quinta-feira, 23 de março de 2017

A apocalíptica judaica e o Novo Testamento

REYNOLDS, B. E. ; STUCKENBRUCK, L. T.  (eds.) The Jewish Apocalyptic Tradition and the Shaping of New Testament Thought. Minneapolis: Fortress Press, 2017, 300 p. - ISBN 9781451492668.


The Jewish Apocalyptic Tradition and the Shaping of New Testament Thought



The contemporary study of Jewish apocalypticism today recognizes the wealth and diversity of ancient traditions concerned with the 'unveiling' of heavenly matters - understood to involve revealed wisdom, the revealed resolution of time, and revealed cosmology - in marked contrast to an earlier focus on eschatology as such. The shift in focus has had a more direct impact on the study of ancient 'pseudepigraphic' literature, however, than in New Testament studies, where the narrower focus on eschatological expectation remains dominant. In this Companion, an international team of scholars draws out the implications of the newest scholarship for the variety of New Testament writings. Each entry presses the boundaries of current discussion regarding the nature of apocalypticism in application to a particular New Testament author. The cumulative effect is to reveal, as never before, early Christianity, its Christology, cosmology, and eschatology, as expressions of tendencies in Second Temple Judaism.


Benjamin E. Reynolds is associate professor of New Testament at Tyndale University College in Toronto, Canada. He is author of The Apocalyptic Son of Man in the Gospel of John.

Loren T. Stuckenbruck is chair of New Testament and Second Temple Judaism at Evangelisch-Theologische Fakultat, Ludwig-Maximilians-Universitat, Munich. His numerous works include Angel Veneration and Christology: A Study in Early Judaism and in the Christology of the Apocalypse of John and a commentary on 1 Enoch 91–108 in the Commentaries in Early Jewish Literature series.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Profetismo e Apocalíptica: Perspectivas e Interpretações

Pós-Graduação em Profetismo e Apocalíptica: Perspectivas e Interpretações

Profetismo e Apocalíptica: Perspectivas e Interpretações

Em 2017, a Escola de Teologia da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) lança o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Profetismo e Apocalíptica: Perspectivas e Interpretações.

Com uma proposta de discutir profetismo e apocalíptica numa perspectiva histórico-literária, considerando a relação dos textos com a cultura, a linguagem e a história, o curso será oferecido a distância, com aulas quinzenais, ao vivo. A presença do pós-graduando no Polo de Apoio Presencial será requerida apenas para a realização de avaliações e apresentação do trabalho final de curso.

Entre os docentes encontram-se nomes conhecidos da academia bíblica brasileira, como Paulo Augusto de Souza Nogueira, Marcelo da Silva Carneiro, Valtair Afonso Miranda, Paulo Roberto Garcia, Suely Xavier dos Santos e João Batista Ribeiro Santos, acompanhados por um grupo de jovens mestres e doutores dispostos a agregar mais provocações às leituras desses temas.

O curso de Pós-Graduação de Profetismo e Apocalíptica da Metodista é destinado a graduados em Teologia, Ciências da Religião, História e áreas afins, bem como a professores de Teologia, professores de Ciências da Religião, professores de História e estudiosos de literatura religiosa antiga com formação de nível superior.

As matrículas para a primeira turma do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Profetismo e Apocalíptica: Perspectivas e Interpretações, com início das aulas previsto para março [as aulas começaram no dia 14, nova turma em maio], estão abertas. Mais informações na página do curso no Facebook.

Fontes: ABIB e página do curso no Facebook

Leia Mais:
Vale a pena ler os profetas hoje?
Apocalíptica: busca de um tempo sem fronteiras

ReBiblica - Revista Brasileira de Interpretação Bíblica

A Revista Brasileira de Interpretação Bíblica - ReBiblica - será lançada em 2017.

Revista Brasileira de Interpretação Bíblica - ReBiblica

A Revista Brasileira de Interpretação Bíblica - ReBiblica - nasceu de uma decisão conjunta dos professores-pesquisadores de Bíblia nos Programas de Estudos Pós-Graduados em Teologia e Ciências da Religião, afiliados à Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Teologia e Ciências da Religião (ANPTECRE). Durante o 5º Congresso Nacional da ANPTECRE (Curitiba - PR, de 9 a 11 de setembro de 2015), os professores-pesquisadores na área do estudo científico da Bíblia deliberaram encaminhar o pedido para a constituição de um Grupo de Trabalho permanente no campo da Bíblia nos congressos da ANPTECRE, bem como fundar um Periódico Científico de alto nível acadêmico, a fim de divulgar as pesquisas de estudo bíblico realizadas no Brasil.

ReBiblica é uma publicação multi-institucional, fruto do compromisso partilhado dos docentes das seguintes instituições:

. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) - Porto Alegre, RS (hospedeira do periódico)
. Faculdades EST - São Leopoldo, RS
. Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) - Belo Horizonte, MG
. Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) - Curitiba, PR
. Faculdades Batista do Paraná (FABAPAR) - Curitiba, PR
. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) - São Paulo, SP
. Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) - São Bernardo do Campo, SP
. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) - Rio de Janeiro, RJ
. Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUCGO) - Goiânia, GO
. Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) - Recife, PE



Foco e Escopo

A Revista Brasileira de Interpretação Bíblica – ReBiblica – tem como objetivo divulgar a pesquisa bíblica realizada pelos professores doutores pesquisadores no campo da Bíblia, vinculados ou não a Programas de Pós-Graduação em Teologia e Ciências da Religião, nacionais e internacionais.

ReBiblica publica artigos sobre: hermenêutica bíblica, exegese bíblica, teologia bíblica, tradução do texto bíblico, leituras libertadoras da Bíblia, história e arqueologia do mundo bíblico. Também publica resenhas e recensões de livros relevantes para o estudo da Bíblia.

Como modo de divulgar e incentivar a pesquisa bíblica no Brasil, ReBiblica publica ainda resumos de teses doutorais sobre Bíblia defendidas nos PPGs de Teologia e Ciências da Religião. Trabalhos de doutorandos serão aceitos somente em parceria com um professor doutor.



Equipe Editorial

Editor
Cássio Murilo Dias da Silva, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) - RS, Brasil

Conselho editorial
Leonardo Agostini Fernandes, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) - Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Luiz Alexandre Solano Rossi, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Brasil
Matthias Grenzer, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) - São Paulo, SP, Brasil
Valmor da Silva, Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUCGO) - Goiânia, GO, Brasil

Comitê científico
Gilvan Leite Araújo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - SP
Flávio Schmitt, Faculdades EST, Brasil

Bolsista
Daniele Irassochio, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS

Pentateuco: da formação à recepção

CARNEIRO, M. S. ; OTTERMAN, M. ; FIGUEIREDO, T. J. A. (orgs.) Pentateuco: da formação à recepção. São Paulo: Paulinas, 2016 - ISBN 9788535642070.

CARNEIRO, M. S. ; OTTERMAN, M. ; FIGUEIREDO, T. J. A. (orgs.) Pentateuco: da formação à recepção

Este livro é resultado do VII Congresso da ABIB (Associação Brasileira de Pesquisa Bíblia), realizado em 2016 na UMESP, com o tema: Pentateuco - da formação à recepção.

Os textos das conferências principais de Jean-Louis Ska (Itália) e Thomas Römer (Suíça/França) abordam questões fundamentais da formação do Pentateuco e dos papéis nele atribuídos a Moisés.

Os demais textos reproduzem conferências de pesquisadores de diferentes regiões e instituições no Brasil e em outros países da América Latina. Aqui encontramos recortes como análises literárias e interdisciplinares de determinados textos e temas, bem como questões da recepção do material, dentro e para além da cultura judaica.

A obra reflete a preocupação da ABIB em promover a pesquisa bíblica da maneira mais ampla possível, e cremos que a fomentará decisivamente, pois reflete o que há de mais atual e relevante nas pesquisas sobre o Pentateuco.

Os organizadores são: Marcelo da Silva Carneiro, Monika Otterman e Telmo José Amaral de Figueiredo.

terça-feira, 14 de março de 2017

Vault 7 e PortableApps

Quando o assunto é vigilância, todos estão na mira da CIA
 
:. O que é Vault 7?

WikiLeaks escancara como a CIA é o "Big Brother" dos seus dispositivos - Hardware.com.br: William R. Plaza criou 8/mar/2017 às 15h03

Dentre as agências de segurança, a NSA é sempre apontada como a “enxerida”, ainda mais após as revelações de Edward Snowden, e agora a CIA é citada no mesmo estilo Snowden, através de um imenso vazamento de documentos por parte do WikiLeaks. A organização diz que esse é o maior vazamento da história da CIA. Vault 7, esse é o nome atribuído a essa série de materiais que revelam as técnicas de vigilância global feito pela CIA em conluio com outras agências, como a britânica MI5. A primeira parte desse material, chamado de Year One, foi divulgado ontem pelo WikiLeaks. São quase 9 mil páginas que detalham os programas e ferramentas da CIA utilizados para coletar informações de milhões de pessoas, através de dispositivos como smartphones e SmartTVs. O WikiLeaks afirma que esses documentos vazados registram a atividade de espionagem cibernética da CIA realizado entre 2013 e 2016. Ex-hackers que trabalharam para o governo dos EUA, teriam sido os responsáveis por repassar os documentos a organização de Julian Assangle. O WikiLeaks também alerta que o fato de ex-funcionários terem acesso a esses arquivos sem autorização é uma prova que outros poderiam conhecer sua existência e por tanto podem estar cientes dos detalhes técnicos dessas ferramentas de espionagem, o que é um risco real para a segurança e privacidade (será que isso ainda existe?) dos usuários, já que poderia ser utilizada por outros hackers mundo afora. Após as revelações de Snowden, suspeitar que a CIA utiliza técnicas de vigilância não causa um espanto tão grande assim, porém, conhecer o poder que a agência tem é no mínimo assustador. Abaixo separei alguns dos pontos principais revelados no Year One. Vamos a eles!

PortableApps.com Platform 14.4
O que são aplicativos portáteis?

Aplicativos portáteis são programas gratuitos, a maioria de código aberto [open source], que podem ser executados em qualquer computador com Windows, sem a necessidade de instalação formal, ou com uma instalação simples que lhes permita serem diretamente executados a partir de um dispositivo portátil. Esses programas, quando devidamente preparados, não criam entradas no registro do Windows, sendo, dessa forma, muito prático fazer a sua instalação em um pen drive e ter o programa pronto para ser utilizado em qualquer micro.



:. Como os aplicativos portáteis são afetados pela vigilância da CIA?

Mitigating DLL Hijacks Revealed in Vault 7/Fine Dining With The PortableApps.com Platform - PortableApps.com: submitted by John T. Haller on March 13, 2017 - 10:57pm

Over the past few days, Wikileaks posted a series of documents purported to be from the CIA in a dump of files dubbed "Vault 7". Within those documents are references to a project called "Fine Dining" which details how a field agent can alter their own software on a portable device to include additional functionality to enable spying and other covert activities while appearing innocuous to those who happen to see the agent using their portable software. The process is detailed well in a Q&A by Sophos software.


List of Affected Software

The list of affected software includes VLC Player Portable, Irfan View, Chrome, Opera, Firefox, ClamWin, Kaspersky TDSS Killer, McAfee Stinger, Sophos Virus Removal Tool, Thunderbird, Opera Mail, Foxit Reader, LibreOffice, Prezi, BabelPad, Notepad++, Skype, Iperius Backup, Sandisk Secure Access, U3 Software, 2048, LBreakout2, 7-Zip Portable and Portable Linux CMD Prompt. Some PortableApps.com Launchers are also affected by these techniques.


How The Vulnerability Is Exploited

In most affected apps, the app itself is vulnerable. Thunderbird, for example, is vulnerable if you add a DLL in a specific location. Opera Mail is vulnerable to having one of its built-in DLLs replaced with something else. When the field agent's DLL is loaded by the base app, the DLL will then do whatever it is coded to do (copy files, listen in on network traffic, etc). The base app will continue working as usual while this occurs allowing the agent to play a game, check their email, or browse the web. The leaked documents detail which specific DLLs to use for each app.


How We Mitigate The Risk

Today's PortableApps.com Platform release adds a security module to scan for the specific techniques outlined above. Every DLL addition recommended in the leaked document is specifically scanned for by the platform before a vulnerable app is launched. This includes DLLs located alongside an AppNamePortable.exe launcher whether or not it is affected as some apps will load DLLs from there as well as their own path. DLLs listed in the leak as vulnerable to replacement within an affected app are securely SHA256 hashed by the platform and compared to the known hash for that version of the app's DLL.



PortableApps.com Platform 14.4: Fine Dining With Confidence - PortableApps.com: submitted by John T. Haller on March 13, 2017 - 10:16pm

PortableApps.com is proud to announce the PortableApps.com Platform 14.4 release. This release adds custom platform security to scan for and mitigate DLL hijacks in some vulnerable apps and launchers revealed in the "Fine Dining" leak as well as updates to two locales. As always it has a complete app store, automatic updater, easy app organization, fast app searching, proxy support, a great set of themes, portable fonts, and lots of other features to make it your favorite set of apps whether you're running from a portable drive, a cloud drive, or run locally! If you'd like to see more features and functionality keep coming, please read a personal appeal from PortableApps.com founder John T. Haller to help! You can also buy the platform and a suite of apps on the hardware-encrypted PortableApps.com Carbide or fast and affordable PortableApps.com Companion available in our hardware store. Read on for all the details... Existing Platform users can automatically update by clicking Help - Check for Updates.


New in 14.4

This release adds custom platform security to scan for and mitigate DLL hijacks in: 2048, BabelPad, ClamWin, Foxit, Google Chrome, Kaspersky TDSSKiller, LibreOffice, McAfee Stinger, Opera, Opera Mail, Skype, Thunderbird, and various launchers. These apps have been shown to load certain DLLs unsafely in the recent "Fine Dining" section of the Vault 7 leak and the platform now scans for both DLLs which should not be included as well as DLLs which can be replaced. The platform verifies the authenticity of the latter using secure SHA256 hashing. While these techniques are not currently known to spread malware via personal removable drives or cloud drives, now that these techniques have been publicized it could occur in the future, so we have added security mitigation now.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Francisco: 4 anos


Cinco grandes realizações dos primeiros 4 anos de Papa Francisco - IHU On-Line: 13/03/2017

É difícil acreditar, mas o Papa Francisco está chegando ao quarto aniversário de sua eleição ao papado em 13 de março. Em quatro anos, o pontífice já teve um impacto profundo na Igreja. Verdade seja dita, ele não mudou a postura da Igreja em relação ao controle de natalidade, ao celibato, a mulheres ordenadas ao sacerdócio e ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas tem transformando fundamentalmente como vemos a Igreja de cinco maneiras. O comentário é de Thomas Reese, jornalista e jesuíta, publicado por National Catholic Reporter, em 09/03/2017.


Five great achievements of Pope Francis' first four years - Thomas Reese: National Catholic Reporter - Mar. 9, 2017

It is hard to believe but Pope Francis is coming up on the fourth anniversary of his election as pope on March 13. In four years, the pope has had a profound impact on the church. True, he has not changed the church's position on birth control, celibacy, women priests and gay marriage, but he has fundamentally changed how we see the church in five ways.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Um novo quadro econômico para o cristianismo primitivo

BOER, R. ; PETTERSON, C. Time of Troubles: A New Economic Framework for Early Christianity. Minneapolis: Fortress Press, 2017, 320 p. - ISBN 9781506406312.

BOER, R. ; PETTERSON, C. Time of Troubles: A New Economic Framework for Early Christianity


Economic realities have been increasingly at the center of discussion of the New Testament and early church. Studies have tended to be either apologetic in tone, or haphazard with regard to economic theory, or both‒‒either imagining the ancients as involved in “primitive” economic relationships, or else projecting the modern capitalist preoccupation with markets and the enterprising individual back onto first-century realities. Roland Boer and Christina Petterson blaze a new trail, relying on the expansive work on the Roman economy of G. E. M. de Ste. Croix (who was relatively uninterested in the New Testament, however) and on the theoretical framework of the Régulation school. Theoretically flexible and responsive to historical data, Régulation theory gives appropriate regard to the centrality of agriculture in the ancient world and finds economic instability to be the norm, except for brief episodes of imposed stability. Boer and Petterson find the Roman world in crisis as slavery expands, transforming the agricultural economy so that slave estates could supply the needs of the polis. Successive chapters describe aspects of the economic crisis in the first century and turn at last to understand the ideological role played by nascent Christianity.

Roland Boer is Xin Ao Professor of Literature at Renmin University of China, and research professor at the University of Newcastle, Australia, and authored numerous books.

Christina Petterson is a postdoctoral research associate at the University of Newcastle.

Para compreender o Pentateuco

DOZEMAN, T. B. The Pentateuch: Introducing the Torah. Minneapolis: Fortress Press, 2017, 764 p. - ISBN 9781506423319.

Thomas B. Dozeman, The Pentateuch: Introducing the Torah

The Pentateuch is the heart of the Hebrew Bible and the foundational document of Judaism. It is also the focus of tremendous scholarly debate regarding the complex history of its composition. This history will be explored along with analysis of the historical background and ancient Near Eastern parallels for its primeval history, its ancestry narratives and laws, the theological purposes of its final redaction, and its diverse interpretation in communities today. This textbook introduces students to the contents of the Torah and orients them to the key interpretive questions and methods shaping contemporary scholarship, inviting readers into the work of interpretation today. Pedagogical features include images, maps, timelines, reading lists, and a glossary.

Thomas B. Dozeman is professor of Hebrew Bible at United Theological Seminary, Dayton, Ohio, and co-chair of the SBL Pentateuch Group. He is the author of a number of scholarly books and commentaries.

terça-feira, 7 de março de 2017

Para ler Francisco

Os fundamentos geopolíticos do Pontificado de Francisco. "O Papa é a única voz política com autoridade moral transversal" - IHU On-Line: 07.03.2017

O 1º Encontro Ibero-americano de Teologia contou com a voz de mulheres teólogas, estas grandes desconhecidas. Suas falas mostraram a cor e a presença que faltam à Igreja em todos os níveis. Dentre elas, estava a jovem teóloga argentina Emilce Cuda, que acaba de publicar 'Para leer a Francisco' (Manantial), que contribui trazendo os fundamentos geopolíticos do pontificado de Francisco.

A entrevista é de José Manuel Vidal, publicada por Religión Digital, em 04.03.2017.


Quem é Emilce Cuda?

Sou natural da Argentina, de Buenos Aires. Sou doutora em Teologia pela Universidade Pontifícia da Argentina e também sou professora, na Argentina, na Faculdade de Teologia da Universidade Católica. Além disso, sou professora em uma universidade pública, a UVA, como é chamada. E também na Univesidade Arturo Jauretche, uma universidade na conurbação de Buenos Aires, em uma região muito pobre.

Minha especialidade, na teologia, é a política. Trabalho há 30 anos como pesquisadora e estou aqui, no Boston College, há vários anos, em um intercâmbio, como professora na área de Ética e Política.

O Boston College tem uma organização chamada Catholic Theological Ethics in the World Church, que reúne teólogos eticistas católicos de todo o mundo. São 1000 teólogos e eu sou a responsável pela coordenação da América Latina e do Caribe. E também sou presidente da IPSA (Associação Internacional de Ciência Política), para a área da religião e política.

Acaba de publicar um livro

Acabei de publicar um livro sobre o papa, que não é uma biografia. É interessante fazer esta distinção porque a maioria dos livros que existem são biografias de Francisco, muitas delas muito boas. Mas este livro é uma tentativa de explicar a teologia e a política argentina, que esclarece muito o discurso do Papa (continua)

CULDA, E. Para leer a Francisco. Buenos Aires: Manantial, 2016

Emilce Cuda: "El Papa es la única voz política que tiene autoridad moral transversal" - Religión Digital: 04.03.2017

El pasado I Encuentro Iberoamericano de Teología contó con la voz de las mujeres teólogas, esas grandes desconocidas. Sus ponencias han mostrado el color y la presencia que falta en la Iglesia a todos los niveles. Entre ellas, intervino la joven teóloga argentina Emilce Cuda, que acaba de publicar 'Para leer a Francisco' (Manantial), que nos aporta las claves geopolíticas del pontificado de Francisco.

¿Quién es Emilce Cuda?

Soy de Argentina, de Buenos Aires. Soy doctora en Teología por la Universidad Pontificia de Argentina, y soy profesora también en Argentina en la Facultad de Teología de la Universidad Católica. Además, soy profesora en Universidad pública, la UVA, se llama. Y también en la Univesidad Jauretche que es una universidad del conurbano bonaerense en un asentamiento muy pobre.

Mi especialidad, dentro de la Teología, es la política. Trabajo hace 30 años como investigadora y estoy aquí, en Boston College, desde hace varios años. Hago intercambio como profesora en el área de Ética y Política.

Boston College tiene una organización que se llama Catholic Theological Ethics in the World Church, que significa teólogos eticistas católicos alrededor del mundo. Son 1000 teólogos, y yo estoy a cargo de la coordinación de Latinoamérica y el Caribe. Y también soy presidenta de IPSA (International Political Science Association), para el área de religión y política.

Y acabas de publicar un libro.

Acabo de publicar un libro sobre el Papa, que no es una biografía. Es interesante distinguirlo porque la mayoría de los libros que hay son biografías sobre Francisco, muy buenas muchas de ellas. Pero este libro es un intento de explicar la teología y la política argentina, que aclara mucho el discurso del Papa (continua)


O livro

CULDA, E. Para leer a Francisco. Buenos Aires: Manantial, 2016, 260 p. - ISBN 9789875002180.

Francisco, profeta y pastor, desenmascara las causas de la pobreza desacralizando estructuras injustas que han sido divinizadas, y llama a la misericordia como otro modo de justicia. Sus gestos atraen la mirada internacional sobre el pensamiento teológico, ético y político latinoamericano y argentino, y al mismo tiempo despiertan preguntas difíciles de responder. ¿Su crítica al “sistema” es teológica o política? ¿Su pensamiento es producto de las luchas históricas por la liberación antes que por la libertad? ¿Es su discurso Teología de la Liberación o anacronismo setentista? ¿La Teología del Pueblo es marxista o peronista? ¿Es posible una teología nacional y popular? ¿Qué entiende por categorías como igualdad, libertad, pueblo, pobre, trabajo, cultura, misión? ¿Es eficaz su exhortación apostólica entre un público no católico, no creyente y despolitizado? ¿Su voz, una autorictas político-moral transversal a las soberanías nacionales, genera conflicto de doble obediencia al interior de los Estados? ¿Entra Francisco en el debate de una agenda terminológica marcada por los medios hegemónicos o planta de manera soberana nuevos temas a debatir? Este libro no pretende dar respuestas sino herramientas para leer a Francisco desde el punto de partida de la teología, la filosofía y la política latinoamericana. Plantear que es importante no desconocer que su origen es argentino y latinoamericano, y que su formación jesuita es tanto clásica y moderna, como universal y concreta, permite ver que ahora Bergoglio es Francisco, el Papa de toda la Iglesia Católica, para todo el mundo, interpelando a creyentes y no creyentes.

segunda-feira, 6 de março de 2017

The Oriental Institute Open Access Publications

The Oriental Institute Open Access Publications

Including Both Digital Manifestations of Print Publications and Born Digital Publications

Starting in 2004, the Oriental Institute [of the University of Chicago] committed to digitizing all of its publications and making them available online, without charge. The minimum for each volume, old and new, current and forthcoming, will be a Portable Document Format (PDF) version following current resolution standards. New publications appear online at or near the time they appear in print. Older publications will be processed as time and funding permits. Several hundred volumes are now online.
Fonte: AWOL - 18.03.2016