quinta-feira, 6 de abril de 2006

Jesus morreu na sexta-feira, 7 de abril de 30, quando tinha cerca de 36 anos de idade

MEIER, John P. Um Judeu Marginal. Repensando o Jesus Histórico. Volume Um: As Raízes do Problema e da Pessoa. Rio de Janeiro: Imago, 1993, p. 401-402, explica:

"Jesus de Nazaré nasceu - mais provavelmente em Nazaré, e não em Belém - por volta de 7 ou 6 a.C., alguns anos antes da morte do Rei Herodes, o Grande (4 a.C.). Após ter sido educado de forma convencional numa família devota de camponeses judeus da Baixa Galiléia, ele foi atraído para o movimento de João Batista, cujo ministério começou na região do Vale do Jordão, entre o final de 27 ou começo de 28 d.C.; batizado por João, logo Jesus seguiu seu próprio caminho, iniciando seu ministério ainda em 28, com a idade de 33 ou 34 anos. Regularmente ele dividiu sua atividade entre a região da Galiléia e Jerusalém (incluindo a área adjacente da Judéia), dirigindo-se para a cidade santa para as grandes festas, quando as grandes multidões de peregrinos lhe proporcionariam um público que, de outra forma, ele não conseguiria atingir. Seu ministério se prolongou por dois anos e alguns meses.

Em 30 A.D., estando em Jerusalém para a festa da Páscoa que se avizinhava, Jesus aparentemente sentiu que a crescente hostilidade entre as autoridades do templo e ele estava prestes a alcançar seu clímax. Jesus celebrou uma solene ceia de despedida com seu círculo mais íntimo de discípulos, ao anoitecer da quinta-feira, 6 de abril (pela nossa contagem atual), quando começava o décimo quarto dia de Nisan, o dia de preparação para a Páscoa (de acordo com a contagem litúrgica judaica). Preso em Getsêmani na noite de 6 para 7 de abril, ele foi primeiro inquirido por alguns funcionários judeus (pouco provavelmente por todo o Sinédrio) e depois entregue a Pilatos na madrugada de sexta-feira, 7 de abril. Pilatos prontamente o condenou à morte na cruz. Depois de flagelado e humilhado, Jesus foi crucificado no mesmo dia, nos arredores de Jerusalém. Morreu na sexta-feira, 7 de abril de 30, com a idade de 36 anos aproximadamente"

Cf. Um esboço da vida de Jesus, segundo John P. Meier

Leia Mais:
Jesus Histórico no Observatório Bíblico

22 comentários:

Anônimo disse...

Como Jesus pode ter nascido em Nazaré? No seu tempo, como já foi provado por estudos sérios, esta cidade não existia ainda.

airtonjo disse...

Amigo,

Apresente, então, estes "estudos sérios"!

Ora, o que há é um certo debate sobre o assunto. Mas que, como se pode ver pela grande discussão da lista ANE-2, que começa com o texto do link abaixo e vem até hoje, a tese da não existência de Nazaré no tempo de Jesus não se sustenta. Confira a partir de Nazareth e prossiga com as mensagens seguintes.

Anônimo disse...

Desculpe postar após tanto tempo, mas sei lá, mais alguem pode ler isso, dae axo que o comentário de que foi feito sobre Nazaré possivelmente não existir antes de Jesus é absurdo até para o ponto lógico de qualquer tipo de estudo.
Nazaré é mnsionada nas escrituras.... Os livros encontrados em cavernas "inclusive do antigo testamente" são identicos ao da nossa bíblia "exceto livro de estér, não foi encontrado ali" Foram realizados DNA nos fragmentos desses pergaminhos provando que sua data aproximada foi poucos anos após a morte de Jesus.... Se nazaré não existia então foi muiiita coincidencia ela ter cido criado poucos anos após Jesus, não acha?

Seja como for, sempre terá um pra dizer o oposto do que eu digo, afinal o que eu digo é oposto do que você pensa... Mas prefiro acreditar no óbvio. Acha que a bíblia foi planejada desde seu inicio por escritores que desejavam ser reconhecidos mundialmente? Olha, Se todos o que escreveram tivessem vivos, ganhariam muito dinheiro, mas creio que eles não pensavam nisso não... E você o que pensa?

Anônimo disse...

muito bem

Anônimo disse...

sem sombra de dúvida.

congregação lagoa do carneiro disse...

jesus tinha 33anos ou 36anos?

rebelcbc disse...

de onde vem essa teoria de 36 anos, quando a biblia diz 33?

airtonjo disse...

Confira A Data do Nascimento de Jesus

Anônimo disse...

Olha, seu estudo está correto. As pessoas que acreditam que Jesus morreu com 33 anos não se dão conta de um detalhe. Três anos e meio de ministério é muito tempo, o provável é que tenha sido de alguns meses a um ano e alguns meses. Alguém em são consciência acredita que os Sacerdotes e o Império Romano iriam tolerar Jesus pregando e dando lições de moral em todos por tanto tempo?

Melquezedeque Brito disse...

Sou Estudante de Teologia e meu mestre que é PhD em teologia me diz que Jesus morreu com 33 anos e Meio... Então quem é você pra dizer que ele morreu com 36??

Essa foi boa....kkkkkkkkk.... Heresia!!

airtonjo disse...

Melquezedeque,

Eu? Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa, um dia me explicou Guimarães Rosa. Por isso, eu estudo! Sou apenas o sujeito do verbo estudar. Tento seguir a recomendação do amigo Gaston Bachelard.

Fernando C.P. disse...

Airton, você pode fornecer as fontes de onde foram extraídas estas informações?

airtonjo disse...

Fernando,

As informações estão no livro de John P. Meier, Um judeu marginal, vol. 1, citado, com link para a editora Imago, no começo do post. O original inglês é de 1991 e a tradução brasileira é de 1993.

Mas o que menciono aqui é apenas a conclusão. A discussão toda ocupa o capítulo 11 do referido livro: "No décimo quinto ano...": uma cronologia da vida de Jesus (p. 366-426).

Sobre o autor, atualmente professor da Universidade de Notre Dame, Indiana, USA, você pode conferir aqui ou aqui.

Uma resenha do volume 2, livro 1 - nada encontrei do volume 1 -, em português, pode lhe dar uma ideia do que é a obra. Resenhas dos volumes 3 e 4 podem ser lidas, em inglês, na RBL, aqui e aqui.

Como você pode constatar, fomos contemporâneos no Bíblico, em Roma: em 1976 eu terminava o Mestrado, ele o Doutorado.

Lembro que este tipo de discussão pode ser encontrada em vários livros acadêmicos sobre o Jesus histórico.

airtonjo disse...

Encontrei uma resenha feita por alguém da área. E que foi publicada na época da tradução de John P. Meier, Um judeu marginal, volume 1, para o português: JOHAN KONINGS, O "Jesus Histórico": a nova fase e a divulgação do debate. Perspectiva Teológica 25 (1993), p. 357-370.

Anônimo disse...

Airton, gosto de ler o seu trabalho pois é muito sério, bem próximo do científico. O pessoal que estuda teologia está preocupado com o kerigma então jamais vão estudar as escrituras cientificamente e por isso eles se escandalizam. Todos os trabalhos sérios indicam uma idade de cerca de 36 anos para a morte de Jesus.

homen de DEUS disse...

meu irmão eu gostaria de saber da onde vc tirou essa ideia de q JESUS morreu com 36 anos?

Eduardo Rondon disse...

Meus Irmão voces dizem que jesus tem 33 anos quando ele morreu ta mais na biblia nao relata em momento algum com quantos anos ele morreu.Por favor se voces acharem me mandem o capitulo e o versiculo.

Ciência da Religião disse...

Eduardo Rondon, realmente não se encontra em capítulo ou versículo, mas na Bíblia Sagrada das Edições Paulinas, de 1982, há uma cronologia: nascimento em 5 a.C. e morte em 30 d.C.
A conta não é tão simples, mas não é tão complicada: de -5 a +30, seria sua morte com 35 anos. Mas não houve "0" no Ocidente até a Idade Média: de 1 a.C. passa-se a 1 d.C. Logo, teria morrido com 34 anos. Mas abril, o mês da Páscoa (e da crucificação) é anterior a 25 de dezembro (como a temos atualmente) e também anterior a 02 de agosto, que é a data proposta por mim, em meus estudos. Logo, morreu antes de fazer aniversário no ano 30, com 33 anos.

Joel disse...

Meu caro Melquisedeque, então quer dizer que se o PhD dizer que Deus não existe você acredita nele e continua desfazendo dos outros?

Anônimo disse...

só não entendi como ele morreu com 36 anos no ano 30. matemática estranha essa

airtonjo disse...

"Jesus de Nazaré nasceu - mais provavelmente em Nazaré, e não em Belém - por volta de 7 ou 6 a.C., alguns anos antes da morte do Rei Herodes, o Grande (4 a.C.)". Este é o início do texto de John P. Meier.

airtonjo disse...

Como pode Jesus ter nascido antes da Era Cristã?

Vamos começar pela citação de uma extensa nota de rodapé de um dos mais importantes estudos sobre o Jesus histórico existentes atualmente, que é o de John P. Meier, Um Judeu Marginal. Repensando o Jesus Histórico.

No volume I, capítulo 11, nota 24, Meier observa: “O paradoxo de Jesus ter nascido em alguma data anterior a 4 a.C. se deve ao nosso atual sistema de contagem dos anos, a.C. (‘antes de Cristo’ e d.C. (‘depois de Cristo’) ou A.D. (anno Domini = ‘no ano do Senhor [Jesus]’), estabelecido pelo monge Dionísio Exíguo. Na primeira metade do século VI A.D., Dionísio sugeriu que os cristãos deveriam contar os anos a partir do nascimento de Cristo, e não do reinado do Imperador Diocleciano (notório por sua perseguição aos cristãos) – isto para não falar da contagem a partir da tradicional data da fundação da cidade de Roma (A.U.C. [ab urbe condita], que corresponderia a 753 a.C. no nosso atual sistema de contagem). Infelizmente, a aritmética de Dionísio não estava no mesmo nível de sua devoção; ele calculou erradamente o ano da morte de Herodes (dessa forma antecipando as posições de alguns exegetas do século XX) e, em decorrência, o ano do nascimento de Jesus. Dionísio considerou que 1 A.D. fosse equivalente a 754 A.U.C., errando por quatro anos no mínimo, pois Herodes morreu em 750 A.U.C.” [MEIER, J. P. Um judeu marginal: repensando o Jesus Histórico. Volume Um: as raízes do problema e da pessoa. Rio de Janeiro: Imago, 1993, p. 411, nota 24].

O mesmo autor, tratando das narrativas da infância de Jesus segundo Mateus e Lucas, vai dizer: “Será que as Narrativas da Infância têm algo a contribuir para o nosso conhecimento do Jesus histórico? Alguns exegetas responderiam: praticamente nada. Contudo, um julgamento totalmente negativo pode ser muito radical”.

E continua dizendo que a teoria mais bem aceita sobre a relação entre os evangelhos sinóticos mostra que Mateus e Lucas não se conheceram. Além do que as narrativas da infância são bem diferentes entre si. Em que isto contribui?

“Quaisquer concordâncias entre os dois [Mateus e Lucas] nessas narrativas se tornam historicamente significativas, em especial quando o critério da múltipla confirmação é invocado. Essas concordâncias em duas narrativas independentes e profundamente contrastantes representariam, no mínimo, um recurso a uma tradição mais antiga, e não a criação dos evangelistas (…) Por exemplo, apesar de todas as suas divergências, tanto Mateus como Lucas situam o nascimento de Jesus durante o reinado de Herodes, o Grande (37-4 a.C.; cf. Mateus 2,1 e Lucas 1,5)”[ Idem, ibidem, p. 213-214].

Para concluir: “A correlação de Mateus 2 e Lucas 3,23 torna provável – embora não certo – que Jesus tenha nascido poucos anos, e apenas poucos, antes de 4 a.C.”[Idem, ibidem, p. 371].

Estes e outros dados estão em A data do nascimento de Jesus.

Postar um comentário