pessoas fazem sobre a Bíblia

Como explicado aqui, no dia 10 de novembro de 2006, a Ayrton's Biblical Page comemorou seus 7 anos de existência, e, nesta ocasião, coloquei para meus alunos duas questões:
Quais são os 4 temas que mais lhe interessam na Bíblia?
Quais são as três perguntas sobre Bíblia que você mais escuta na sua pastoral?

As respostas dadas à primeira questão estão aqui (parcialmente, pois ainda falta o Segundo Ano de Teologia). Agora, vamos à segunda questão: Quais são as três perguntas sobre Bíblia que você mais escuta na sua pastoral?


De acordo com 19 dos 25 alunos do Primeiro Ano de Teologia da FTCR da PUC-Campinas, as perguntas são as seguintes:

AT/NT: 2
O Deus do AT era, de fato, mais enérgico do que o do NT? 1
Qual é a ligação entre Antigo e Novo Testamentos? 1

Criação: 6
Adão e Eva são figuras simbólicas ou realmente existiram? 2
Como Deus criou o homem? 1
Como Deus criou o mundo? 2
Como explicar Adão, Eva e o paraíso? 1

Deus: 2
Antes de criar o mundo, onde estava Deus? 1
Qual é a origem de Deus? 1

Dogmas: 1
Qual é a fundamentação bíblica dos dogmas? 1

Escatologia/Apocalíptica: 7
Há vida após a morte? 1
O Apocalipse: o que diz e significa? 1
O inferno existe? 1
O que são os selos do Apocalipse? 1
O que vem a ser o fim dos tempos? 1
Purgatório na Bíblia? 2

Êxodo: 1
O Mar Vermelho foi aberto como está no relato bíblico? 1

Idolatria: 10
O que a Bíblia fala sobre idolatria? 4
O que a Bíblia fala sobre imagens e idolatria? 5
O que a Bíblia fala sobre veneração de imagens? 1

Jesus: 6
Como foi realmente a paixão e crucifixão de Jesus? 1
Em que dia Jesus nasceu? 1
Jesus se relaciona com os mortos, sendo Deus? 1
Jesus teve um relacionamento com Maria Madalena? 1
O que Jesus fez antes de sua morte e ressurreição? 1
Por que Jesus amava mais a João, o discípulo? 1

José: 1
O que se sabe, historicamente, sobre a vida de José, esposo de Maria? 1

Leitura da Bíblia: 2
Quais são os modos certos e errados de se interpretar a Bíblia? 2

Maria: 11
E a virgindade de Maria? 5
Jesus teve irmãos? 4
Qual é a importância de Maria na Bíblia? 2

Maria Madalena: 1
Maria Madalena era prostituta? 1

Moral: 2
O que a Bíblia fala da moral? 1
O que são os dez mandamentos? 1

Números: 1
Como se explica o simbolismo dos números na Bíblia? 1

Pecado Original: 1
Mesmo após a redenção, o pecado de Adão e Eva é sinal da decadência humana? 1

Profetas: 1
Quem são os profetas? 1

Religiões do Antigo Oriente Médio: 1
Como eram as religiões do Antigo Oriente Médio, como a cananéia, a egípcia e outras? 1

Santos: 1
Quem são os santos e qual é a sua função? 1


Predominam os seguintes temas:
Maria: 11
Idolatria e imagens: 10
Escatologia/Apocalíptica: 7
Criação - Jesus: 6
AT/NT - Deus – leitura da Bíblia - moral: 2
Os demais: 1

----------------------------------------------------------------

No CEARP, por sua vez, as perguntas mais ouvidas pelos 11 alunos do Primeiro Ano de Teologia, aqui colocadas em ordem alfabética segundo os temas, são as seguintes:

Anjos: 1
Os anjos existem? 1

Bíblia: 1
A Bíblia é realmente um livro inspirado por Deus? 1

Criação: 4
A serpente um dia falou e teve pernas? 1
Como realmente aconteceu a criação? 1
Deus criou o mundo em sete dias ou evoluímos do macaco? 1
Se a humanidade teve início com um casal, Adão e Eva, como fica o problema da consangüinidade? 1

Deus: 6
Antes da criação do mundo, onde estava Deus? 2
Deus existe mesmo? 1
Por que se fala de um Deus de amor e paz e há tanta violência e mortes na Bíblia? 1
Se Deus é bom, por que ele criou o mal? 1
Se Deus é misericordioso, por que ele castiga? 1

Dilúvio: 2
Após o dilúvio como continuou a humanidade, se entre os sobreviventes só havia parentes? 1
Existiu a Arca de Noé? 1

Escatologia/Apocalíptica: 7
Como é a ressurreição? 1
Como será o juízo final? 1
Existe céu, purgatório e inferno? 1
Já estamos no fim dos tempos como fala o Apocalipse? 1
O livro do Apocalipse fala mesmo do fim do mundo? 1
O que é o fim dos tempos no livro do Apocalipse? 2

Evangelhos: 3
Como entender os evangelhos sinóticos? 1
Cristo celebrou com os discípulos de Emaús? 1
O Evangelho de Emaús existiu mesmo? 1

Êxodo: 2
Como foi a travessia do Mar Vermelho? 1
O Mar Vermelho realmente se abriu ao meio? 1

Filmes bíblicos: 1
Como surgiu o homem negro, se em todos os filmes bíblicos prevalece o homem branco? 1

Jesus: 1
O que significam a divindade e a humanidade de Jesus? 1

Maria: 3
Jesus teve irmãos? 1
Maria teve mais filhos? 2

Mulher: 1
A mulher sempre foi submissa ao homem no tempo do Antigo e Novo Testamentos? 1

Pecado Original: 1
Se não fosse o pecado dos primeiros pais, haveria tantas calamidades? 1


Predominam os seguintes temas:
Escatologia/Apocalíptica: 7

Deus: 6
Criação: 4
Evangelhos - Maria: 3
Dilúvio - Êxodo: 2
Os Demais: 1

Deixarei para pensar em alguma conclusão ao publicar os resultados do Segundo Ano de Teologia.

Mas aqui já chama a atenção, em questão tipicamente católica, creio, a preocupação com Maria. É de se notar que o tema da vida ameaçada por catástrofes apocalípticas, e do que se seguiria a tais catástrofes, também é muito forte. Por outro lado, talvez pela forte polêmica evangélica contra as imagens, o tema da idolatria tem significativa presença. Sem nos esquecermos da pergunta sobre Deus e o significado de sua presença/ ausência na criação e no mundo atual...

Por outro lado, assunto ainda a ser analisado, mas que já dispara o alarme: a razão de boa parte das preocupações das pessoas resulta de uma leitura fundamentalista da Bíblia, com fraquíssima participação do conhecimento acadêmico desde muito consolidado sobre estes temas...

sexta-feira, 17 de novembro de 2006

Mais um apelo aos especialistas pela preservação da herança cultural do Iraque

Leia o post de Dorothy King Iraq Archaeology Appeal [Obs.: post desaparecido], em seu blog Dorothy King's PhDiva.

Confira também Arqueologia em zonas de conflito: conferência no Instituto de Arqueologia do University College London.

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

Latrina encontrada em Qumran fortalece hipótese essênia

Uma equipe internacional de pesquisadores, incluindo James Tabor, Joe Zias e Stephainie Harter-Lailheugue, descobriu um sítio nos arredores de Qumran que servia como latrina (privada, banheiro, casinha) para os moradores da área.

A descoberta tem conseqüências interessantes: pelas características do achado, parece que a hipótese essênia mais uma vez se mostra como a mais viável para explicar quem morava em Qumran.

Leia:
BiblePlaces Blog: Evidence from Qumran Toilet Practices
Codex: Going Potty at Qumran: Evidence of Latrines Discovered (GPAT 4)
PaleoJudaica: Stringent religious purification proved lethal

quarta-feira, 15 de novembro de 2006

Che Guevara: Bolivia, diario de lucha

Bolívia. Diário de Luta: o diário de Che Guevara durante sua campanha na Bolívia está disponível online. O site traz também biografias e diários de outros combatentes, documentos da guerrilha, discursos de Che, páginas dos jornais da época...

O site é o resultado de uma parceria entre o Centro de Estudos Che Guevara e o portal Cubasí. "O site reproduz o documento dia-a-dia, explica Daily Pérez, coordenadora de projetos alternativos do centro, dirigido pela viúva do revolucionário, Aleida March. A idéia, segundo ela, foi concebida como uma homenagem a Che e aos combatentes que lutaram com ele" (da France Presse, em Havana, na Folha Online de 15/11/2006 - 13h54).

Clique aqui para visitá-lo. E leia também Fotos mostram que Che Guevara foi assassinado, não morreu em confronto.

sábado, 11 de novembro de 2006

BiblePlaces Blog e Bibliablog acrescentados ao blogroll

Acrescentei ao meu blogroll dois biblioblogs: BiblePlaces Blog, que traz notícias e análises na área de geografia, história e arqueologia bíblicas. E Bibliablog, em italiano, sobre teologia bíblica.

BiblePlaces Blog é escrito por Todd Bolen, Professor de Estudos Bíblicos no Israel Bible Extension do The Master’s College, Santa Clarita, Califórnia, USA. Ele vive em Judean Hills próximo a Jerusalém, Israel. O blog é associado ao site BiblePlaces.com, mantido por Todd Bolen.

Bibliablog é mantido por Sergio e Gianni, mestres em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma. Sergio é religioso dehoniano e vive em Bologna, enquanto que Gianni é sacerdote diocesano de Prato. O blog é interessante principalmente porque mantém o visitante informado sobre publicações acadêmicas, em italiano, na área de Bíblia.

Atualizando em 29/11/2006:
O Bibliablog mudou de nome e endereço: agora é Bibbiablog. Clique no link e veja o novo visual. Não se esqueça de atualizar também o seu leitor de feeds.

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

A Ayrton's Biblical Page comemora seus 7 anos de existência - Segunda Parte

No dia 24 de outubro de 2006, 19 dos 25 alunos do Primeiro Ano de Teologia da FTCR da PUC-Campinas responderam às duas questões citadas no post anterior. E no dia 27 de outubro de 2006, 11 dos 11 alunos do Primeiro Ano de Teologia do CEARP de Ribeirão Preto fizeram o mesmo.

Aqui está o resultado da primeira questão: Quais são os 4 temas que mais lhe interessam na Bíblia?


Na FTCR os temas preferidos pelos alunos, seguidos pela freqüência das respostas, aqui dispostos em ordem alfabética, foram os seguintes:
A intenção dos autores bíblicos: 1
Abraão: 1
Amós: 1
Apocalipse: 9
Arqueologia: 1
Atos dos Apóstolos: 1
Carta aos Romanos: 1
Cartas de Paulo: 3
Criação: 3
Criação e Ciência: 1
Criação e Evolução: 1
Decálogo: 2
Distinção entre Teologia e História: 1
Eclesiastes: 1
Evangelhos: 4
Evangelhos Apócrifos: 1
Falsidade: 1
Festas litúrgicas no AT: 1
Gênesis: 3
Gênesis e textos do ANE: 1
História de Israel: 1
Igreja primitiva: 1
Isaías: 1
Jesus e o judaísmo: 1
Jesus Histórico: 3
João: 1
Judite: 1
Literatura Joanina: 1
Livre arbítrio: 1
Lucas: 1
Marcos: 1
Maria e José: 1
Mateus: 2
Mateus e João: 1
Métodos para a leitura da Bíblia: 1
O livro de Isaías e seus múltiplos autores: 1
O Paulo das cartas: 1
Pentateuco: 1
Profetas: 2
Sabedoria: 1
Salmos: 6
Sapienciais: 1
Significado dos números: 1
Símbolos: 1
Sinóticos: 3
Sonhos: 1

Como se vê, há maior interesse por:
Apocalipse: 9
Salmos: 6
Evangelhos: 4
Cartas de Paulo – Criação – Gênesis – Jesus Histórico - Sinóticos: 3
Decálogo – Mateus – Profetas: 2
Os demais: 1

Ainda: nos 46 temas citados em 75 respostas, 10 são de toda a Bíblia, 18 são do AT (citados 29 vezes) e 18 são do NT (citados 36 vezes).

No CEARP, por sua vez, os temas preferidos pelos alunos, seguidos pela freqüência das respostas, aqui colocados em ordem alfabética, foram os seguintes:
Apocalipse: 2
As comunidades cristãs primitivas: 1
Cartas de Paulo: 2
Criação: 3
Criação e Evolução: 1
Deus: 1
Discípulos de Emaús: 2
Evangelhos: 2
Exílio: 1
Êxodo: 2
Isaías: 4
Jeremias: 1
Jesus Histórico: 3
Jesus Histórico e Cristo da Fé: 1
João: 3
Literatura Deuteronomista: 1
Maria: 2
Mateus: 1
Métodos para a leitura do Antigo Testamento: 1
Multiplicação dos pães: 1
Parábolas: 1
Pentateuco: 1
Profetas: 2
Salmos: 1
Sapienciais: 1
Sermão da Montanha: 1
Símbolos: 1
Sinóticos: 1

Os alunos do CEARP manifestaram maior interesse por:
Isaías: 4
Criação – Jesus Histórico - João: 3
Cartas de Paulo – Discípulos de Emaús – Evangelhos – Êxodo – Maria - Profetas: 2
Os demais: 1

Finalmente, dos 28 temas citados em 44 respostas, 2 são de toda a Bíblia, 12 são do AT (citados 19 vezes) e 14 são do NT (citados 23 vezes).

No caso da FTCR, a colocação do Apocalipse como tema mais citado (por 9 alunos) precisa ser confrontada com os Evangelhos. Estes, embora citados no conjunto apenas 4 vezes, saltam para 18 vezes, e, portanto, para o primeiro lugar, quando considerada também a menção dos sinóticos e dos evangelhos individuais. O mesmo fenômeno, em menor proporção, pode ser notado no CEARP.

Diríamos, então, que o Novo Testamento levou a melhor? Em parte. Pois podemos notar notável equilíbrio entre as preferências pelo Antigo e Novo Testamentos quanto aos temas nas duas turmas citadas, mas o número de alunos que prefere o NT é maior:
na FTCR: AT: 18 temas, citados 29 vezes; NT: 18 temas, citados 36 vezes.
no CEARP: AT: 12 temas, citados 19 vezes; NT: 14 temas, citados 23 vezes.

A Ayrton's Biblical Page comemora seus 7 anos de existência - Primeira Parte

Fiz a proposta, a turma aceitou. Como hoje, 10 de novembro de 2006, a Ayrton's Biblical Page comemora seus 7 anos de existência, e como nestes dias estávamos estudando Gn 1,1-2,4a - relato sacerdotal (P) da criação - que usa e abusa do número 7, existe melhor ocasião para se fazer 7 perguntas sobre Bíblia a meus alunos e obter outras tantas respostas interessantes?

Foi o que fiz. Atacando em duas frentes, uma acadêmica e outra pastoral.
Na acadêmica perguntei: Quais são os 4 temas que mais lhe interessam na Bíblia?
E na pastoral: Quais são as três perguntas sobre Bíblia que você mais escuta na sua pastoral?

Embora limitada, sem valor científico em termos de abrangência, esta pequena amostragem aponta algumas tendências em grupo voltado para os mesmos objetivos e revela preocupações, influências, modismos... Após expor os dados, podemos pensar em alguma observação mais criteriosa.

Explico, para entrar no assunto, a importância do número 7 em Gn 1,1-2,4a. Brevemente.
. 7 dias para a duração da obra
. 7 fórmulas:
- de introdução (Elohim disse...)
- de comando (Haja...)
- de execução (E houve...)
- de descrição (Elohim separou...)
- de bênção (Elohim abençoou...)
- de louvor (E Elohim viu que isto era...)
- de conclusão (E foi tarde e foi manhã ...)
. 7 vocábulos - em hebraico - no primeiro verso (v. 1)
. 14 (7 x 2) vocábulos no segundo verso (v. 2)
. 7 vezes a frase “E Elohim viu que isto era bom”
. “Elohim” ocorre 35 x (7 x 5)
. os termos céu e terra ocorrem 21 vezes (7 x 3) cada um.

O 7 é um número que indica, na Bíblia, perfeição, totalidade. O seu uso em Gn 1,1-2,4a dá ao texto uma cadência, que transmite ao leitor uma sensação de harmonia pela repetição precisa das fórmulas e palavras na quantidade certa. E isto é possível porque no pensamento semítico um número não indica apenas quantidade, mas qualidade. Pode-se "fazer poesia" com os números. Mas, atenção, isto nada tem a ver com a conhecida "numerologia" que se propaga por aí a torto e a direito. As raízes da numerologia devem ser buscadas muito mais no mundo grego do que semítico.

Para ver mais sobre o significado dos números na Bíblia, consulte o verbete "números" em:
MACKENZIE, J. L. Dicionário Bíblico. 8. ed. São Paulo: Paulus, 1997, 1002 p.
VAN DEN BORN, A. (org.) Dicionário Enciclopédico da Bíblia. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1992, 1600 p.

E para o tão badalado número 666 em Ap 13,18, consulte:
PRIGENT, P. O Apocalipse. São Paulo: Loyola, 1993, p. 252-255.

quinta-feira, 9 de novembro de 2006

Busca de Biblioblogs com o Google Co-op

Jan Pieter van de Giessen criou com o Google Co-op um mecanismo de busca para os biblioblogs que estão listados no Biblioblogs.com, aquele que publica as entrevistas com os biblioblogueiros.

Clique aqui [link desativado] e experimente a nova ferramenta. E aproveite para conhecer melhor o Google Co-op que permite criar buscas personalizadas em sites e blogs.


Obs.: Estou transferindo o meu blog para o Blogger beta. Deu muita mensagem de erro, estou consertando várias coisas "no braço". Se você perceber algo estranho com o Observatório Bíblico, por favor, dê um toque!!!


Jacques Berlinerblau e a SBL na blogosfera

A repercussão do artigo de Jacques Berlinerblau comentado no post anterior pode ser lida em Blogger-Cooler: the role of the SBL no biblioblog Deinde, por Danny Zacharias.

Leio também que Jacques Berlinerblau estará tratando do assunto no Congresso da AAR - American Academy of Religion - que é realizado junto com o da SBL. O abstract de sua apresentação é o seguinte (cf. AAR A19-105: Sunday - 5:00 pm-6:30 pm):

Secular Criticism, the AAR, and the SBL
I make two assumptions. First, that the two major scholarly organizations devoted to the study of Scripture and Religion, the Society of Biblical Literature and the American Academy of Religion have excluded non-theist perspectives in their scholarly discourses and practices. Second, that this exclusion has had fairly catastrophic effects for the academic study of religion, and by extension these societies themselves. Starting with a definition of “secular criticism,' I examine how a-religious and irreligious forms of criticism can find no institutional place within scholarly societies that imagine themselves to be, ironically, bastions of secular reason. I then discuss the marginalization of religious studies within the larger university framework of the humanities and the social sciences. This marginalization, it is argued, is partly attributable to the misgivings that the mainstream (and stridently 'secular') Academy has about their pious colleagues in the fields that study religion.

quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Jacques Berlinerblau bate forte na SBL às vésperas de seu Congresso Anual

A SBL - Society of Biblical Literature - fará seu Congresso Anual de 18 a 21 de novembro de 2006 em Washington, DC. Como diz a página de Congressos da SBL, este é o maior encontro de especialistas em Bíblia de todo o mundo (the Annual Meeting is the largest gathering of biblical scholars in the world). Claro, pois cerca de 6 mil biblistas estarão presentes!

Por outro lado, no The Chronicle of Higher Education (issue dated November 10, 2006), Jacques Berlinerblau escreve interessante artigo com o título What's Wrong With the Society of Biblical Literature? [Constato em 19.04.2010: o artigo agora é só para assinantes] (O que há de errado com a SBL?), onde impiedosamente "massacra" a atuação da maior sociedade bíblica do mundo e o universo da pesquisa e do ensino bíblicos nos USA.

Leia você mesmo o polêmico texto e avalie. Acho que o artigo vai dar muito debate nos biblioblogs. Alguns já o citaram... Acho até que alguns dos problemas citados são de todos, também nossos, não apenas dos norte-americanos!

Quem é Jacques Berlinerblau?
Jacques Berlinerblau is director of the Program for Jewish Civilization at Georgetown University's Edmund A. Walsh School of Foreign Service. He is the author of The Secular Bible: Why Nonbelievers Must Take Religion Seriously (Cambridge University Press, 2005). Veja este e outros livros do autor na Amazon.com.

E não deixe de ver o perfil do autor.

Mais links para manuscritos online

Comentando meu post Manuscritos do Mar Morto: o Rolo do Templo também está online, J. P. van de Giessen alertou-me que colocou outros links em seu biblioblog Aantekeningen bij de Bijbel para mais manuscritos online.

Consulte os posts Online boekrollen e Online boekrollen (2). Alguns desses links conduzem, na verdade, a páginas que já estão indicadas em meu site, na seção de links, mas não faz mal relembrar ao leitor sua existência.

E aproveito para agradecer à gentileza de J. P. van de Giessen ao dar esta dica.

Internet em debate: IGF em Atenas e projeto de controle da Web em Brasília

Leia sobre o Fórum de Governança da Internet (Internet Governance Forum ou IGF, em inglês), que realizou sua primeira reunião em Atenas, Grécia, entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro de 2006, em:

Fórum cede a pressões e gerenciamento da rede fica de fora da pauta

Sobre a "Carta dos Direitos da Internet"


Leia sobre o projeto de lei que obriga a identificação dos usuários da Internet antes de iniciarem qualquer operação que envolva interatividade em:

Projeto quer controlar acesso à internet

Senador quer responsabilizar professores pelo uso da internet em escolas

Projeto que prevê o controle da internet é considerado um "retrocesso"

Senado adia votação de projeto que obriga identificação de usuários na internet

domingo, 5 de novembro de 2006

Manuscritos do Mar Morto: o Rolo do Templo também está online

Também o Rolo do Templo pode ser acessado online.

Para saber mais sobre os Manuscritos do Mar Morto, Qumran e os essênios, leia o meu artigo Os Essênios: a Racionalização da Solidariedade. E para acompanhar discussões mais recentes, clique aqui. E veja uma bibliografia aqui.

sábado, 4 de novembro de 2006

Manuscrito de Isaias pode ser lido online

Os estudiosos dos Manuscritos do Mar Morto, ou simplesmente curiosos, podem agora ver online o importante manuscrito, quase completo, de Isaías, chamado de 1QIs/a.

Mas é necessário ter uma conexão banda larga, porque o download é de muitos gigas e beeeem lento! Ao acessá-lo, você pode desenrolar o manuscrito, dar zoom, ler o texto etc. sem precisar ir a Jerusalém! Clique aqui para ir até The Great Isaiah Scroll.

quinta-feira, 2 de novembro de 2006

O fim do Iraque?

Por que sempre me preocupo com o destino do Iraque, em um blog sobre estudos bíblicos?

Simples: porque ali é a Mesopotâmia e vivo boa parte de meu tempo estudando este pedaço do planeta. Até porque não é possível explicar a Bíblia Hebraica - nem o Israel que a produziu - sem recorrer à Babilônia e sua literatura parcialmente herdada e desenvolvida a partir de povos mais antigos como os sumérios e os acádios. Como estudar a criação na Bíblia sem falar do Enuma Elish, poema babilônico da criação? E nestes dias estou estudando, com o Primeiro Ano de Teologia, Gn 1,1-2,4a. Enquanto passamos, no estudo do Gênesis, do caos ao cosmos, a região mesopotâmica faz caminho inverso. E cruzamos com esta realidade a todo momento, pois: onde ficava a antiga Babilônia? Bem no coração do que hoje chamamos Iraque. Aliás, ainda chamamos, porque se você ler o texto abaixo, trecho de artigo maior, verá que Iraque poderá ser uma realidade do passado em futuro muito próximo... E a desintegração da herança cultural da antiga Mesopotâmia está acompanhando a desintegração política e social do Iraque atual, sangrando em violento conflito desde 2003.


CartaCapital: 01 de novembro de 2006 - número 417


O Fim de uma Nação?
Pioram a luta e a “limpeza étnica” no Iraque. Os EUA poderão deixar para trás um país física e politicamente destruído


Por Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa


...Falta muito pouco para a desintegração definitiva do país. Em 11 de outubro, o Parlamento iraquiano aprovou a formação de federações de províncias, abrindo o caminho para a tripartição do país, à qual só os remanescentes do partido Baath e os sunitas laicos continuam a se opor. Em 15 de outubro, o Conselho Mujahidin Shura, aliança de facções sunitas que inclui a Al-Qaeda, proclamou um Estado islâmico sunita em seis províncias do centro e do oeste, seguido por desfiles de suas tropas em várias cidades de sua área de influência, como Ramadi. Apesar da oposição da Turquia, os curdos governam o norte do Iraque praticamente como Estado independente desde a invasão e as milícias xiitas já ditam a lei em quase todo o resto do país. Um relatório publicado em 17 de outubro, pela Instituição Brookings, de Washington, e pela Universidade de Berna, assinala um vasto deslocamento de populações. Os sunitas (e muitos xiitas baathistas) refugiam-se em áreas de maioria sunita, os xiitas no sul, os curdos no norte e os cristãos na província de Nínive. Cidades onde conviviam etnias e religiões tornam-se curdas, xiitas ou sunitas, revertendo a integração promovida por governos laicos e centralizadores a partir dos anos 50. A maioria dos que podem, cerca de 800 mil desde a invasão, 650 mil dos quais desde 2005, deixa o país. Prepara-se o cenário para guerras de “limpeza étnica”, como as vistas na ex-Iugoslávia e no Líbano (...) Consagrar a tripartição significaria, hoje, um revés moral para os EUA: depois de entrarem no Iraque com o pretexto de acabar com inexistentes armas de destruição em massa e depois trocá-lo pela promessa de resgatar o povo iraquiano da ditadura de Saddam Hussein e colocá-lo no caminho do progresso, o saldo final de sua intervenção será a completa destruição de uma das mais importantes nações árabes – aquela que, nos anos 80, era a mais forte e independente. Em vez disso, haverá: 1. Um estado xiita muito rico em petróleo e alinhado ao Irã. 2. Um miserável estado sunita sem petróleo que, na melhor das hipóteses, seria um satélite da Síria baathista e, na pior, um feudo fundamentalista da Al-Qaeda. 3. Um estado curdo medianamente rico em petróleo e simpático aos EUA, mas em conflito com os vizinhos. Principalmente com a Turquia, que luta contra seus separatistas curdos desde 1984. O surgimento de um Estado curdo poderia até levar essa aliada estratégica e tradicional a fechar a fronteira ao antigo Iraque, afastar-se dos EUA e aproximar-se do fundamentalismo, deixando Washington mais mal posicionada no Oriente Médio que antes da invasão...

The Bible Unearthed de Finkelstein e Silberman vira filme

O conhecido livro The Bible Unearthed de Israel Finkelstein e Neil Asher Silberman, traduzido no Brasil (equivocadamente, em minha opinião!) com o título A Bíblia não tinha razão, virou um documentário. É um filme em quatro partes, de 52 minutos cada uma, escrito por Isy Moregenztern e Thierry Ragobert, dirigido por Thierry Ragobert e distribuído por First Run/Icarus Films, de New York, USA a partir de setembro de 2006. Os temas dos 4 episódios são os seguintes: 1. Os patriarcas; 2. O êxodo; 3. Os reis; 4. O livro.

O filme documenta escavações arqueológicas no Egito, Jordânia e Israel. Arquivos de escavações arqueológicas, mapas, ilustrações bíblicas e computação gráfica foram utilizados, mostrando a arquitetura antiga, tabuinhas cuneiformes e outros artefatos raros.

Além de Finkelstein e Silberman, colaboram neste documentário outros especialistas, gente conhecida na área, de quem sempre falo em minhas aulas de História de Israel, Introdução à Bíblia, Pentateuco e Literatura Deuteronomista (veja as fotos!), como Amnon Ben-Tor, Jacques Briend, Ayelet Gilboa, Amihai Mazar, Donald B. Redford, Ronny Reich, Thomas Römer, John Van Seters, William M. Schniedewind e David Ussishkin.


The Bible Unearthed: The Making of a Religion
Directed by Thierry Ragobert
Written by Isy Moregenztern and Thierry Ragobert
Based on the Bestseller The Bible Unearthed by Israël Finkelstein and Neil Silberman


Obs.: lançado no Brasil - leia mais aqui.

Biblical Studies Carnival XI at The Stuff of Earth

Biblical Studies Carnival XI, comentando os melhores posts de outubro de 2006, está em The Stuff of Earth, blog de Michael Pahl. Não perca!

Biblioblogueiro de novembro de 2006: Brandon Wason

Jim West, em Biblioblogs.com, entrevista Brandon Wason, autor do biblioblog Novum Testamentum, escolhido como o biblioblogueiro do mês de novembro de 2006.

Brandon Wason, norte-americano, faz atualmente seu mestrado em Estudos Bíblicos na Candler School of Theology, Emory University. Vive com sua esposa em Atlanta, Georgia, USA.

Brandon Wason é, com Jim West, um dos idealizadores e mantenedores do Biblioblogs.com.

quarta-feira, 1 de novembro de 2006

The Hittite Grammar - La langue hittite - A língua hitita

Gramática Hitita, em francês (La langue hittite) e inglês (The Hittite Grammar), traz uma gramática hitita, textos hititas com transcrição e tradução, um léxico hitita e os principais paradigmas do hitita. Além disso, a página oferece um dicionário e um léxico de acádico, um léxico de sumério, bibliografia e links. A gramática hitita está disponível para download em formato PDF. Dos links para outras páginas sobre a língua, história e cultura hititas, recomendo especialmente a Hittite Home Page.

The Hittite Grammar site has the following projects: a Hittite grammar; Hittite texts with their transcriptions and translations; a Hittite lexicon; a short Sumerian lexicon; an Akkadian dictionary; a short Akkadian lexicon for use with the texts, and a summary table of the Hittite paradigms in a single page. There is a PDF version of the Hittite grammar to download.

Onde Encontrar: Ayrton's Biblical Page > Links